A OUVIDORIA PRECISA SER OUVIDA

ouvidoria_rioclaro_sp

A Ouvidoria da Prefeitura Municipal de Rio Claro tem sido muito criticada nas redes sociais na Internet, sobretudo o ouvidor, o jornalista e filósofo Carlos Marques.

 

Colocado no cargo, provavelmente com a estratégia de seus superiores (a “Nomenclatura” administrativa atual), de que Carlos, por suas características como pessoa séria, honesta, inteligente, culta, ativista em nobres causas, e com familiaridade no uso da cibernética e redes sociais, pudesse receber, absorver e contornar prováveis críticas, oposições, denúncias e reinvindicações do povo rioclarense, “maquiando” e “poupando” o atual prefeito e seus secretários de respostas e ações prometidas durante a campanha política, o tempo (algumas semanas) já demonstraram o erro da infeliz “idéia”, e o pior e injusto dessa insana e burra estratégia: o desgaste da imagem pessoal e profissional de Carlos Marques junto a pessoas e amigos que antes o acompanhavam e admiravam como um  líder e cidadão que lutava intransigentemente pelo bem de Rio Claro e sua população.

 

Como um dos exemplos de reinvindicação e de crítica que “caiu no colo” do Ouvidor, é a promessa de campanha da revogação da Taxa de iluminação por parte do senhor prefeito. É uma missão impossível para o Ouvidor ou para qualquer um querer explicar ou justificar para os eleitores o não cumprimento de uma promessa de campanha. É tentar justificar o injustificável. E esse é apenas um mero caso entre tantos outros, onde a Ouvidoria, e mais especificamente o senhor Carlos Marques foi colocado pela “Nomenclatura” administrativa atual como verdadeira “bucha de canhão”, poupando uma administração que, em alguns casos não está parecendo séria e nem responsável (como é o caso por exemplo de se presentear um vereador com uma Secretaria inteira – Secretaria de Cultura, transformada hoje num curral eleitoral e cabide de emprego de apadrinhados políticos), e permitindo, pelo autismo, omissão e ausência dessa mesma “Nomenclatura” em respostas e ações imediatas junto a população e aos críticos, que Carlos Marques seja simplesmente “fritado” nas redes sociais.

 

Não basta a Ouvidoria receber e protocolar reinvindicações e críticas, se essas reinvindicações e críticas ao serem recebidas pelo senhor prefeito e senhores secretários (pois são a eles comunicadas) não recebem o devido atendimento e resposta, não em todos os casos, obviamente, mas com certeza, na maioria deles.

 

Desde que assumiu esse importante cargo, Carlos tem “se virado do avesso”, até vendo seus amigos e admiradores dele se afastarem, na defesa do senhor prefeito e da atual administração. E está correto. Carlos está apresentando seu trabalho, defendendo seu salário (não há nenhum mal nisso), e tentando um ponto de equilíbrio entre as reinvindicações e necessidades da população, e as possibilidades de atendimento por parte de um prefeito íntegro, honesto, bem intencionado, mas que também se vê na posição de “bucha de canhão”, mal assessorado, mal orientado, e que pegou a realidade de uma prefeitura mal administrada, saqueada, falida e sucateada.

 

Um importante exemplo de interessantes e inteligentes ações de Carlos Marques foi a contratação e recém implantação de um Sistema de Ouvidoria baseado num software específico que permite a comunicação imediata entre a população, a Ouvidoria e as Secretarias, conforme a descrição de características e objetivos constantes no Contrato n. 14/2017 firmado entre a Prefeitura Municipal e a empresa Multi Inovações em T.I. Ltda., contrato esse obtido pela Diretora Executiva da Rio Claro Online, Leila Duckur Pizzotti, e que tivemos a oportunidade de analisar.

 

Dessa forma, a bem da Verdade, esse grande cidadão, Carlos Marques, tem procurado desempenhar da melhor forma possível sua missão, assim como outro também grande cidadão, João Teixeira Junior, tem feito o mesmo, e com tremendas dificuldades e adversidades. No meio, uma população inteira que torce, exige e merece que promessas de campanhas sejam cumpridas, que problemas sejam resolvidos e para que cidadãos como Carlos Marques e João Teixeira Junior sejam sempre esperança ao invés de decepção, e possam continuar sendo por nós apoiados e admirados.

 

Jenyberto Pizzotti para Rio Claro Online

contato@rioclaroonline.com.br

 

 

Contrato n. 14/2017 firmado entre a Prefeitura Municipal

e a empresa Multi Inovações em T.I. Ltda

 

1

2

3

4

5


Revista Colaborativa

O seu maior objetivo é diminuir as distâncias geográficas e de estilos de vidas para um caminho mais rápido ao alcance do conhecimento, divulgar ideias, movimentos, e ações através de uma nova mídia colaborativa na cidade, com informações de causa social, uma revista eletrônica que tem como público alvo internautas com médio e alto potencial ideológico e de consumo para interagir e desenvolver a sua própria subsistência em diversas esferas da comunidade para o bem comum.