Revista Colaborativa Rio Claro Online Contato WhatsApp: +55 19 9 9801.7240 | 3597.0881 contato@rioclaroonline.com.br


lgbt-movimento11
12 de dezembro de 2016

12 canais gays originais no YouTube feitos por brasileiros para você amar


Depois de um extenso trabalho de seleção, garimpamos no labirinto de vídeos do Youtube 12 canais de videologers brasileiros que são bem produzidos, inteligentes, refletem bem os diferentes estilos e pontos de vistas dentro da comunidade. Alguns são modernos, outros caretas, uns do interior, outros de grandes metrópoles.

O mais legal é celebrar a diversidade assistindo e prestigiando, quebrar os estereótipos e conhecer pessoas que dedicam um pouco de suas vidas a contar parte de suas histórias ou a promover as nossas causas, de diferentes formas, e acima de tudo mostram aos outros gays que eles jamais estarão sozinhos. São canais pessoais ou de grupos de amigos, com produções com temas gerais.

Canal das Bee
Jessica Tauane e Victor Larguesa apresentam o Canal das Bee, um dos mais populares entre os gays, que aborda temas cotidianos com tiradas feitas por uma lésbica e um gay para lá de divertidos.

Chá dos 5
O mais novo canal de humor gay, fundado por cinco amigos gays, também quer mostrar diversos pontos de vistas sobre temas atuais, no melhor estilo “mesa redonda” com direito a convidados.

Coletivo Lumika
Com mega produção em forma de curtas, webséries, depoimentos e discussões, o canal expõe temas importantes com muito humor e uma edição deliciosa de assistir. O projeto é apoiado pela Secretaria da Cultura do estado de São Paulo.

Eduardo Bressanim
O fotógrafo fofo do interior de São Paulo tem uma sinceridade que salta em seus vídeos que são diretos, pessoais e mostram uma pessoa muito fofa, para casar. Aliás, ele acaba de ficar solteiro… fica mais essa dica!

Enrique Coimbra
O loiro carioca, autor e gay assumido fala bastante, é hiperativo, se expõe de forma bem sincera. Fofíssimo e apaixonante com seu sotaque e olhos azuis, ele aborda questões do coração, polêmicas e usa palavras certeiras e até poéticas.

Fmastrandea
O publicitário paulistano Felipe Mastrandea, 27, é formado em Letras e também tem um blog. Ele se define: “intenso, doidinho e brincalhão”. Os temas de seus vídeos, que sempre abusam do corpo e da polêmica são invariavelmente quentes e conta sempre com a participação de seus amigos filés. Mas a discussão é interessante e levada a sério, se você se concentrar.

Gayrotos
De conversa franca, o canal Gayroto era um dos mais populares e interessantes. Eles respondiam dúvidas, abordavam temas comuns aos gays de forma bem humorada e com linguagem coloquial e de forma bem didática. O canal chegou ao fim há dois anos, mas os vídeos continuam lá…

Luan Poffo
Com apenas 18 anos, o catarinense ficou famoso ao compartilhar presença no canal do seu ex Federico Devito. De volta a Santa Catarina, ele estreou seu próprio canal e encanta com seu humor rápido e inteligente, opiniões ponderadas e estilo totalmente cool de ser. Com amigos ele fez brincadeiras e conta um pouco de sua vida de jovem gay estudante de jornalismo. Um dos nossos favoritos!

LubaTV
Lucas Feuerschuette cresceu se expondo em seu canal no Youtube até que saiu do armário e desde então seu canal bombou. De Tubarão, Santa Catarina, ele é super divertido e fofo, até os pais participam do canal dele.

Maicon Santini
O humorista e ator paranaense arrasa em seu canal. Com muito humor e sinceridade ele faz piadas com ele mesmo. A edição é divertida e os looks impecáveis. Amigo de longa data nosso, não poderia faltar em nossa lista!

Põe na Roda
O canal gay brasileiro de humor mais conhecido é um tipo de “Porta dos Fundos” gay. Abordam diversos temas e trazem piadas hilárias. Há sempre a garantia de boas risadas com o trio de amigos Nelson Sheep, Pedro HMC e Felipe Abe.

Rick Sincero
De opiniões polêmicas, Rick tem 32 anos é de São Paulo e foi criado pela mãe. Ele é bem simples em suas opiniões, o que faz com que algumas pessoas não o entendam e ele tenha tanto uma legião de haters quanto de fãs. Mas ele representa boa parte dos gays com suas opiniões conservadoras.

 

Fonte: Revista Lado A