corruptos
21 de fevereiro de 2018

No país que é governando por um político acusado de ser chefe de quadrilha, estudo da Transparência Internacional mostra que o Brasil caiu 17 posições e atingiu a pior colocação em 5 anos no ranking sobre percepção da corrupção; bom 37 pontos, Brasil ficou na 96ª posição, atrás de países como Timor Leste (91º), Burkina Faso (74º) e Arábia Saudita (57º); “Foi uma das maiores quedas já registradas do país na história de participação do ranking, o que representou uma enorme frustração, tanto para o país como para a sociedade”, analisa Bruno Brandão, da Transparência Internacional.

 

Levantamento realizado pela ONG Transparência Internacional mostra que o Brasil caiu 17 posições e atingiu a pior colocação em 5 anos no ranking sobre percepção da corrupção. No estudo, feito com 180 países e divulgado nesta quarta-feira, 21, as notas dadas aos países vão de 0 a 100. Quanto maior a nota, mais transparente é o país, na visão de seus moradores.

 

O Brasil obteve 37 pontos e passou a ocupar a 96ª posição no ranking. No lugar que ocupa hoje, o Brasil está empatado com Colômbia, Indonésia, Panamá, Peru, Tailândia e Zâmbia, ficando atrás de países como Timor Leste (91º), Burkina Faso (74º) e Arábia Saudita (57º).

 

No levantamento anterior, o Brasil obteve 40 pontos e ficou na 79ª colocação. Apenas a Libéria e o Bahrein apresentaram recuo maior que o Brasil, de 32 e 33 posições, respectivamente.

 

Segundo o representante da Transparência Internacional, Bruno Brandão, o Brasil vinha apresentando uma trajetória de queda no índice desde 2014. “Foi uma das maiores quedas já registradas do país na história de participação do ranking, o que representou uma enorme frustração, tanto para o país como para a sociedade”, analisa.

 

No ranking de 2017, o Brasil também apresentou uma queda na sua posição em relação a outras nações em desenvolvimento, como os Brics. Índia (81º), China (77º) e África do Sul (71º) ultrapassam a nação brasileira, que só fica à frente da Rússia –com 29 pontos, em 135º na listagem.

 

Leia também reportagem da Reuters:

 

RIO DE JANEIRO (Reuters) – O Brasil caiu 17 posições no Índice de Percepção da Corrupção (IPC) em 2017 e está na pior situação em cinco anos, em um alerta para a falta de resposta às causas estruturais da corrupção no país após a deflagração da operação Lava Jato, afirmou a ONG Transparência Internacional nesta quarta-feira.

 

No ranking de 2017, o Brasil passou a ocupar a posição número 96 entre 180 países e territórios, ante a colocação número 79 na pesquisa anterior, ficando atrás de países como Timor Leste, Sri Lanka, Burkina Faso, Ruanda e Arábia Saudita.

 

O índice brasileiro caiu 3 pontos, de 40 para 37, em uma escala em que 0 significa alta percepção de corrupção e 100 elevada percepção de integridade. De maneira geral, a Transparência Internacional considera que qualquer nota menor do que 50 no IPC indica que o país não está conseguindo lidar com a corrupção.

 

“A piora no ranking se deve à percepção de que os fatores estruturais da corrupção nacional seguem inabalados, tendo em vista que o Brasil não foi capaz de fazer avançar medidas para atacar de maneira sistêmica este problema”, disse a organização, em comunicado.

 

Segundo a Transparência Internacional, o combate à corrupção por meio de ações como a operação Lava Jato normalmente se traduz em um primeiro momento no agravamento da percepção de corrupção, pois traz o problema à luz, mas a permanência nesse enfrentamento normalmente se traduz numa reversão da queda, pois a população começa a perceber maior controle da corrupção.

 

No caso do Brasil, no entanto, o resultado negativo deste ano “acende o alerta de que a luta da sociedade brasileira contra a corrupção pode, de fato, estar em risco”, afirmou a organização.

 

De acordo com o ranking da Transparência Internacional, a Nova Zelândia é o país com a menor percepção de corrupção do mundo, com 89 pontos, enquanto a Somália ocupa a última colocação dos 180 no ranking, com apenas 9 pontos.

 

corruptos

 

Fonte: Brasil 247


saude
21 de fevereiro de 2018

O remanejamento de servidores públicos e de equipes que atendem a saúde pública em Rio Claro/SP está causando polêmica e indignação entre os usuários e servidores do sistema único de saúde.

 

As pessoas estão pedindo ajuda do prefeito nas redes sociais e pessoalmente, para verificar o que está acontecendo na UBS e UPA do Cervezão, pois vários funcionários competentes estão sendo exonerados sem motivo.

 

O caso que chama bastante atenção no momento, e que já tem até movimento organizado, “PRÓ – Volta para o seu Posto”, é o Caso da Enfermeira Chefe Polyana, que atende na UBS do Cervezão.

 

A Polyana foi exonerada contra a sua vontade, contra a vontade das pessoas e pacientes que utilizam o posto conforme analisado em diversos alertas que estão sendo realizados pelos municípies.

 

Nesse caso específico, a funcionária é concursada, e exerceu a função de coordenação no posto do Cervezão por mais de 9 anos, com muita competência e extrema dedicação, como afirmam os seus colegas de trabalho e usuários do sistema único de saúde.

 

1

 

As pessoas indignadas perguntam o porquê do afastamento? Ora, dizem se tratar de uma “reestruturação na saúde”, ora “justificam” com motivos banais como: “ela não atendia o celular”?!

 

Contudo, a questão detectada pela população é um pouco mais profunda.

 

Afinal o que é Restruturar a Saúde?

A população afirma que prefere buscar as respostas numa outra pergunta: será que Reestruturar a Saúde consiste em tirar de um posto que já sofre tanto com a falta de recursos um funcionário dedicado que caminhou e cresceu lado a lado das pessoas, enfrentando juntos uma série de dificuldades?

 

3

 

Fontes afirmam que “A população que utiliza o posto, os médicos colegas de trabalho, enfim qualquer pessoa que conhece de perto a realidade do posto sabe o quão difícil é a sua coordenação. Até onde sabemos existe um grupo dentro da Fundação da Saúde que recebeu carta branca para destituir funcionários qualificados, sem levar em consideração o trabalho prestado a população durante todos os anos anteriores a essa gestão municipal, pessoas estão visando apenas interesses pessoais. Populares estão mais uma vez solicitando publicamente ao prefeito que seja verificado de perto o que está acontecendo nas UBS’s – Rio Claro/SP. O grupo que tem carta branca não sabe o que é coordenar uma unidade onde os recursos materiais e humanos são tão precários e a população é tão sofrida”.

 

“Por isso, na busca de cumprir os princípios do SUS, é necessário que se compreenda o conjunto de necessidades de ações e serviços de saúde que o usuário precisa para atingir a integralidade ” – Fonte: MATTOS, 2001 – Produção do cuidado no Programa Saúde da Família: olhares analisadores em diferentes cenários


1
19 de fevereiro de 2018

Nesta segunda-feira (19), acontece a segunda Sessão da Câmara dos Vereadores de Rio Claro (SP) deste ano de 2018, que foi marcada por protestos.

 

Uma pessoa chamou atenção nesta Sessão da Câmara, José Laurindo mais conhecido como “Lemão”, que chegou vestido de padre fazendo referência ao Presidente da Câmara como “Sacristão” e com um bolo fictício na cabeça com críticas sobre a taxa de iluminação ao Prefeito.

 

 

 

As Sessões Ordinárias da Câmara de Rio Claro acontecem todas as segundas-feiras a partir das 17h30 e são abertas ao público.

 

Fonte e Fotos: Grupo Rio Claro SP


1
19 de fevereiro de 2018

Segundo Paulo Solmucci, presidente da Abrasel e da Unecs, uma desvantagem da mudança no cartão para o comerciante é que ele vai ter menos liberdade para estabelecer o preço

 

Vendas no Carnaval ou na Copa? Nem uma coisa nem outra. O tema que tem preocupado comerciantes nos últimos dias são as mudanças no parcelamento de compras sem juros no cartão -uma tradição brasileira que representa aproximadamente R$ 400 bilhões, equivalente a 7% do PIB do país.

 

O Banco Central avalia a criação do parcelamento com juros no cartão de crédito. A ideia é da Abecs (Associação Brasileira de Empresas de Cartões de Crédito e Serviços), que defende a volta de uma espécie de crediário nas compras do brasileiro. A Abecs é dominada pelos grandes bancos, que possuem 78% de participação do mercado de maquininhas e 93% do mercado de emissão de cartões, segundo dados do CardMonitor e balanços financeiros dos bancos.

 

Entidades como Abranet (Associação Brasileira de Internet), Fecomercio-SP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), Abipag (Associação Brasileira de Instituições de Pagamentos), Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) e Unecs (União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços) condenam a iniciativa por prejuízos ao comércio e aos consumidores.

 

Comércio fica mais dependente dos bancos, diz Abrasel

 

Segundo Paulo Solmucci, presidente da Abrasel e da Unecs, uma desvantagem da mudança no cartão para o comerciante é que ele vai ter menos liberdade para estabelecer o preço. “O lojista não consegue fazer política de financiamento, depende do banco. O financiamento será direto do cliente com o banco, e o comerciante fica sujeito a isso.”

 

Também desestimularia a compra por parte do consumidor. “Como o comerciante fica mais dependente do banco, é mais difícil fazer promoções com prazos diferentes, e isso pode afastar o consumidor”, diz.

 

Para ele, o crédito vai ficar mais caro. “Dificulta e encarece crédito para o lojista porque hoje ele usa dinheiro a receber (recebíveis, venda futura no cartão de crédito) como garantia para pegar empréstimo no banco. Com isso, o empréstimo ao lojista pode encarecer porque ele não dispõe de outras garantias.”

 

Abranet vê retrocesso que prejudica consumidor e economia

 

O presidente da Abranet, Eduardo Parajo, diz que o parcelamento sem juros foi um avanço para o consumidor e agora está sob risco. “O parcelamento sem juros no cartão é muito importante para o consumidor, para os lojistas e para a economia. Vendas parceladas sem juros representam mais de 50% das vendas com cartão, totalizando R$ 400 bilhões (7% do PIB). Quando substituiu o cheque pré-datado, décadas atrás, diminuiu os custos para consumidores, lojistas e aumentou a eficiência do sistema.” Na sua opinião, o parcelado sem juros é “uma conquista do consumidor brasileiro e é fundamental para os lojistas venderem mais”.

 

Para ele, o cliente pode se endividar mais se houver mudanças. “A proposta de criação de um parcelado com cobrança de juros ao consumidor encarece o uso do cartão e, por isso, há retrocesso e risco de maior endividamento do encarece o uso do cartão e, por isso, há retrocesso e risco de maior endividamento do consumidor. Isso porque, além de pagar os juros mensais na nova modalidade de parcelado (com juros), o consumidor continuará exposto a juros de parcelamento e rotativo (mais de 100% ao ano). E o cheque pré-datado e o papel-moeda voltariam à cena, o que onera o lojista (fraudes, roubo, manuseio de papel moeda, cheques sem fundo etc) e expõe o consumidor aos problemas antigos, bem como aos altos juros do cheque especial.”

  

Fonte: Uol


rioclaro
19 de fevereiro de 2018

A empresa Sancetur – Santa Cecília Turismo Ltda. vai assumir a partir de segunda-feira (19) o transporte escolar em Rio Claro, que era feito pela Rápido São Paulo. Alunos de escolas municipais e estaduais serão transportados pela concessionária que venceu a licitação do serviço realizada pela prefeitura. O contrato com a empresa foi assinado nesta sexta-feira (16) pelo prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, e o secretário da Educação, Adriano Moreira. O investimento previsto para este ano é de R$ 14,47 milhões.

 

A transição do serviço aconteceu de forma tranquila e, para agilizar o processo, a Sancetur contratou todos os funcionários que já realizavam o serviço pela Rápido São Paulo. “Não haverá mudanças para os alunos que já estão acostumados com motoristas e monitoras. A medida também facilita o serviço porque mantém funcionários que já estão em operação”, afirma Juninho da Padaria, que destacou a colaboração da Rápido São Paulo no processo de transição com a Sancetur.

 

O prefeito se reuniu nesta sexta-feira com motoristas e monitoras e reforçou o pedido para que continuem prestando um bom atendimento aos estudantes.

 

A nova empresa vai assumir o serviço de fretamento que atende cerca de 4.000 alunos de escolas municipais e estaduais nos 220 dias letivos. O contrato tem validade de um ano e pode ser prorrogado por mais quatro anos. O transporte escolar de fretamento é feito com 118 veículos, entre ônibus, microônibus e van. Todos devem ter no máximo dez anos de uso e operar com monitor para auxiliar os estudantes. “A novidade para este ano é que os veículos terão GPS”, informa o secretário Adriano Moreira ressaltando ainda que a licitação seguiu todas as orientações e apontamentos feitos pelo Tribunal de Constas do Estado (TCE).

 

Além do fretamento, o transporte escolar no município também é feito com frota própria da Secretaria da Educação e pela empresa do transporte urbano de passageiros que transporta os estudantes que recebem passe escolar.

 

 

IMPRENSA DA PREFEITURA DE RIO CLARO – SP


SEGURANÇA / RIO
19 de fevereiro de 2018

Segundo Raul Jungmann, será preciso um tempo para diagnosticar e colocar em prática as ações da intervenção federal na Segurança Pública do Estado

 

BRASÍLIA – O ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou que vai enviar à Justiça Estadual do Rio de Janeiro um pedido do comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, para a utilização de mandados coletivos de busca, apreensão e captura no Estado. A ideia é que sejam utilizados como possível medida extra a ser aplicada no Rio por conta da intervenção federal na Segurança Pública do Estado, disse o ministro em entrevista coletiva nesta segunda-feira, 19, no Palácio da Alvorada.
 

“Não há carta branca. Militares não estarão exercendo papel de polícia”, explicou. “O que temos de novidade é uma intervenção federal na parte do Executivo”, completou Jungmann, que afirmou que, pessoalmente, é a favor da medida.

 

O ministro explicou que o mandado coletivo é uma ordem judicial que já foi empregada outras vezes no Rio de Janeiro. “Estamos peticionando que volte a ser utilizada em alguns lugares”, disse Jungmann. “Em lugar de você dizer rua tal, número tal, você vai dizer, digamos, uma rua inteira, uma área ou um bairro. Aquele lugar inteiro é possível que tenha um mandado de busca e apreensão. Em lugar de uma casa, pode ser uma comunidade, um bairro ou uma rua”, explicou.

 

+++ Sem Previdência, Temer faz aposta de risco para mudar agenda em ano eleitoral

 

Conselhos. Segundo o ministro, o presidente Michel Temer acionou, na manhã desta segunda, os Conselhos da República e da Defesa. O decreto de intervenção assinado na última sexta, 16, foi colocado em discussão e teve apoio da maioria dos conselheiros, disse Jungmann. “Todos os conselheiros presentes votaram a favor e os líderes da oposição se abstiveram”, destacou.

 

+++ ‘Tenho dúvidas sobre o resultado da intervenção’, diz ministro do STF

 

Na saída da reunião, os líderes da minoria senador Humberto Costa (PT-PE) e deputado José Guimarães (PT-CE) disseram que preferiram se abster e criticaram o fato de o governo não ter exposto dados concretos que mostrassem a real necessidade da intervenção.

 

As críticas dos parlamentares foram rebatidas por Jungmann, que diz ter feito uma “exposição de motivos que levaram à intervenção e que remetem ao grave comprometimento da ordem pública”.

 

+++ A intervenção e as dúvidas

 

O ministro citou a situação dos Correios no Estado, que muitas vezes precisa de escolta armada para fazer entregas; falou também sobre a situação de igrejas e templos que são obrigados a realizarem missas e cultos à tarde, “pois à noite o risco é alto”. “Mais de 800 comunidades vivem regime de exceção”, afirmou o ministro, destacando que os cariocas estão “sob a tirania do crime organizado”.

 

O ministro rebateu também críticas de que não há planejamento para colocar o decreto de intervenção em prática. “Os recursos necessários para a intervenção estarão disponíveis assim que o general Braga Netto apresentar o planejamento”, alegou. “Temos planejamento. O que vamos fazer é adequar esse planejamento à realidade da intervenção e dos poderes do interventor.”

 

Segundo Jungmann, será preciso um tempo para diagnosticar e colocar em prática as ações no Rio. Ele salientou, contudo, que, legalmente e juridicamente a intervenção já está em vigor.

 

O ministro também justificou a escolha de um militar para ser o interventor – que hoje é o responsável administrativo pela segurança no Rio – lembrando que, inicialmente, se pensava numa intervenção mais ampla.

 

“Essa intervenção deveria ocupar também a parte financeira, mas se entendeu depois que isso não era o adequado. Se tivéssemos essa atitude, provavelmente isso recairia sobre um civil. Na medida em que ela ficou exclusivamente para segurança, que você já tem uma grande coordenação e participação nossa com polícias e segurança, ela recaiu sobre um militar”, declarou.

 

Novo ministério. Segundo Jungmann, durante o encontro, Temer fez questão de ressaltar que a intervenção no Rio não é militar e reiterou sua preocupação nacional com a questão da violência. “Por isso ele disse que espera anunciar ainda esta semana a criação do Ministério da Segurança”, disse o ministro. Ao ser questionado se o governo já tem nomes para assumir a pasta, o ministro – que chegou a ser cotado para o cargo – disse que “ainda não”.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

 

Fonte: Estadão

O ministro Raul Jungmann explicou que o mandado coletivo é uma ordem judicial que já foi empregada outras vezes no Rio de Janeiro – Foto: Fábio Motta/Estadão


1 (6)
19 de fevereiro de 2018

O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, recebeu nesta sexta-feira (16) no paço municipal integrantes da diretoria do Observatório Social de Rio Claro que está iniciando atividades no município. Um dos objetivos da entidade é monitorar as compras públicas e colaborar no controle social dos gastos públicos.

 

“Há cerca de um ano estamos divulgando as atividades do Observatório e agora que ele foi formalmente constituído achamos por bem levar ao conhecimento da prefeitura o início dos trabalhos”, informa o presidente do Observatório Social, Nelson Trevilatto. “Nosso trabalho não é fiscalizar e sim observar e acompanhar as contas públicas, apontar eventuais falhas e sugerir melhorias que podem ser realizadas”, acrescenta.

 

O prefeito Juninho da Padaria destacou a importância das parcerias que visam trabalhar para o bem comum. “Estamos abertos à participação de pessoas que venham somar com a administração para garantir que o dinheiro público, que é escasso, seja bem aplicado em benefício da população e naquilo que é prioridade”, declara.

 

Para André Godoy, presidente da Câmara Municipal, é gratificante verificar o interesse da sociedade civil em participar dos assuntos relativos à cidade. “É uma colaboração importante para a proposta do governo municipal de transparência e economicidade”, assinala.

 

O secretário de Economia e Finanças, Gilmar Dietrich, comenta que a proposta do Observatório Social reforça o trabalho que já vem sendo realizado pelo município focado no corte de gastos e economia de recursos. “Implantamos a Central de Compras com esse objetivo e estamos obtendo resultados positivos”, afirma.

 

O Observatório Social é uma entidade presente em mais de 120 cidades brasileiras, como Americana, Limeira, Leme, Araraquara, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. Nelson Trevilatto explica que o primeiro Observatório Social foi criado no município de Maringá (PR) em 2004 que na época enfrentava problemas com denúncias de desvio de recursos da prefeitura. De lá se espalhou para várias cidades em diferentes estados.

 

A ONG tem várias atribuições. Uma delas é acompanhar as licitações analisando os editais para verificar se os preços praticados estão compatíveis com o mercado. “As divergências encontradas são informadas ao órgão competente que pode tomar as providências cabíveis”, explica Trevilatto.

 

Outro ponto de verificação é a prestação de contas da prefeitura. O Observatório também tem um viés educacional que consta em ministrar palestras em escolas sobre a importância do recolhimento dos impostos e como é feita a distribuição do dinheiro. Além disso, a ONG também atua na preparação e orientação das micros e pequenas empresas para que elas possam participar dos processos licitatórios.

 

Todos os integrantes do Observatório Social são voluntários. Para participar da entidade não pode ter vínculos políticos e partidários, nem ser funcionário público municipal. A entidade está aberta a novos participantes.

 

Também participaram da reunião Carlos Augusto Báccaro, Arlindo José Romani Filho, Maria Antonia de Oliveira Bueno, Levi Martins, Leonardo dos Santos Clemente e Clóvis Delboni, todos integrantes da diretoria do Observatório Social.

 

 

IMPRENSA DA PREFEITURA DE RIO CLARO – SP


1
19 de fevereiro de 2018

Gostaria de convidá-lo para dia 10.03.2017, estar comigo no lançamento de meu primeiro livro:
 
“Uma Vida que Deus Deseja”: Coaching Ministerial e de Liderança Cristã
e do site www.portodavida.com onde disponibilizarei excelentes ferramentas de coaching para o ministério pastoral, liderança, negócios e para a vida.
 
Programação:
 
16:30hs ..- Oficinas de Processos de Coaching ( teste comportamental, representacional, triade do tempo e Roda da Vida que Deus deseja)
 
18:30hs – Apresentação do Livro e do Site em uma entrevista com Pr. Anderson A. Christofoletti
 
19.15hs – Palestra com o tema “Desvendando o Coaching Ministerial”.
 
Local: Rua 06, 1995 (esq. com Av. 18) Santa Cruz, Rio Claro/SP, sede da FUG / Fundação Ulisses Guimarães.
 
Att.
 
Pr. Anderson A. Christofoletti
1

1
19 de fevereiro de 2018

A Primeira Agência de Publicidade e Marketing da Cidade de Rio Claro/SP e Região, a Agência Interativa Nautilus Publicidade desenvolveu a Ideia da Campanha Adote no Canil para ajudar e somar forças com o Canil Municipal, e esse ano de  2018 a campanha está no seu segundo ano promovendo a conscientização e importância da Adoção Responsável, a Campanha estará sendo divulgada nas redes sociais.

 

“A ideia dessa importante Campanha é justamente viabilizar novas ações e divulgações para chamar a atenção da população em geral para a demanda de animais abandonados e carentes que se encontram no Canil Municipal. Esse ano de 2018 a nossa Agência completa 40 Anos, e para comemorar e também mostrarmos a consciência social da empresa realizando algumas Campanhas e Eventos a fim de trazer mais adeptos, empresas, parceiros e amigos, para se aproximarem das causas sociais na cidade de Rio Claro/SP, ações bem planejadas e empregadas em parceria com a comunidade e com o poder público, resultam em efetivas ações de melhorias para a cidade,  tudo é viável se as pessoas tiverem vontade de ver a mudança acontecer e se estiverem dispostas a praticar cidadania diariamente!”, afirma a Diretora Executiva da Agência Leila Pizzotti”.

 

A Campanha Adote no Canil é uma Parceria do Canil Municipal e da Agência Interativa Nautilus Publicidade.

 

CAMPANHA #ADOTENOCANIL – CANIL MUNICIPAL

 

Para adoção o horário de atendimento é das 7 às 17h e se for apenas para visitação: das 13 às 17h.
Sábados, Domingos e Feriados: das 7 às 12h.

 

Todos os animais são castrados, vacinados, vermifugados e Chipados.
Levar um documento para adoção.

 

Os interessados também podem entrar em contato pelo telefone: (19) 3532.4115

 

O município de Rio Claro aposta na posse responsável para reduzir o número de animais nas ruas. Antes de adotar um animal é preciso considerar o espaço físico, custos de alimentação e características da raça.

 

 Levar um documento para adoção.

Muitos animais domésticos vivem abandonados nas ruas das cidades brasileiras. Para ajudar a reduzir esse problema, em Rio Claro a Secretaria Municipal de Meio Ambiente faz orientação sobre alguns cuidados importantes antes de se optar pela adoção ou compra de um animal de estimação. E também oferece castração gratuita de cães e gatos para reduzir a procriação indesejada.

 

O Departamento Municipal de Proteção Animal ressalta que, antes de decidir ter um animal em casa, é preciso considerar aspectos como o espaço físico disponível, os recursos para alimentar e cuidar da higienização do animal e a empatia dos membros da família em relação ao bicho de estimação. Também é necessário ter opções para não haver abandono caso a família viaje.

 

Um importante aspecto a ser considerado é a característica da raça escolhida. Algumas são dóceis, outras temperamentais, algumas mansas, serenas e outras, hiperativas. Por isso, não basta escolher apenas pelo aspecto visual do animal.

 

O departamento de Proteção Animal usa como exemplo de raça que costuma gerar muitos abandonos é a ChowChow. Por serem fortes e territorialistas, cães dessa raça podem ter problemas com pessoas fora do convívio familiar e rotineiro, e também com outros animais. Acabam muitas vezes sendo abandonados.

 

Outra ação do município de Rio Claro para diminuir o número de animais nas ruas é a castração gratuita de cães e gatos. O serviço é feito no Centro Cirúrgico do Centro de Controle de Zoonoses. O agendamento é feito pelos telefones (19) 3535-4441 e 3533-7155, de segunda a sexta-feira, das 7 às 16 horas.

 

Canil Municipal

 

Os interessados em adotar podem visitar o canil municipal de Rio Claro, que abre ao público diariamente. Localizado na Rua Alfa, sem número, ao lado do Centro de Controle de Zoonoses, o canil atende de segunda a sexta-feira das 7 às 17 horas, e aos sábados, domingos e feriados das 8 às 12 horas.

 

O Canil Municipal possui fanpage no Facebook no endereço www.facebook.com/canilrioclaro, na qual a comunidade pode ver quais são os animais abrigados a espera de adoção.

 

canil

canil

canil01

 


unesp
15 de fevereiro de 2018

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) divulgou hoje (15/2), nos endereços vestibular.unesp.br e www.vunesp.com.br, a segunda chamada para matrícula do Vestibular 2018, com oferta de 7.365 vagas em 173 cursos de 23 cidades. O exame foi aplicado em duas fases e registrou 107.753 inscritos. As provas foram aplicadas em 31 cidades paulistas, além de Brasília/DF, Campo Grande/MS e Uberlândia/MG.

 

As matrículas são feitas primeiramente de forma virtual, conforme as orientações publicadas no Manual do Candidato, disponível para consulta no site da Vunesp. As matrículas virtuais em segunda chamada serão realizadas a partir das 10 horas de hoje (quinta-feira, 15/2) e se encerram às 16 horas de amanhã, sexta-feira (16/2).

 

A terceira e a quarta chamada serão divulgadas nos dias 20 e 23 de fevereiro (terça e sexta), respectivamente. Todas as chamadas para matrícula só incluirão nomes de candidatos que tenham confirmado no site interesse por vaga, cujo prazo foi dos dias 2 a 5 deste mês.

 

As provas da Unesp foram aplicadas em 31 cidades paulistas (além das 23 onde há cursos, os exames acontecerão em Americana, Campinas, Guarulhos, Jundiaí, Piracicaba, Ribeirão Preto, Santo André e Sorocaba) e ainda em Brasília (DF), Campo Grande (MS) e Uberlândia (MG).

 

As cidades para as quais há oferta de carreiras neste vestibular são Araçatuba (170 vagas), Araraquara (855), Assis (405), Bauru (1.045), Botucatu (600), Dracena (80), Franca (410), Guaratinguetá (310), Ilha Solteira (310), Itapeva (80), Jaboticabal (280), Marília (475), Ourinhos (90), Presidente Prudente (640), Registro (40), Rio Claro (490), Rosana (80), São João da Boa Vista (40), São José do Rio Preto (460), São José dos Campos (120), São Paulo (185), São Vicente (80) e Tupã (120).

 

A Unesp destina mínimo de 50% das suas vagas por curso ao Sistema de Reserva de Vagas para Educação Básica Pública. Este índice era de 45% no último exame, quando a porcentagem de ingressantes oriundos de escolas públicas foi de 52,6%.

 

BAIXE AGORA MESMO A LISTA DOS CONVOCADOS PARA A SEGUNDA CHAMADA

CLIQUE AQUI!

 

 

Sobre a Unesp

 

A Unesp, Universidade Estadual Paulista, é uma universidade pública, gratuita, que está entre as maiores e melhores do País. Está presente em 24 cidades do Estado de São Paulo com 34 faculdades e institutos, onde desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão em todas as áreas do conhecimento. Fundada em 1976, a instituição oferece 182 cursos de graduação e 146 programas de pós-graduação. Tem 51.311 alunos (37.770 na graduação, 13.541 na pós stricto sensu), 3.826 professores e 6.782 servidores técnico-administrativos. Possui cerca de 1.900 laboratórios e 30 bibliotecas, com mais de 1,3 milhão de livros. Oferece cursos pré-vestibulares gratuitos em suas unidades, bem como diversos programas de extensão de serviços à comunidade. Três escolas de ensino técnico são mantidas pela Universidade: o Colégio Técnico Industrial em Bauru, o Colégio Técnico Industrial em Guaratinguetá e o Colégio Técnico Agrícola em Jaboticabal.

 

Mais informações:

 

Informações sobre todos os cursos da Universidade no Guia de Profissões, em www.unesp.br/guiadeprofissoes

Assista um vídeo sobre a Unesp em www.unesp.br/unespvideos

Disque Vunesp – (11) 3874-6300 (de segunda a sábado, das 8 às 20 horas)

Sites – http://vestibular.unesp.br e www.vunesp.com.br


1
9 de fevereiro de 2018

Florence, de 95 anos, queria enfrentar a solidão, e Alexandra, de 27, pagar um aluguel mais barato para fazer o mestrado; no fim, construíram uma grande amizade.

 

A britânica Florence tem 95 anos. Perdeu o marido, viu os filhos se casarem e saírem de casa. Desde então, passou a enfrentar a solidão.

Para ela, tudo aconteceu “de repente”. Florence é militar reformada, ex-membro da força aérea real, e costumava jogar tênis. Começou a enxergar muito pouco. Passou a ter medo de cair.

Mas em um jornal, viu um anúncio sobre idosos que dividiam casas com pessoas mais jovens. Geralmente cobram um aluguel mais barato, mas ganham companhia. Decidiu experimentar.

“Eu quis morar com alguém porque estava muito sozinha. Todos precisamos de companhia”, diz, explicando porque, há dez anos, decidiu alugar um quarto em sua casa.

Desde então, nunca mais ficou sem inquilino.

“Foram diferentes pessoas ao longo dos anos, e você tem que fazer um esforço. Às vezes funciona, às vezes não. No momento está funcionando lindamente. Nós ficamos bem juntas, o que me surpreende um pouco porque Alex vem do norte e sou do sul”, diz.

Alex é o apelido de Alexandra, de 27 anos, a atual inquilina. Ela é estudante e veio de Newcastle, cidade do norte da Inglaterra. Chegou a Londres em setembro para fazer um mestrado. Sem conhecer ninguém na cidade, foi morar com Florence. Surpreendeu-se: ganhou também uma amiga.

“Do lado prático, tem sido importante porque pude vir para Londres e estudar, senão teria sido muito difícil. Mas eu não esperava que faria uma nova amiga. Aqui é um ambiente bem familiar. Me sinto segura e não fico isolada em uma cidade que é muito grande”, conta.

Alexandra diz que as pessoas também ficam surpresas quando ela chama Florence de amiga, dada a diferença de idade entre ambas.

Na Inglaterra, é bastante comum idosos alugarem quartos em casa por um preço abaixo do mercado e, assim, conseguirem companhia.

Há entidades que cadastram proprietários e ajudam a selecionar os inquilinos. Algumas exigem dez horas por semana de ajuda em casa, mais cinco horas de “companhia amigável”.

Esse tipo de programa surgiu nos Estados Unidos nos anos 1970 e começou a ser adotado no Reino Unido uma década depois, de acordo com a Share and Care, uma dessas organizações que promove esse tipo de compartilhamento de casas.

“Hoje há programas do tipo em diferentes lugares do mundo, incluindo França, Alemanha e Austrália”, diz o site da organização.

Fonte: BBC Brasil


1
9 de fevereiro de 2018

Debates nas redes sociais contra o uso de vestimentas étnicas ou religiosas esquentam

 

RIO – Índio não pode. Cigano também não. Enfermeira sensual? Nem pensar. Iemanjá, de jeito nenhum. Nega maluca, árabe e homem vestido de mulher também estão na lista de fantasias que devem ser banidas pelos foliões, de acordo com um vídeo postado pelo site “Catraca Livre”, que estabelece “as sete fantasias que não devem ser usadas no carnaval” por serem preconceituosas ou machistas. O politicamente correto disputa espaço com a irreverência dos blocos, e os debates esquentaram. A artista indígena Katú Mirim deu início, também na web, à campanha #ÍndioNãoéÉFantasia, em que defende que o uso desses trajes é, sim, um ato ofensivo.

 

— Indígenas existem, resistem e temos cultura. Fantasia de índio é racismo porque discrimina nossa raça, fortalece o estereótipo do índio folclore e a hipersexualização da mulher indígena — diz Katú.

 

O vídeo já foi visualizado quase dois milhões de vezes. Nas redes sociais, a artista vem sendo atacada por sua posição — “98% dos comentários são ruins”, revela.

 

— As pessoas não conhecem a cultura raiz desse país, ainda têm um “índio folclore” na cabeça. Dizem amar nossa cultura, mas massacram o indígena que pede respeito.

 

LIDERANÇA NÃO VÊ ‘NADA DE MAIS’

 

A posição da artista, entretanto, não é consenso entre as lideranças indígenas. Para Afonso Apurinã, presidente da Associação Centro de Referência da Cultura dos Povos Indígenas Aldeia Maracanã, “é importante preservar a liberdade de expressão”.

 

— Não vejo nada demais desde que haja respeito, sem tom de deboche — afirma Apurinã.

 

Mio Vacite, presidente-fundador da União Cigana do Brasil, tem visão semelhante sobre as fantasias que remetem ao grupo étnico originário da Romênia, vistas como “motivo de orgulho”:

 

— É preciso ter cuidado. Por exemplo: havia um programa humorístico que colocava um cigano como trambiqueiro, naquele estereótipo clássico. Reclamamos, e retiraram o personagem. Essa questão da fantasia, porém, não me incomoda. Ao contrário: podemos tomar como uma homenagem, e acho que pode até ajudar a diminuir o preconceito. Desde que, claro, não seja feito desse modo pejorativo.

 

FUNAI NÃO SE POSICIONA

 

Entre estudiosos do carnaval, o teor das fantasias também não gera tanta controvérsia.

 

— Claro que o que agride não é adequado, mas não vejo isso nos casos citados. É uma brincadeira, que pode abrir para o diálogo — acredita o professor Felipe Ferreira, do Instituto de Artes da Uerj e coordenador do Centro de Referência do Carnaval da universidade.

 

— Só consigo ver a celebração dos povos, o respeito. Não vejo qualquer ridicularização — pondera o carnavalesco Milton Cunha.

 

Já a editora de Cidadania do “Catraca Livre”, Paula Lago, vê com bons olhos que esse tipo de discussão aconteça em meio ao carnaval:

 

— É o melhor caminho para você debater o tema do indígena, e até pensar se quer mudar de opinião ou não.

 

Fonte: O Globo


vunesp
9 de fevereiro de 2018

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo encerrará no dia 14 de fevereiro o prazo de inscrições para o concurso com 235 vagas de escrevente técnico judiciário.

 

Os interessados devem se inscrever no site da Fundação Vunesp, organizadora responsável pela seleção. O endereço é o www.vunesp.com.br. A taxa de inscrição é de R$ 68,00.

 

As opções de trabalho envolvem 230 cidades de 39 circunscrições judiciárias em 8 regiões administrativas, com sedes em Araçatuba, Bauru, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba.

 

A carreira é de nível médio, com salário inicial de R$ 4.706,53, mais auxílios para alimentação, saúde e transporte.

 

A aplicação da prova objetiva, com cem questões de múltipla escolha e cinco horas de duração, está prevista para 25 de março, um domingo, nas oito cidades sedes das regiões administrativas.

 

Mais informações:

Disque Vunesp – (11) 3874-6300 (de segunda a sábado, das 8 às 20 horas)

Site – www.vunesp.com.br


ASS_9477-min
8 de fevereiro de 2018

A cerimônia foi realizada às 18h30 no paço municipal na quinta-feira (25 de Janeiro de 2017).  Após eleição realizada, os novos membros do Conselho Municipal de Saúde de Rio Claro/SP tomaram posse.

 

O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, nomeou os novos integrantes pelo decreto 11025.

 

A entidade é dividida por segmentos e tem poder deliberativo. O SUS (Sistema Único de Saúde) prevê a participação da sociedade no processo de fiscalização dos recursos e do andamento dos trabalhos realizados na área. “A importância da atuação do conselho municipal é grande, porque inclui diretamente a população no controle e elaboração de políticas para a gestão de saúde na cidade”, afirmou o secretário de Saúde de Rio Claro, Djair Francisco.

 

O Conselho Municipal de Saúde de Rio Claro é formado por prestadores de serviço, representantes do governo, profissionais da saúde e usuários, que têm direito à metade das cadeiras da entidade. Assim como na esfera municipal, existem os Conselhos Estaduais e o Conselho Nacional de Saúde.

 

A nova composição do Conselho Municipal de Saúde de Rio Claro terá os seguintes conselheiros:

 

Aretuza Nagata, (titular, Pastoral da Criança) e Cacilda Lopes (suplente, Associação dos Aposentados da Fundação Cesp); Maria Helena Romualdo (abrigo da velhice São Vicente de Paulo) e José Albano Figueiredo (Conselho Maçônico Rio-clarense); José Manoel Martins (pastoral da saúde) e Geraldo Luiz Gandolpho (projeto Despertai); Julio Cândido (União de Amigos) e Benedita Graziani (instituto Allan Kardec); Gustavo Roberto Fink (Nosso Lar), sem suplente; Leila Pizzotti (Movimento LGBT), sem suplente; Aldo de Oliveira (Sindicato dos Metalúrgicos), sem suplente; Eliana Cristina da Silva (rede Rio-clarense de combate ao câncer “Carmen Prudente” e Clube Siri) e Maria Cristina Esposti (associação Lute pela Vida – Grupo de Assistência e Cuidados – Gacc); Vicente Claro (Apae) e Rosangela da Fonseca (associação de pais e amigos do Centro de Habilitação Infantil Princesa Victoria – Apachi); José Domingos de Almeida (conselho gestor da USF Ajapi) e Benedita Izzo (conselho gestor da USF Bela Vista); José Elieser Andrade (conselho gestor do PA do Cervezão), sem suplente; Alvaro Camarinha (Associação Paulista de Medicina), sem suplente; Talita Pedroso (Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 3ª Região – Crefito 3), sem suplente; Nádia Maria Augusta de Oliveira Joaquim  (USF Bela Vista) e Elias Dias (setor de transporte da Fundação de Saúde); Marta Bianchi (Caps ad) e Deise Elucyd Matos (Cead); Francisco Nadai Jr (RH da Fundação de Saúde) e Paula de Souza Rodrigues (Sepa); Ariane Zamariola (casa de saúde Bezerra de Menezes) e  Márcio da Silva (Unimed Rio Claro); Eduardo Kokubun (Instituto de Biociências da Unesp) e Danilo Ciriaco (Ação Educacional Claretianas); Luiz Carlos Jardim  (dispensário municipal de medicamentos) e Arnaldo Di Trani (setor municipal de manutenção); Djair Francisco (secretário municipal de Saúde) e Antonio Flavio Archangelo Junior (chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Saúde).

 

 

 Confira algumas fotos abaixo.

Presidente e Vice-presidenta do Conselho de Saúde

José Domingos e Ariane Zamariola – 2018/2019

Ariane. -min

 manoel Talita-min Nadia 2-min leila-min Julio-min geraldo-min francisco-min ASS_9492-min  ASS_9489-min ASS_9487-min ASS_9486-min ASS_9483-min ASS_9481-min ASS_9477-min ASS_9475-min  ASS_9470-min ASS_9468-min ASS_9466-min   ASS_9456-min ASS_9454-min ASS_9451-min ASS_9448-min ASS_9447-min ASS_9445-min ASS_9443-min ASS_9441-min ASS_9438-min ASS_9432-min   ASS_9424-min ASS_9422-min ASS_9420-min ASS_9418-min ASS_9413-min   ASS_9393-min (1) ASS_9390-min

Participe das Reuniões

Horário as 19:00

Local: Nam Rio Claro/SP

Endereço: R. Dr. Elói Chaves, 342 – Alto do Santana Rio Claro – SP

 

 

calendario_saude_rioclarosp

Rio Claro Online – Revista Colaborativa

Com informações da IMPRENSA DA PREFEITURA DE RIO CLARO – SP


1
8 de fevereiro de 2018

Cabe aos agentes financeiros pedirem a reintegração de posse dos imóveis na Justiça.

 

A prefeitura de Rio Claro entregou ao Banco do Brasil, agente financeiro dos condomínios Jardim das Nações 1 e 2, processos administrativos referentes à venda irregular de apartamentos por mutuários. A entrega foi feita na terça-feira (6) pelo prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, e o secretário municipal de Habitação, Anderson Golucci, durante reunião na sede do Centro de Apoio aos Negócios e Operações de Logística (Cenop) em São Paulo. Esses processos são resultado de apuração feita pela prefeitura a partir de denúncias de irregularidades na comercialização dos imóveis.

 

As denúncias recebidas pela prefeitura são averiguadas e os casos encaminhados aos agentes financeiros para que sejam tomadas as providências necessárias. Cabe ao agente financeiro pedir a reintegração de posse dos imóveis na Justiça. “Assim que tomamos conhecimento do comércio irregular de imóveis, abrimos processo administrativo para averiguar os fatos e agora entregamos formalmente os processos ao agente financeiro para que sejam tomadas as providências cabíveis”, explica o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.

 

O Jardim das Nações é um residencial popular, de interesse social, que recebe subsídios do governo. Por isso, os apartamentos não podem ser vendidos ou alugados antes da quitação ou vencimento do prazo de financiamento que é de dez anos. “Qualquer venda fora das regras do contrato pode resultar na perda do imóvel para o vendedor e também para o comprador”, alerta o secretário municipal de Habitação, Anderson Golucci, ressaltando que a prefeitura continuará atenta a eventuais irregularidades.

 

A prefeitura reitera o pedido para que os mutuários contemplados com moradia popular valorizem seus imóveis porque há pessoas na lista de espera aguardando por uma casa. “É melhor desistir e devolver o imóvel à prefeitura ficando livre de problemas e apto a participar da seleção para novos empreendimentos habitacionais”, observa Juninho da Padaria.

 

Nesta quinta-feira (8), a prefeitura entregará à Caixa Econômica Federal os processos sobre irregularidades no Residencial Quirino.

 

Imprensa da Prefeitura de Rio Claro/SP


unesp
8 de fevereiro de 2018

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) divulgou hoje (7/2), nos endereços vestibular.unesp.br e www.vunesp.com.br, a primeira chamada para matrícula do Vestibular 2018, com oferta de 7.365 vagas em 173 cursos de 23 cidades. O exame foi aplicado em duas fases e registrou 107.753 inscritos. As provas foram aplicadas em 31 cidades paulistas, além de Brasília/DF, Campo Grande/MS e Uberlândia/MG.

 

As matrículas são feitas primeiramente de forma virtual, conforme as orientações publicadas no Manual do Candidato, disponível para consulta no site da Vunesp. As matrículas virtuais em primeira chamada serão realizadas a partir das 10 horas de hoje (quarta-feira, 7/2) e se encerram às 16 horas de amanhã, quinta-feira (8/2).

 

A segunda e a terceira chamada serão divulgadas nos dias 15 e 20 de fevereiro (quinta e terça), respectivamente. Todas as chamadas para matrícula só incluirão nomes de candidatos que tenham confirmado no site interesse por vaga, cujo prazo foi dos dias 2 a 5 deste mês.

 

As provas da Unesp foram aplicadas em 31 cidades paulistas (além das 23 onde há cursos, os exames acontecerão em Americana, Campinas, Guarulhos, Jundiaí, Piracicaba, Ribeirão Preto, Santo André e Sorocaba) e ainda em Brasília (DF), Campo Grande (MS) e Uberlândia (MG).

 

As cidades para as quais há oferta de carreiras neste vestibular são Araçatuba (170 vagas), Araraquara (855), Assis (405), Bauru (1.045), Botucatu (600), Dracena (80), Franca (410), Guaratinguetá (310), Ilha Solteira (310), Itapeva (80), Jaboticabal (280), Marília (475), Ourinhos (90), Presidente Prudente (640), Registro (40), Rio Claro (490), Rosana (80), São João da Boa Vista (40), São José do Rio Preto (460), São José dos Campos (120), São Paulo (185), São Vicente (80) e Tupã (120).

 

A Unesp destina mínimo de 50% das suas vagas por curso ao Sistema de Reserva de Vagas para Educação Básica Pública. Este índice era de 45% no último exame, quando a porcentagem de ingressantes oriundos de escolas públicas foi de 52,6%.

 

Sobre a Unesp

 

A Unesp, Universidade Estadual Paulista, é uma universidade pública, gratuita, que está entre as maiores e melhores do País. Está presente em 24 cidades do Estado de São Paulo com 34 faculdades e institutos, onde desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão em todas as áreas do conhecimento. Fundada em 1976, a instituição oferece 182 cursos de graduação e 146 programas de pós-graduação. Tem 51.311 alunos (37.770 na graduação, 13.541 na pós stricto sensu), 3.826 professores e 6.782 servidores técnico-administrativos. Possui cerca de 1.900 laboratórios e 30 bibliotecas, com mais de 1,3 milhão de livros. Oferece cursos pré-vestibulares gratuitos em suas unidades, bem como diversos programas de extensão de serviços à comunidade. Três escolas de ensino técnico são mantidas pela Universidade: o Colégio Técnico Industrial em Bauru, o Colégio Técnico Industrial em Guaratinguetá e o Colégio Técnico Agrícola em Jaboticabal.

 

Mais informações:

Informações sobre todos os cursos da Universidade no Guia de Profissões, em www.unesp.br/guiadeprofissoes

Assista um vídeo sobre a Unesp em www.unesp.br/unespvideos

Disque Vunesp – (11) 3874-6300 (de segunda a sábado, das 8 às 20 horas)

Sites – http://vestibular.unesp.br e www.vunesp.com.br


senac
5 de fevereiro de 2018

Criação de Vídeo para Internet é ideal também para quem deseja trabalhar com produção e edição

 

O Senac Rio Claro está com inscrições abertas para o curso Criação de Vídeos para Internet – inédito na unidade e de curta duração. A capacitação tem início no dia 23 de março e prepara o aluno para produzir conteúdo para as principais plataformas on-line, como Facebook, Snapchat, Instagram e YouTube. Esta última ferramenta ganhou força no Brasil nos últimos anos e fez surgir uma nova profissão: youtubers, pessoas que ganham a vida criando vídeos para o canal.

 

O curso é indicado não só aos aspirantes a youtubers, mas às pessoas interessadas em aprender a produzir vídeos nos formatos para web, institucional, corporativo e publicitário, além de trabalhar com a criação de roteiro e edição de vídeos. O profissional dessa área pode atuar em agências de publicidade e propaganda ou abrir o próprio negócio.

 

Para Bárbara Peres Barbosa, docente da área de comunicação e artes do Senac Rio Claro, os jovens, hoje, almejam iniciar uma carreira na internet, falando sobre assuntos que os atraem e, com o crescimento desse mercado, muitos têm conseguido obter sucesso, tornando-se grandes referências e influenciadores digitais. “O curso é indicado também para quem já atua na área, mas deseja atualizar os conhecimentos”.

 

A docente explica que, para participar das aulas, o aluno precisa ter um smartphone. “O celular será utilizado para gravar as imagens que serão editadas na ferramenta Adobe Premier, a mais atual do mercado”. No decorrer do curso, os alunos vão aprender a escrever roteiros, produzir conteúdos interativos, gravar vídeos utilizando técnicas e equipamentos de captação de imagens e sons portáteis, e publicar e administrar conteúdo em sites. A capacitação contempla também conceitos de empreendedorismo e noções de linguagem para a web.

 

Para conhecer mais sobre o Criação de Vídeos para Internet e se inscrever, basta acessar o Portal Senac: www.sp.senac.br/rioclaro.

 

Serviço:

 

Criação de Vídeo para Internet

Data: de 23 de março a 10 de agosto de 2018

Horário: sexta-feira, das 19 às 22 horas

Senac Rio Claro

Endereço: Avenida Dois, 720 – Centro

Informações e inscrições: www.sp.senac.br/rioclaro


1
4 de fevereiro de 2018

Mais de 20 mil alunos voltam às aulas na segunda-feira (5) nas escolas municipais de Rio Claro. Os estudantes retornam à sala de aula após período de férias. Professores e funcionários retomaram atividades na quinta-feira (1º), quando foi realizada a aula inaugural que marcou o início do ano letivo na rede municipal de ensino. Na sexta-feira (2) as escolas fizeram reuniões de planejamento do ano letivo.

 

As escolas terão tempo de adaptação para os novos alunos e também para quem vai retomar as atividades escolares. “É fundamental que as escolas planejem a volta às aulas com o objetivo de integrar os novos alunos, acolher aqueles que retornam e garantir o melhor ambiente para a convivência de todos”, comenta o secretário da Educação, Adriano Moreira.

 

Os alunos do Ensino Fundamental terão horário reduzido na segunda-feira (5). As escolas vão funcionar das 7 às 9 horas no período da manhã e das 13 às 15 horas no período da tarde. Na terça-feira (6), o funcionamento será em horário normal. O mesmo vale para as crianças atendidas pelo Projeto Presença Esperança. “O período de adaptação é muito importante para as crianças se sentirem mais seguras com a nova rotina”, afirma Osmar Arruda Garcia, diretor do Departamento Pedagógico da Secretaria da Educação.

 

Na Educação Infantil, etapas 1 e 2 (creche e pré-escola), haverá três dias de adaptação, com duas horas de aula em cada um. Na segunda e terça-feira as crianças atendidas em período integral terão aulas das 7 às 9 horas ou das 7h30 às 9h30. Nesses dois dias os alunos deverão estar acompanhados dos pais ou responsável.

 

Na quarta-feira, dia 7, será adotado o mesmo horário com a diferença de que as crianças ficarão sem acompanhantes. “O responsável deve deixar as crianças na escola e buscá-las depois de duas horas”, explica Keila Pinto, coordenadora da Educação Infantil Etapa 1.

 

Para os alunos da Educação Infantil que frequentam as aulas em apenas um período, será adotado o mesmo procedimento tendo apenas alteração no horário: das 7 às 9 horas no período da manhã e das 13 às 15 horas no período da tarde. A partir da quinta-feira (8), as aulas serão realizadas em horário normal.

 

Os estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) das salas descentralizadas da Escola Marcelo Schmidt terão aulas das 7 às 9 horas na segunda-feira e horário normal a partir de terça-feira. Já os alunos da EJA do período noturno iniciam as aulas das 19 às 21 horas na segunda-feira e em horário normal a partir da terça-feira.

 

IMPRENSA DA PREFEITURA DE RIO CLARO – SP


1
4 de fevereiro de 2018

A prefeitura de Rio Claro, por intermédio da Secretaria Municipal de Esportes e Turismo (Setur), promove nos dias 10, 11, 12 e 13 o Carnaval da Família, no Jardim Público. Com entrada e atrações totalmente gratuitas, o evento promete levar diversão e alegria ao público. Para isso, será montada uma estrutura eficiente alinhada às ações que visam garantir o bem estar e segurança da comunidade.

 

Os quatro de dias de festa serão realizados no Jardim Público e haverá espaço dedicado às crianças com brinquedos infláveis, monitores, distribuição de pipoca e algodão doce, passeio de trenzinho. Também ficará montada no Jardim área de alimentação, onde haverá apresentação de banda com repertório predominantemente carnavalesco. E para que o público tenha mais conforto e possa estar protegido de sol ou chuva, serão cobertos os espaços dos brinquedos, a praça de alimentação e o local de apresentação da banda.

 

“Nosso objetivo é mais uma vez realizar um grande evento, levando diversão, conforto e segurança para o público. Uma importante frente de trabalho atua para que tudo saia conforme o planejado. Estão envolvidas diversas secretarias, departamentos, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros visando o bem-estar dos participantes. Esperamos novamente reunir as famílias em um ambiente de diversão para adultos e crianças. Toda a comunidade está convidada a participar”, enfatiza o titular da Setur Ronald Penteado.

 

Para o acesso de pedestres à festa no Jardim Público será preciso atentar a importantes orientações: será proibida a entrada de pessoas com bebidas, alimentos, caixas térmicas e similares; proibida a entrada de menos de 18 anos desacompanhados por responsáveis e será proibido o uso de spray de espuma ou similares.

 

Também já estão definidos os pontos de entrada ao evento: Avenida 3 com Rua 3; Rua 3 com Avenida 2; Rua 4 com Avenida 3 e Rua 4 com Avenida 2. Em todas as entradas haverá revista pela Guarda Municipal com detector de metal. Além disso, Polícia Militar e equipe de segurança particular também estarão atuando para garantir a segurança do público.

 

Já o trânsito de veículos estará interditado nos seguintes pontos: Rua 3 da Avenida 3 à Avenida 2; Rua 4 da Avenida 3 à Avenida 2; e Avenida 1 da Rua 2 à Rua 5.

 

Mesmo com as interdições para a realização do evento, no sábado (10) e na segunda-feira (12) o comércio estará funcionando até as 18 horas para atender os consumidores.

 

O Carnaval da Família é festa popular no Jardim Público que visa levar diversão gratuita para participantes de diferentes faixas etárias. O acesso das crianças aos brinquedos infláveis e ao passeio de trenzinho será gratuito durante os quatro dias de festa. Haverá ainda distribuição de pipoca e algodão doce para todas as crianças.

 

No sábado (10), domingo (11) e terça-feira (13), as atividades estão programadas para das 16 às 21 horas, e na segunda-feira (12), das 18h às 22 horas. O evento é organizado pela prefeitura por intermédio da Secretaria Municipal de Esportes e Turismo (Setur) e conta com apoio de outras secretarias municipais.

 

IMPRENSA DA PREFEITURA DE RIO CLARO – SP


1
4 de fevereiro de 2018

O advogado Ricardo Gobbi e Silva é o novo diretor do Departamento Municipal de Proteção Animal de Rio Claro, em substituição a Solange Mascherpe, que estava no cargo há um ano.

 

“Reconhecemos o trabalho até aqui realizado, porém fizemos a mudança para implantar uma nova dinâmica nos serviços, capaz de fortalecer e aproximar o trabalho da prefeitura aos grupos de proteção pensando sempre no bem-estar dos animais”, afirma o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. De acordo com o prefeito, em 2018 os serviços do setor deverão ser ampliados, com normas rigorosas no funcionamento do canil municipal e novos investimentos nos serviços de castração e chipagem. “Também vamos trabalhar para a estruturação da recolha dos animais de grande porte”, informa.

 

O departamento tem entre suas funções coordenar o canil municipal e os serviços de atendimento aos animais em sofrimento. “O desafio do trabalho é grande na preservação dos direitos dos animais”, comenta Ricardo Gobbi e Silva.

 

O novo diretor tem 42 anos, formou-se em Direito pela Unimep, foi um dos fundadores da Comissão de Direito Ambiental da OAB/Rio Claro, tem inúmeros cursos de direito ambiental e é docente cadastrado no Centro de Estudos Ambientais da Unesp.

 

IMPRENSA DA PREFEITURA DE RIO CLARO – SP

Foto: Rio Claro Online