PageRedação Rio Claro Online | | Página: 2 |

Autor: Redação Rio Claro Online

1
21 de novembro de 2017

Na manhã desta terça-feira (21), por volta das 07h30, a viatura 4.85 da Guarda Civil, através de denúncia de populares, e em cumprimento da Lei Municipal n° 5103 de 06 de Outubro de 2017, a qual em seu Art. 1º Autoriza a Guarda Civil a efetuar a remoção de veículos abandonados ou estacionados em situação que caracterize seu abandono em via pública do município, removeu pela Av. P-25 entre Ruas P-5 e P-6, na Vila Paulista, uma Kombi branca, ano 84 de Rio Claro, a qual estava estacionada afastada da guia, (meio fio), de cinquenta centímetros a um metro, prejudicando a circulação dos demais veículos que por ali transitassem. Foi registrado o RO/GCM nº 2111/2017, Certificado de Recolha de Veículo, além da autuação.

 

O veículo foi recolhido ao pátio do Guincho São Lucas.

 

Fonte: Guarda Civil Municipal – GCM


1
21 de novembro de 2017

Grupos da cidade se apresentam na Praça de Alimentação do centro de compras até 22 de dezembro

 

O Shopping Rio Claro já está no clima do Natal com a presença do Papai Noel, suas Noeletes e com a decoração inspirada nos personagens dos Smurfs. E para trazer toda magia natalina para a cidade, o Shopping Rio Claro realiza mais uma edição da Cantata de Natal a partir de 22 de novembro. As apresentações acontecem na Praça de Alimentação, a partir das 19h30.

 

A comunidade rio-clarense está convidada a prestigiar as apresentações dos grupos musicais da cidade e da região, que encantarão os visitantes do centro de compras. “A Cantata de Natal do Shopping Rio Claro é aguardada com muita expectativa pelos clientes porque a música contagia as pessoas de uma forma positiva e desperta o clima de fraternidade que o Natal traz para as nossas vidas”, destaca Sibelly Paganotti, Analista de Marketing do Shopping Rio Claro.

 

Confira a programação da Cantata de Natal do Shopping Rio Claro:

 

22/11: Coral do Colégio Puríssimo

23/11: Coral do Colégio CENA

25/11: apresentação do Musical Grease pelo Coral Encanto Jovem da Guarda Mirim de Rio Claro

27/11: Coral da Escola Pequeno Príncipe

29/11: Coral da Escola EDUQ

30/11: Escola de Música Sons de Nebadon, Coral ArteVida e Coral de Vozes Meimei

1/12: Colégio Dom Bosco

5/12: Colégio Objetivo

6/12: Colégio Alem

7/12: Escola Adventista

8/12: Escola de Música Consonância

9/12: Coral Lírico O Mensageiro

11/12: Escola de Música Maria Isabel

12/12: Escola MicroPro

13/12: Instituto Brasileiro de Línguas

14/12: Escola Music Hall

15/12: Coral Encanto Jovem da Guarda Mirim de Rio Claro

16/12: Coral do Grupo de Apoio à Criança com Câncer

20/12: Coral da Igreja Batista do Calvário

21/12: Banda Musical da Guarda Mirim

22/12: Coral da Igreja Refúgio de Oração

 


1
17 de novembro de 2017

Munícipes encontraram um cachorro jogado na estrada de Itapé na chuva e com uma corda no pescoço, duro sem movimento de tanta dor, abandonado para morrer, imediatamente o socorreram, levando-o no Dr Geraldo Wiechmann da Clínica Veterinária Bela Vista há cerca de uma semana atrás de madrugada.

 

2

 

A maldade foi tanta que cortaram o órgão genital do cachorro no osso e provavelmente levou também uma pancada forte nas costas, Dr Geraldo fez as injeções, internando assim o cachorro. O seu dono e tutor Leandro Martinez reconheceu o cachorro, e a pedido de Leandro o cachorro foi transferido para Araras onde não resistiu e morreu.

 

Mais um caso de maldade do homem a um ser que não sabe se defender da crueldade humana 

 

O cachorro ganhou o nome de Menino Bom durante o tempo que estava ainda tentando lutar por sua vida.

 

A situação lamentável ocorrida com os munícipes Cah Rodrigues, Taynan Rodrigues, Tamires Rodrigues, que acharam o cachorro e imediatamente se mobilizaram para tentar salvá-lo, (assim como Marcinha Ferrari Maia e outros voluntários que ajudaram na divulgação e compartilhamento do caso nas redes sociais para que o seu possível tutor fosse localizado) só confirma que o tamanho descaso, indiferença e ignorância humana da pessoa que fez essa crueldade com o cachorro, não pode ficar impune!

 

 

  QUE BARBÁRIE COMETIDA!!!

1


1
17 de novembro de 2017

RIO — Um exoplaneta recém-descoberto pode ser o mundo mais próximo da Terra a oferecer condições confortáveis para abrigar vida. Com tamanho aproximado ao do nosso planeta, Ross 128b está a “apenas” 11 anos-luz de distância, e medições indicam que ele possui clima ameno, com temperaturas variando entre – 60 graus Celsius e 20 graus Celsius, ideais para a manutenção da vida como conhecemos.

 

A órbita de Ross 128b é de apenas 9,9 dias, a uma distância 20 vezes menor que a distância entre o Sol e a Terra. Entretanto, o exoplaneta orbita uma estrela anã vermelha particularmente pouco volátil, fazendo com que a radiação recebida, apesar da proximidade, seja de apenas 1.38 vezes à da Terra. Normalmente, anãs vermelhas são bastante instáveis, com erupções mortais de radiação ultravioleta e raios-X.

 

É o que acontece em Proxima Centauri b, o exoplaneta mais próximo da Terra dentro da chamada “zona habitável”. Segundo Xavier Bonfils, líder da equipe que descobriu Ross 128b, pesquisador da Universidade de Grenoble, na França, “parece que Ross 128 é uma estrela muito quieta, e então os seus planetas talvez sejam a moradia mais confortável para a vida que conhecemos”.

 

E a estrela Ross 128 está se movendo na direção do nosso Sistema Solar. Segundo os cálculos, em 79 mil anos, um instante em termos cósmicos, Ross 128b estará mais perto da Terra que Proxima Centauri b.

 

Entretanto, ainda existem incertezas. Apesar de os cientistas considerarem Ross 128 um planeta temperado, ainda não se sabe se ele se encontra dentro, fora ou nos limites da chamada zona habitável. Os pesquisadores também aguardam a inauguração do Extremely Large Telescope (ELT), prevista para 2024, para a detecção de biomarcadores, como a presença de oxigênio.

 

— Novas instalações do Observatório Europeu do Sul irão desempenhar papel crítico no censo de planetas amenos com massa próxima a da Terra. Em particular, o braço infravermelho do HARPS (High Accuracy Radial velocity Planet Searcher) aumentará nossa eficiência na observação de anãs vermelhas — comentou Bonfils. — E então o ELT fornecerá a oportunidade de observar e caracterizar grande fração desses planetas.

 
 

Fonte: O Globo

Ilustração artística de Ross 128b - ESO/M. Kornmesser


1
17 de novembro de 2017

Deputado foi condenado a pagar R$ 10 mil a Maria do Rosário

 

BRASÍLIA — A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou, por unanimidade, um recurso especial do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) que questionava sua condenação por danos morais em favor da deputada Maria do Rosário (PT-RS). O julgamento foi realizado no dia 24 de outubro, e a decisão foi divulgada na semana passada.

 

A decisão, aplicada pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal, se refere a um caso ocorrido em 2014, quando Bolsonaro disse, no plenário da Câmara, que não estupraria a deputada porque “ela não merece”. Depois, em uma entrevista, reforçou a declaração e disse que Maria Rosário era “muito feia”. Bolsonaro foi condenado a pagar R$ 10 mil à deputada.

 

Este é o segundo recurso sobre o caso rejeitado pela Terceira Turma do STJ. Em agosto, o colegiado já havia negado, também por unanimidade, o primeiro recurso e mantido a condenação do parlamentar. Foi contra essa decisão de agosto que Bolsonaro recorreu.

 

No novo julgamento, a relatora, ministra Nacy Andrighi, afirmou que os questionamentos do deputados “não constituem pontos omissos ou contraditórios do julgado, mas mero inconformismo com os fundamentos adotados no acórdão embargado”. Os ministros Paulo de Tarso Sanseverino, Ricardo Villas Bôas Cueva e Moura Ribeiro concordaram com a relatora.

 

Além desta ação, da esfera cível, outras duas ações penais sobre o caso correm no Supremo Tribunal Federal (STF), onde ele já é réu.

 

Fonte: O Globo

Entrevista coletiva do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) - Alexandre Cassiano / Alexandre Cassiano/Agência O Globo/10-08-2017


lgbt
17 de novembro de 2017

A Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus de Rio Claro, realizará de 29 de novembro a 02 de dezembro de 2017, o IV Congresso Internacional Sexualidade e Educação Sexual: Olhares, Saberes e Fazeres em Sexualidade e Educação Sexual. Este é o quarto Congresso de uma sequência que se realiza, alternada e bianualmente, em Portugal e no Brasil, nas instituições que alojam um grupo de investigadores/as que trabalham colaborativamente em investigação sobre Sexualidade e Educação Sexual e que constituem a rede responsável por esta iniciativa: Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Brasil; Universidade de Lisboa (UL), Universidade de Aveiro (UA), Escola Superior de Educação de Coimbra (ESEC), Universidade do Minho (UM), Portugal.

A finalidade que unifica a realização destes Congressos é o estudo da Sexualidade como tema interdisciplinar que se desdobra em várias áreas de investigação e intervenção, entre elas a Educação Sexual e Gênero. Neste quadro, o IV Congresso centra-se no tema de particular atualidade, atendendo às implicações curriculares que envolve, Olhares, Saberes e Fazeres em Sexualidade e Educação Sexual. O programa do Congresso inclui conferências, mesas redondas, apresentação de trabalhos de investigação orais e de pôsteres.

Destinatários:


Profissionais de Educação (Educação Infantil, Básica e Médio), Pedagogos/as, Pesquisadores/as, Graduados/as, Graduandos/as, Pós graduandos/as, Profissionais de Saúde, Psicólogos/as, Advogados/as, Sociólogos/as, entre outros/as profissionais.

Temas do congresso:

A. Sexualidade, gênero e direitos humanos
B. Sexualidade, gênero e políticas públicas
C. Bioética, sexualidade e saúde
D. Sexualidade, saúde e educação
E. Violência, gênero e abusos sexuais
F. Sexualidade, gênero e deficiências
G. Sexualidade, gênero e envelhecimento
H. Sexualidade, gênero, educação e mídia
I. Sexualidade, corpo e erotismo
J. Heteronormatividade e homofobia

LEMBRANDO QUE AS PALESTRAS SERÃO ABERTAS. LEMBRANDO QUE A UNESP É ABERTA A TODOS E TODAS!

Vamos somar!

Informações, inscrições e submissõs de trabalhos:http://www.ib.rc.unesp.br/eventos ouwww.goo.gl/iSQGv5

lgbt-rioclaro-sp-2017

 


lgbt
17 de novembro de 2017

Contra a Lgbtfobia, o fundamentalismo religioso e em defesa do Rio de Janeiro.

 

Data: 19 de Novembro

Horário: Domingo às 9:00 – 20:00

Local: Praia De Copacabana – Posto 6

 

A Parada do Orgulho LGBTI do Rio, organizada pelo Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBTI, não é a única afetada por essa mistura de religião e governança. A principal Parada do Rio de Janeiro – existente desde 1995 – não vai deixar de acontecer por falta de apoio dessa gestão. Vamos resistir colocando a Parada em Copacabana através da ajuda de pessoas e empresas privadas.Vários setores da cultura, cidadania e liberdade religiosa estão sofrendo com o atual governo fundamentalista religioso na Prefeitura do Rio de Janeiro.

 

Além desse cenário obscurantista, serviços públicos essenciais comosaúde, educação e segurança pública estão sendo cada vez mais precarizados pela Prefeitura da Cidade e pelo Governo do Estado do Rio. Funcionários públicos estaduais, aposentados e pensionistas vêm sofrendo com o atraso em seus pagamentos, faltando-lhe até recursos para alimentos e remédios.

 

Ainda nesse contexto, temos vivenciado o aumento da violência contra LGBTI, mulheres, moradores de comunidades e favelas, pessoas negras – principalmente sua juventude, que vem sofrendo um assustador genocídio e encarceramento.

 

Os quatro anos desses desgovernos vão passar, nossa luta não.

 

Num momento em que vivemos essa grave crise, que ataca direitos e a cidadania do povo carioca e fluminense, vamos unir o Rio e o Brasil na Parada da Resistência, contra a discriminação e em defesa do Rio! Agora é o momento da gente dar as mãos.

 

A Parada LGBTI continuará empunhando a sua bandeira pela diversidade sexual, identidade de gênero e pelos direitos, e neste ano abraça também a luta em defesa do nosso Rio.

 

Participe da nossa campanha de financiamento coletivo para realizar a Parada LGBT do Rio 2017, acesse https://benfeitoria.com/paradadaresistencia e contribua! Compartilhe e peça ajuda a amigxs e familiares.

 

Somos milhões de LGBTI e pessoas aliadas contra o preconceito e não vamos recuar pelas duras conquistas de mais de 20 anos de luta! Contra a discriminação e em defesa do Rio as nossas armas são a atitude, a liberdade, o amor e muita alegria por que o Estado é laico!

 

Saiba mais, acesse o link do evento clicando aqui! Participe!


lgbt-rioclaro-sp
16 de novembro de 2017

Promovendo a Discórdia, Censura e a Ditadura Cultural, sem consulta popular vigente, a Secretária de Cultura Daniela Ferraz desenvolveu e articulou “O projeto de lei 215/2017″, que trata sobre a reorganização do Conselho Municipal de Política Cultural, o Concult, a secretária alegando que as propostas são devido a falta de quórum nas reuniões, (mas é claro que são por falta de quórum, depois do escândalo público no começo desse ano de 2017 que a tão secretária de Cultura Daniela Ferraz e a atual administração pública se envolveram com o Ministério Público, muitas pessoas e conselheiros do Concult – o Presidente e o vice renunciaram – não quiseram se envolver mais ainda nessa situação), está querendo jogar uns contra os outros e retirar a voz de determinados segmentos da população e querendo que os gestores se omitam, retirando também as cadeiras deles inclusive (para não se comprometerem em ouvir a população)!

 

O projeto de lei 215/2017 que a Secretaria de Cultura está defendendo sem pensar tecnicamente e sem ouvir a população permitiu uma “brecha terrível” para o desenvolvimento de uma Emenda: “Emenda Supressiva: exclui a alínea (h) – 01 (um) representante da Diversidade Sexual, do Inciso I do artigo 3º, no Projeto de Lei nº215/2017”. Entre outras exclusões…

 

lgbt-brasil-rioclaro

 

Da emenda constam as assinaturas dos vereadores Anderson (PMDB), Pereira (PTB), La Torre (PP), Irander (PRB), Rogério Guedes (PSB), Paulo Guedes (PSDB), Thiago (PSB), Julinho Lopes (PP) e Seron (DEM).

 

“Sou contra a lei que subiu para alteração do Conselho e caso esta lei venha ser alterada sou a favor da emenda” Vereador Anderson

 

A Sessão foi lotada e agitada nessa segunda-feira (13) em votação do projeto de lei 215/2017, diversos militantes do Movimento LGBT da cidade de Rio Claro/SP e do país e representantes de diversas religiões se fizeram presentes, e realizaram a sua manifestação pacificamente. Contudo, houve tumulto.

 

A Emenda que extinguia cadeira LGBT foi rejeitada em sessão camarária

lgbt-rioclaro-sp-brasil

 

A Empresária de 31 anos que aparece de costas na capa do Jornal Cidade do dia 14 de Novembro de 2017 com a bandeira LGBT, representante do Movimento Brasileiro LGBT em nível nacional, Leila Duckur Pizzotti, se pronunciou em defesa do Movimento LGBT frente aos evangélicos na Câmara Municipal de Rio Claro/SP:

 

“O meu recado vai ser bem claro: AMIGOS EVANGÉLICOS, CATÓLICOS E UMBANDISTAS, NOS NÃO SOMOS SEUS INIMIGOS! O INIMIGO É OUTRO…EXISTE ESPAÇO PARA TODOS…TEMOS QUE TODOS NOS RESPEITAR!” (…)

 

Depois da CÂMARA LOTADA como jamais foi vista e repercussão, onde toda a cidade de Rio Claro/SP (e o interior paulista) ainda está comentando o vídeo do Vereador Homofóbico, a militante do movimento LGBT, comentou:

 

“Eles não passarão! Foi bem tensa a situação que armaram para a cidade de Rio Claro/SP, cada um enxerga ao nível que alcança, confundiram a população com diversas informações equivocadas desde o começo desse ano de 2017, estão manipulando as pessoas para disseminarem o ódio e a maldade na cidade, por puro divertimento próprio, ás custas de pessoas inocentes, mas por outro lado, valeu demais, Rio Claro está se movimentando agora mais do que nunca, outra vez…e está se movimentando para cobrar todos os seus direitos. Vamos continuar cobrando mais educação, saúde, lazer, segurança e CULTURA… graças a cada um que se fez presente nesse dia para LUTAR JUNTOS contra o preconceito, matança e homofobia, diversos movimentos somaram força novamente!

 

Eu sou apenas a porta voz do recado de muitos amigos e famílias! Nos aguardem cidade de Rio Claro/SP risos, a educação contra a homofobia será distribuída de graça e divulgada em massa, obrigada pessoal pela força de cada um de vocês, cada um de vocês é um universo, ando muito emocionada por ver a luta de muita gente boa que é humilhada sem motivo algum!

 

Contem comigo Rio Claro/SP e vamos espalhar muito amor durante todo o ano de 2018! Vai ser divertidíssimo, vamos animar! rss o/\o <3

#VAMOSCRIMINALIZARAHOMOFOBIA #RIOCLAROSP”

 

CONFIRA ALGUMAS FOTOS:

 

CONFIRA OS VÍDEOS ABAIXO:

 

 

Veja a verdade de como TODA ESSA LAMA QUE ASSOLA A CIDADE, O CONCULT E A CULTURA DE RIO CLARO começou:

 

 

Saiba mais nos link’s:

http://rioclaroonline.com.br/rio-clarosp-a-cultura-no-lixo/

http://rioclaroonline.com.br/presidente-da-sbc-rebate-criticas-do-presidente-do-concult-e-indica-indicios-de-ingerencia-religiosa-e-politica-dentro-da-secretaria-de-cultura/

 

E a pergunta que ainda não quer calar é: CADÊ O MINISTÉRIO PÚBLICO?!


quandoaimprensasecala
16 de novembro de 2017

Quando a imprensa de um país ou de uma cidade se cala, se amedronta, ou passa a ser apenas uma ferramenta de poder para a dominação e alienação das massas, não é apenas a liberdade do povo que está em perigo, é muito mais que isso: é a nossa capacidade de nos indignarmos e reagirmos; nossa capacidade de discernir entre o Bem e o Mal, entre o Certo e o Errado, e do que queremos ou não para nossas vidas, para nossos filhos, e sobretudo, para um  Futuro digno, se é que nos deixarão ter um.

 

O povo rioclarense é gado ou somos cidadãos livres com direito a informação e cidadania ? O que as pessoas não podem saber ? Quem decide o que o povo deve ou não saber ?

 

No caso específico sobre indícios de VIOLAÇÃO DE DIREITOS HUMANOS, CONSTRANGIMENTO MORAL, COAÇÃO PARA A PRÁTICA DE ATO ILÍCITO, NEPOTISMO CRUZADO E PRÁTICA DE TRÁFICO DE INFLUÊNCIA, NA SECRETARIA DE CULTURA DO MUNICÍPIO DE RIO CLARO/SP, denunciado a Promotoria de Justiça da Comarca, caso esse, que parece apenas indicar, e ser a “ponta do iceberg”, de ações muito mais amplas a serem devidamente investigadas, apuradas e denunciadas pela digna Promotoria Pública, ações envolvendo outras Secretarias, e até mesmo a própria Câmara Municipal de Rio Claro, a imprensa rioclarense se parece autista, apática, indiferente, acovardada, dependente, omissa, e irresponsável com sua obrigação e sua missão perante seus leitores, ouvintes e telespectadores. Nesse caso específico, em absoluto, a imprensa rioclarense não está cumprindo seu papel e sua razão de existir.

 

Como comunicado no início desse mês (abril) a digna Promotoria de Justiça, e já divulgado pelo único meio (mídia) independente e livre nesta cidade (as redes sociais da Internet), a denúncia original feita corajosamente pelo Presidente do Conselho de Cultura de Rio Claro, Ivan Bonifácio, ao jornal Cidade de Rio Claro (a repórter Carine Corrêa) que nada divulgou, e a  revista digital rioclarense Rio Claro Online (através da editora Leila Pizzotti), que divulgou e repassou a denúncia a presidência da Sociedade do Bem Comum de Rio Claro, sobre a violação de direitos humanos envolvendo uma funcionária municipal injustamente EXONERADA de seu cargo e funções (Diretora de Políticas Especiais), exoneração essa sumária, por se recusar a cometer ilegalidades, deu origem a busca de maiores informações , e essas informações conduziram a outros fatos que foram, e estão, construindo um verdadeiro mosaico de indícios de improbidades administrativas envolvendo a Prefeitura e a própria Câmara Municipal de Rio Claro.

 

E nada, absolutamente nada se apura, se comenta ou se divulga na mídia tradicional de Rio Claro. Qual a dependência que a mídia rioclarense tem com os poderes Executivo e Legislativo dessa cidade que a impede de bem informar seus leitores e patrocinadores ? Ou os reais patrocinadores dessa mídia são os poderes públicos que a mantém maquiada, controlada e marionetada ?  Esse tipo de mídia faz jornalismo verdadeiro ou apenas se trata de empresas comerciais que visam apenas “lucro”, sobrevivência, vantagens e nada mais ?

 

Tudo o que já foi divulgado e comunicado a Promotoria de Justiça de Rio Claro, e mais o que está sendo apurado e denunciado, configura uma série de violações e crimes, e tudo isso deixa mais que evidente, que a Cultura em Rio Claro está em perigo e em risco, e não só a Cultura, mas toda uma Administração. Mas, a imprensa se omite e se cala.

 

Verifica-se que, nem o vereador que recebeu o poder para transformar a Secretaria de Cultura num feudo e num cabide de empregos de apadrinhados políticos e religiosos, nem os indicados para assumirem cargos e funções (que obviamente estão defendendo seus salários), e nem mesmo pessoas estranhas a Secretaria de Cultura, e que tem ingerência na mesma, devem ser responsabilizados, isso porque a eles foi dado a autorização e o poder para assim agirem.

 

Então, o verdadeiro “x” da questão, o que realmente importa, e o que deve ser apurado para as devidas responsabilizações, é como esse processo de Nepotismo Cruzado e Tráfico de Influência, caso confirmado, se deu, por quem foi idealizado, planejado, autorizado, e porque foi autorizado. Qual foi a “troca” ou “recompensa” ?

 

A “moeda de troca” (a distribuição de cargos e ingerência externa e indireta) já se tornou evidente, cabe esclarecer quem foram os idealizadores e operadores dessa transação, e porque ela aconteceu indo na contra mão dos reais interesses do povo de Rio Claro, que votou e escolheu seus candidatos, representantes e administradores acreditando na honestidade e transparência de suas ações, e de que a nova Administração Pública (Executivo e Legislativo) realmente tinha “Coragem para Mudar Rio Claro”.

 

O caso verificado na Secretaria de Cultura colocou todos os funcionários da Secretaria sob diversos tipos de coação e de dependência de ordem financeira, profissional, moral, psicológica e religiosa de um grupo particular, e com interesses pessoais, interesses que foram e são colocados acima do Bem Comum, e isso é ignóbil, obscuro e inaceitável.

 

E nada, absolutamente nada se apura, se comenta ou se divulga na mídia tradicional de Rio Claro. A Imprensa é indiferente, se acovardada, é omissa perante seus leitores, e principalmente, perante o povo rioclarense. Nesse caso específico, não está cumprindo seu papel histórico e honrando sua nobre história, e isso é lamentável para quem já teve a honra e o privilégio de ter participado dessa mídia e dessa história.

 

Esse triste, infeliz e lamentável FATO verificado na Secretaria de Cultura de Rio Claro pode apenas indicar e ser a “ponta do iceberg” de ações muito mais amplas a serem devidamente investigadas, apuradas e denunciadas pela digna Promotoria Pública, envolvendo outras Secretarias e até mesmo a própria Câmara Municipal de Rio Claro.

 

O Povo Rioclarense espera que os eleitos para os cargos públicos (Executivo e Legislativo), a Promotoria Pública, a Comissão de Direitos Humanos da OAB, o Prefeito e seu Vice eleitos, e a imprensa rioclarense, cumpram seu papel e razão de suas existências, e que coloquem acima de tudo os reais interesses de Rio Claro e de sua população, para que assim tenhamos todos realmente… “Coragem para Mudar Rio Claro”.

 

JP – 26/04/2017

jenyberto@yahoo.com.br

 

Saiba mais nos link’s:

http://rioclaroonline.com.br/rio-clarosp-a-cultura-no-lixo/

http://rioclaroonline.com.br/presidente-da-sbc-rebate-criticas-do-presidente-do-concult-e-indica-indicios-de-ingerencia-religiosa-e-politica-dentro-da-secretaria-de-cultura/


1
16 de novembro de 2017

Leandro Karnal (São Leopoldo, 1º de fevereiro de 1963) é um historiador brasileiro, atualmente professor da UNICAMP na área de História da América. Foi também curador de diversas exposições, como A Escrita da Memória, em São Paulo, tendo colaborado ainda na elaboração curatorial de museus, como o Museu da Língua Portuguesa em São Paulo.

 

Graduado em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos e doutor pela Universidade de São Paulo, Karnal tem publicações sobre o ensino de História, bem como sobre História da América e História das Religiões.

 

Muitas pessoas ao nosso redor dizem ser nossas amigas, poucas verdadeiramente o são. Grande parte é invejosa e está ao seu lado para competir e não para ajudar. É o que comenta Leandro Karnal.

 

 

Fonte: Bem Mais Mulher


1
7 de novembro de 2017

O Pessoal do Movimento, A.N.T. “Ajapi na Luta” que é um movimento social sem partidos e sem fins lucrativos, que visa unicamente defender os interesses da população, está organizando um protesto para pedir melhorias na Estrada Municipal Rio Claro – Ajapí/Ferraz.

 

Para quem se interessar, e para maiores informações, procurar a

Vall de Andrade – “Convoco a todos os moradores de Ajapi/Ferraz/Allan Grey para essa luta!
Lutamos por Segurança!
Chega de descaso!
Compartilha com seus amigos essa luta!”

E Sempre bom lembrar que o abaixo assinado para melhorar a Estrada continua disponível para assinaturas no balcão do cartório.

 

 

1


lago-azul
7 de novembro de 2017

O Espaço Livre do Lago está proibindo a entrada de animais e a circulação de bicicletas.

 

A medida não divide opiniões, a balança pesa apenas de um lado mesmo, a sociedade civil não está sendo consultada em relação a essas medidas que estão sendo impostas para a população, e é evidente a revolta dos cidadãos e a pergunta que fica é, o que está acontecendo com essa cidade e com os seus gestores?

 

A população já não tem muitas opções de lazer em um cidade falida que é Rio Claro/SP, e as suas estruturas precárias e os poucos locais que ainda se pode pensar em passear sem gastar muito, tem esse tipo de restrições ridículas e lamentáveis por que?!

 

A situação só piora em diversas esferas e segmentos na cidade de Rio Claro/SP, a propaganda da gestão atual na TV está linda, mas infelizmente a realidade do município é totalmente outra, só não vê quem não quer!

 

A mídia continua divulgando o que lhe é paga para divulgar, a população não aguenta mais esse descaso!

 

Por Leila Pizzotti


1
7 de novembro de 2017

Um dado curioso sobre o Enem 2017 intrigou o Ministério da Educação e colocou à prova a educação no Brasil. Com o tema “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”, os textos auxiliares disponibilizados pelo Inep falavam sobre libras, o que confundiu muitos estudantes que pensaram se tratar do signo em vez da língua brasileira de sinais.

 

“Eu comecei falando sobre como um libriano se comporta no amor e como eles podem parecer meio surdos às vezes, quando o assunto é prestar atenção em um conselho que alguém próximo está dando. Jamais pensei que era pra falar sobre pessoas surdas de verdade” contou Mariana Costa, que realizou a prova em São Paulo.

 

Outra estudante, do Rio de Janeiro, disse ter se sentido lesada com o tema:

 

“Sinceramente quando li sobre libras eu fiquei bem chateada, porque como eu sou de aquário, você sabe, né?” revelou Natália Souza, sem dar maiores detalhes.

 

Um protesto em frente ao Ministério da Educação aconteceu nesta manhã. Alunos de outros signos disseram que não se sentiram representados na prova e pediram que o primeiro dia do Enem 2017 seja cancelado.

 

Fonte: Sensacionalista


1
7 de novembro de 2017

Imagens de conversas vazadas dão conta de que o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), doou mais de um milhão de “santinhos” de propaganda para Fernando Holiday e o material não foi declarado na prestação de contas feita pelo vereador à Justiça Eleitoral

 

Fernando Holiday João Doria Santinhos
 

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), teria doado mais de um milhão de “santinhos” de propaganda eleitoral em setembro do ano passado à campanha do então candidato a vereador Fernando Holiday (DEM), coordenador nacional do Movimento Brasil Livre (MBL), e este material não teria sido declarado na prestação de contas feita pelo parlamentar à Justiça Eleitoral.

 

É o que mostram imagens de conversas eletrônicas trocadas em grupo interno de campanha entre correligionários de Holiday, a que este jornal teve acesso, e que fazem parte da denúncia apresentada diante do Ministério Público Federal pelo advogado Cleber Santos Teixeira, que trabalhou para o democrata nas eleições de 2016.

 

Conforme mostrou reportagem desta sexta-feira, Teixeira assegura que metade do dinheiro arrecadado pelo líder do MBL durante sua campanha não teria sido declarado às autoridades eleitorais e foi supostamente operado por meio de caixa dois.

 

[…]

O advogado Alexandre Rollo, especialista em direito eleitoral, explica: “Em relação a doação de material impresso, o candidato que gasta e manda fazer o material deve declarar este gasto em sua prestação. Já o candidato que recebe deve declarar o recebimento da doação em dinheiro, como “bem estimável”. Os dois candidatos devem declarar.”

 

As imagens abaixo foram trocadas em 17 de setembro do ano passado, na reta final da campanha para prefeito e vereador em São Paulo, num grupo de WhatsApp do qual Cleber Santos Teixeira fazia parte.

 

Elas mostram o carregamento de material gráfico que teria chegado ao comitê de Fernando Holiday, contendo, segundo afirmam os correligionários do democrata nas conversas entregues no Ministério Público Federal, mais de um milhão de “santinhos”.

 

Nessas conversas, Renato Battista, que figura como autor das postagens, mostra contrariedade pela doação recebida, chegando a chamar então candidato a prefeito de “imbecil”.

 

De acordo com Cleber Teixeira, o motivo da contrariedade de Battista seria manter uma narrativa de que o vereador eleito teria a campanha mais barata de São Paulo, com o menor custo por voto recebido.

 

Holiday foi eleito com 48.000 votos. Tendo gasto pouco mais de 59.000 reais, o custo da campanha por eleitor excedeu oficialmente pouco mais de um real por voto, algo que foi destacado pelo vereador após sua vitória.

 

Já se fossem contabilizar os valores referentes aos “santinhos”, o custo por voto ficaria alto demais para os objetivos da candidatura Holiday.

 

 

 

 

Por Vinicius Segalla, Gustavo Aranda. El País

1
7 de novembro de 2017

Quando a imprensa tradicional ocupa os seus noticiários com reportagens que são apenas o preenchimento de um roteiro escrito pelo patrão, os resultados são esses que temos visto atualmente no Brasil. No caso das “delações”, onde o método não importa, o que importa é propagar as mensagens que possam prejudicar Lula, Dilma e o PT.

 

A Lava Jato e a Globo, com a complacência de praticamente toda a justiça e de setores importantes da sociedade, pecam pela repetição do método. Ainda que as novas “delações” sejam feitas em vídeo para conferir alguma credibilidade, o povo não está mais interessado nelas.

 

Nunca é demais lembrar que este método de usar imagem é antigo e em nada contribui para a apresentação de provas. Acaba sempre no “eles sabiam de tudo, mas não tenho como provar”. Muito comum em regimes totalitários, compatíveis com o atual estado de exceção do Brasil.

 

Fica cada vez mais evidente que o filme pornô em que foi transformada a Lava Jato (Garganta Profunda do Delator) é uma ação orquestrada para agradar a elite e o capital estrangeiro. As diversas faces da tortura, em breve, voltarão a ser testadas. O fracasso de Moro, reduzido ao que ele sempre foi, diante de Lula, enfureceu a turma do golpe, que agora tenta um histérico ataque reacionário contra Lula e Dilma.

 

Por Wellington Calasans, Colunista do Cafezinho, na Suécia


1
7 de novembro de 2017

“O meu pai come a sua mãe”; “Sua mãe é minha empregada”. Torcedores de escola de elite promovem lamentável “espetáculo” de preconceito durante competição contra equipe de outro colégio. Gritos em defesa de um pré-candidato à Presidência também foram entoados

 

Na noite de terça-feira (31/10), na decisão do basquete juvenil masculino, o ginásio do IFRN Central, em Natal, ficou lotado e viu o Colégio Marista de Natal superar os donos da casa, o IFRN, por 56 a 44.

 

Após o fim da partida, torcida e familiares invadiram a quadra para comemorar com os jogadores a conquista da medalha de ouro.

 

No entanto, parte da torcida protagonizou lamentável espetáculo de preconceito de classe, machismo e má educação.

 

“1, 2, 3, 4, 5 mil. Queremos Bolsonaro presidente do Brasil”, “O meu pai come a sua mãe” e “Sua mãe é minha empregada” (essa última sendo usada de forma pejorativa, com intuito de desmerecer a profissão das mães dos atletas da escola considerada de prestígio inferior), foram alguns dos cânticos de cunho misógino e discriminatório entoados pela torcida do Marista, segundo nota de repúdio assinada pelo Grêmoi Estuantil Djalma Maranhã, do IFRN.

 

Em vídeo em seu canal no Youtube (ver abaixo), o médico infectologista Alexandre Motta, de Natal, relata o preconceito de classe em sua cidade, uma das mais importantes capitais do nordeste.

 

“Final do basquetebol masculino dos jogos escolares do RN. Disputavam a final a equipe do IF (Instituto Federal de Educação) Campus Central Natal e o colégio Marista de Natal, onde estuda a elite da cidade. A torcida do Marista gritava Bolsonaro 2018 e ‘sua mãe é empregada da minha’! A nota do Grêmio Estudantil do IF fala em coisas até mais degradantes”, diz Motta.

 

Leia a nota do Grêmio Estudantil Djalma Maranhão, do IFRN:

 

Ontem (31/10), durante a final do basquete juvenil masculino dos JERNs entre IFRN-CNAT e Marista, tivemos o desprazer de vivenciar no ginásio de nossa escola um lamentável episódio de disseminação do discurso de ódio manifestado pela torcida da equipe visitante.

 

“1, 2, 3, 4, 5 mil. Queremos Bolsonaro presidente do Brasil”, “O meu pai come a sua mãe” e “Sua mãe é minha empregada” (essa última sendo usada de forma pejorativa, ao nosso ver, com intuito de desmerecer a profissão de inúmeras mulheres brasileiras) foram alguns dos cânticos de cunho misógino e discriminatório entoados pela torcida do Marista – uma afronta ao que está posto em nossa Constituição e, sobretudo, aos Direitos Humanos.

 

Momentos como esse revelam um pouco das intenções políticas de, infelizmente, boa parcela da sociedade brasileira: de levar a presidência um deputado extremamente machista, LGBTfóbico, racista e defensor de um dos períodos mais sombrios da História do Brasil, os “Anos de Chumbo” da Ditadura Civil-Militar (1964-1985); de reverter direitos conquistados com muito empenho e suor pelas minorias e camadas desfavorecidas social e economicamente ao longo dos anos; e, em especial, de cercear as nossas liberdades individuais e coletivas.

 

Além disso, é bastante triste ver que, mesmo com toda a ascensão da luta dos movimentos sociais por um país livre de qualquer opressão, mais justo e digno para toda a população, ainda há uma juventude que não reconhece esse avanço e propaga ideais tão intolerantes e hostis.

 

Acreditamos que pensamentos, tais quais os manifestados na tarde de ontem, vão totalmente de encontro aos valores de tolerância, inclusão e cidadania fomentados pelas diversas práticas esportivas e não compactuam nem um pouco com os princípios pregados por uma Instituição de Ensino como o Marista.

 

Por fim, apesar desses insultos, que tem por fito discriminar e oprimir, não serem tão incomuns, cremos sim na possibilidade de um mundo melhor, pois já dizia Paulo Freire: “mudar é difícil, mas é possível”.

 

“Se nada der certo”

 

Em junho deste ano, o colégio Marista do Rio Grande do Sul também teve seu nome envolvido em outro episódio que ganhou destaque nacional envolto em preconceito de classes, com a festa “Se nada der certo” (relembre aqui).

 

Em fotos, alunos apareceram fantasiados de garçons, faxineiras, atendentes do McDonalds, porteiros e outras profissões que julgam ser inferiores.

 

 

Fonte:  Pragmatismo Político


1
7 de novembro de 2017

Presidente americano disse ter posicionado três porta-aviões e um submarino na península coreana. Em visita a Seul, ele disse ter visto progresso na relação com a Coreia do Norte.

 

m visita à Coreia do Sul, o presidente americano, Donald Trump, afirmou na manhã desta terça-feira (7) que a Coreia do Norte é uma ameaça mundial e que a crise exige uma ação que deve mobilizar outras potências, segundo a CNN. Essa é a 2ª parada da primeira viagem do chefe de estado americano à Ásia.

 

“A Coreia do Norte é uma ameaça mundial que exige ação mundial. Nós fazemos um apelo para que todas as nações responsáveis, incluindo a China e a Rússia, exijam que o regime norte-coreano acabe com suas armas nucleares e seu programa de mísseis”, afirmou Trump, em entrevista coletiva ao lado do presidente sul-coreano, Moon Jae-in, em Seul.

 

Trump mencionou “bom progresso” na relação com a Coreia do Norte e fez apelo para Pyongyang a negociar um acordo, de acordo com a Associated Press. “Eu acho que estamos mostrando muita força. Enviamos três dos maiores porta-aviões do mundo [para a península coreana] e um submarino nuclear também está posicionado. Esperamos que nunca precisemos usar”, afirmou.

 

“Dito isso, eu realmente acredito que faz sentido que a Coreia do Norte chegue à mesa de negociações e faça um acordo que seja bom para o povo da Coreia do Norte. Eu vejo certo movimento, mas vamos ver o que acontece”, afimou.

 

O presidente sul-coreano afirmou que os dois chefes de estados concordam em buscar uma diplomática para a crise com a Coreia do Norte. “Presidente Trump e eu concordamos em trabalhar para resolver a crise nuclear com a Coreia do Norte de uma maneira pacífica”, afirmou o presidente sul-coreano.

 

Especialistas divergem sobre as chances reais de um confronto direto – e potencialmente destrutivo – entre os dois países, mas os programas balístico e nuclear da Coreia do Norte prosseguem apesar dos incessantes apelos da comunidade internacional.

 

Compra de armas

 

Trump anunciou que a Coreia do Sul comprará armas americanas para se defender e que os Estados Unidos, avalista da segurança sul-coreana, aceitou eliminar o tamanho que impunha aos mísseis balísticos de Seul.

 

Segundo o presidente americano, a Coreia do Sul, que acolhe 28.500 soldados americanos em seu território, vai comprar uma grande quantidade de armas americanas, como aviões e mísseis.

 

“A Coreia do Sul pedirá milhares de milhões desse material, o que para eles faz muito sentido e para nós significa empregos e a redução de nosso déficit comercial com a Coreia do Sul”, afirmou.

 

Moon classificou de essencial a compra de armas e acrescentou que Seul concordou em iniciar negociações para conseguir material americano estratégico a fim de reforçar a capacidade de defesa de seu país.

 

Viagem à Ásia

 

Na primeira escala da sua viagem, o presidente americano visitou o Japão, onde se reuniu com o imperador do Japão, Akihito, e com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe. Ao lado de Abe, Trump declarou que “a era da paciência estratégica acabou”. O Japão que nos últimos meses viu o regime de Pyongyang lançar dois mísseis que sobrevoaram seu território apoiou a proposta americana.

 

A viagem de Trump é a mais longa de um presidente americano em 25 anos à Ásia acontece após meses de tensão entre Washington e Pyongyang. O governo de Kim Jong-un troca ameaças verbais com a administração Trump.

 

Trump seguirá para a China. Ele participará ainda da cúpula da APEC (Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico), no Vietnã, e do fórum da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), nas Filipinas.

 

Fonte: G1


1
7 de novembro de 2017

Setor tem impacto direto na geração de empregos e na melhoria de áreas como infraestrutura e habitação

 

la é considerada o “termômetro da economia”. Se a construção civil está bem, o Brasil está bem. Estima-se que são cerca de 13 milhões de pessoas trabalhando no setor, considerando empregos formais, informais e indiretos. É uma cadeia gigante. A notícia boa é que agora ela começa a sinalizar a retomada do crescimento, mesmo ainda moderada. Em julho deste ano, pela primeira vez depois de 33 meses, as contratações com carteira assinada nas obras superaram as demissões, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego. Mas por que isso é bom para o país?

 

Na prática, a melhora do cenário na construção civil tem impacto em diversos outros campos da atividade econômica. Os investimentos em obras impulsionam áreas importantes para o desenvolvimento urbano. A construção de mais moradias diminui o déficit habitacional, a ampliação do saneamento básico melhora as condições de saúde da população e a expansão da mobilidade urbana oferece praticidade ao cotidiano, trazendo qualidade de vida.

 

Além disso, à medida que as pessoas voltam aos seus postos de trabalho, as famílias recuperam sua capacidade de consumo, o que faz o comércio enxergar melhoras nas vendas, aumentando também a demanda da indústria. E o governo também ganha. A cada R$ 100 investidos na construção, R$ 25 voltam para os cofres públicos em forma de imposto.

 

“A construção civil é uma forte empregadora. Diferente de outros setores, como o automobilístico, por exemplo, é uma atividade na qual a mão de obra humana é muito necessária. Nesse aspecto, ela é fundamental na retomada da economia”, avalia o presidente do Secovi-SP, Flavio Amary.

 

Espelho da economia

 
 

Por todos esses motivos ela é um espelho da economia. Nos anos de maior crescimento do país, como em 2010, quando o PIB do Brasil teve aumento de 7,5%, o PIB da construção civil cresceu 13,1%. Em 2014, último ano em que o PIB brasileiro registrou variação positiva (0,5%), o PIB da construção civil ficou em -2,1%, conforme dados da Câmara Brasileira da Indústria da Construção.

 

É por isso que, ao menor sintoma de melhoras, é na construção civil que aparecem os primeiros resultados positivos. É um ciclo virtuoso que, para ser retomado, precisa do investimento. A recuperação do nível de emprego dos trabalhadores nas obras é um dos principais fatores para que a economia volte a crescer.

 

Demanda habitacional

 

Além disso, o investimento em construção civil é fundamental para resolver outro problema do país: a demanda habitacional. Levantamento feito pelo Secovi-SP em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) estima que, entre 2015 e 2025, o Brasil precisa construir 14,5 milhões de novos domicílios para suprir o déficit por moradia. “Esse outro lado da demanda também é muito forte, e é preciso que os níveis de confiança da população voltem a crescer”, observa Amary.

 

Aos poucos, isso começa a acontecer. Segundo o Secovi-SP, entre o primeiro semestre de 2016 e o primeiro semestre de 2017, houve um crescimento próximo de 10% em vendas e lançamentos imobiliários. “Se a gente prestar atenção, vemos um aumento no volume de lançamentos. São sinais de recuperação que, gradualmente, tomam forma”, conclui Amary.

 

Fonte: G1


1
3 de novembro de 2017

Sayfullo Saipov, do Uzbequistão, atropelou e matou 8 pessoas em uma ciclovia de Manhattan e deixou 12 feridos.

 

O grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou na madrugada desta sexta-feira (3) a autoria do atentado terrorista em Nova York que deixou 8 mortos e 12 feridos, na terça-feira (31). Na quarta-feira (3), o presidente dos EUA, Donald Trump, pediu que Sayfullo Saipov, autor do ataque, seja condenado à morte.

 

Segundo a agência Reuters, a responsabilidade pelo ataque com um caminhão em uma ciclovia de Manhattan foi reivindicada pelo grupo na publicação online do jornal Al-Naba.

 

Na edição semanal do jornal, o Estado Islâmico afirmou que “o atacante é um dos soldados califados”, entretanto, não forneceu provas para sustentar a reivindicação.

 

Uzbeque Sayfullo Saipov, de 29 anos, foi apontado como autor do ataque que deixou 8 mortos em Nova York, na tarde de terça-feira  (Foto: Department of Corrections/Reuters)

 

Uzbeque Sayfullo Saipov, de 29 anos, foi apontado como autor do ataque que deixou 8 mortos em Nova York, na tarde de terça-feira (Foto: Department of Corrections/Reuters)

 

Ligações com o EI

 

Durante as investigações após o atentado, a polícia encontrou 90 vídeos e 3.800 fotos no celular do autor do atentado, com inúmeras imagens do Estado Islâmico, incluindo do líder do grupo, Abu Bakr al-Baghdadi.

 

Entre os vídeos, há cenas de extrema violência, com prisioneiros sendo baleados no rosto, um homem sendo atropelado por um tanque e pelo menos uma cena de decapitação. Outro vídeo fornece instruções para fabricar explosivos caseiros.

 

O governador de NY, Andrew Cuomo, confirmou que o autor do ataque, o uzbeque Sayfullo Saipov, era ligado ao grupo.

 

Autoridades investigam a cena perto de corpo coberto, em Nova York  (Foto: Bebeto Matthews/AP)

Autoridades investigam a cena perto de corpo coberto, em Nova York
(Foto: Bebeto Matthews/AP)

 

De acordo com a Procuradoria do Distrito Sul de Nova York, em seus primeiros depoimentos, Saipov declarou que cometeu o ataque inspirado por vídeos do Estado Islâmico, especialmente um em que o líder al-Baghdadi perguntava o que muçulmanos nos EUA estavam fazendo para responder às mortes dos muçulmanos no Iraque.

 

Ele também contou que alugou outro caminhão em 22 de outubro para “praticar manobras” e que escolheu o Halloween para atacar por acreditar que nesta data haveria mais gente nas ruas. Saipov também afirmou que cogitou colocar uma bandeira do Estado Islâmico no caminhão na terça, mas mudou de ideia porque percebeu que chamaria muita atenção.

 

Mapa do ataque em Nova York (Foto: Alexandre Mauro, Igor Estrella e Roberta Jaworski/G1)

 

Mapa do ataque em Nova York
(Foto: Alexandre Mauro, Igor Estrella e Roberta Jaworski/G1)

 

O ataque

 

Na tarde de terça-feira (31), ele usou um caminhão para invadir uma ciclovia no sul de Manhattan para atropelar diversas pessoas. Além dos oito mortos, 12 pessoas ficaram feridas.

 

Após atingir os ciclistas, o caminhão seguiu pela rua e bateu em um ônibus escolar. O motorista saiu do veículo gritando “Allahu Akhbar” (Deus é Grande, em árabe), segundo testemunhas, e portando uma arma de paintball e outra de ar comprimido. Dentro do caminhão a polícia encontrou um bilhete com referências ao Estado Islâmico.

 

Fonte: G1


1
3 de novembro de 2017

Iniciativa para facilitar evangelização em comunidades isoladas partiu de cardeal brasileiro

 

RIO — O Papa Francisco permitiu que seja aberta uma discussão na Igreja Católica sobre a possível suspensão parcial do celibato para os padres, segundo fontes do Vaticano ouvidas pelo jornal “Il Messaggero”. A proposta inusitada dentro do tradicionalismo católico teria vindo do cardeal brasileiro Claudio Hummes, que tem uma próxima relação com o Pontífice e quer encontrar uma solução prática e definitiva para a falta de padres na região amazônica. O tema tabu poderá ser discutido no sínodo de 2019.

 

De acordo com a imprensa italiana, os bispos de toda a região amazônica foram convocados para encontrar uma nova estrada para a evangelização. O projeto defendido por Hummes, presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia, seria que homens fiéis casados pudessem ser nomeados a cargos de administração espiritual das suas comunidades, que muitas vezes ficam em áreas isoladas e de difícil acesso, evitando, assim, que o celibato continue a ser um dogma indiscutível em Roma.

 

O celibato de padres não é considerado um dogma católico, mas sim uma disciplina. Isso significa que não é uma verdade revelada pela fé, uma vez que por diversos séculos os sacerdotes puderam se casar e ter filhos.

 

Os relatos são de que, nos últimos dias, Dom Erwin Krautler, secretário da Comissão Episcopal para a Amazônia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), falou sobre a urgência de lidar com a questão amazônica. O assunto teria sido tratado diretamente com o Papa Francisco, segundo a agência austríaca Kna, que teria respondido a Krautler que pedisse aos bispos para formular propostas válidas sobre o tema.

 

Krautler reconhece que esse é um assunto que pode ser discutido, mas ressalta que não é o ponto principal do sínodo.

 

— O sínodo não tem esse tema. O tema é a evangelização e novos caminhos em relação aos povos indígenas na Amazônia, que está ameaçada em sua sobrevivência. Fala-se também da escassez do clero nessas comunidades. Mas o sínodo foi convocado no dia 15 de outubro e não tem proposta nenhuma dessas ainda. Está tudo no começo — pontuou Dom Erwin.

 

De acordo com ele, o Papa já deu as “linhas mestres” para os “novos caminhos para a evangelização na Amazônia”, como abordar uma Igreja com “rosto amazônico” e debater a a destruição na região.

 

— O proximo passo é ouvir as conferências, que farão suas propostas e, a partir de então, formar um manual de alinhamento para depois ser discutido em 2019. O principal é encontrar soluções para as comunidades que não têm eucaristia regular, como podemos enfrentar essa situação.

 

Por mais de três décadas, Krautler dirigiu a Prelazia do Xingu, diocese em formação no Pará, e conquistou destaque internacional por defender a Amazônia e os direitos dos povos indígenas.

 

Procurado pelo GLOBO, Hummes não quis dar entrevista.

 

Em março, o Papa Francisco já havia levantado publicamente a discussão sobre a possibilidade de mudar a disciplina do celibato eclesiástico. Sugeriu que poderia vir à pauta da Igreja o debate sobre a ordenação de Viri probati — ou seja, os homens de fé comprovada — que já fossem casados.

 

— É necessário determinar quais tarefas podem ser confiadas aos homens de fé, sobretudo nas comunidades mais remotas — disse o Pontífice à época.

 

Fonte: O Globo

Foto: Papa Francisco já havia levantado a discussão sobre a mudança na disciplina do celibato – ANDREAS SOLARO / AFP


Revista Colaborativa

O seu maior objetivo é diminuir as distâncias geográficas e de estilos de vidas para um caminho mais rápido ao alcance do conhecimento, divulgar ideias, movimentos, e ações através de uma nova mídia colaborativa na cidade, com informações de causa social, uma revista eletrônica que tem como público alvo internautas com médio e alto potencial ideológico e de consumo para interagir e desenvolver a sua própria subsistência em diversas esferas da comunidade para o bem comum.