Decreto de Temer vai autorizar militares a dirigir caminhões para fora da estrada

1
25 de maio de 2018

Medida foi discutida em reunião no Palácio do Planalto

BRASÍLIA – O presidente Michel Temer vai assinar nesta sexta-feira um decreto para amparar o emprego das Forças Armadas na desmobilização da greve de caminhoneiros. O decreto presidencial, de caráter administrativo, foi discutido na reunião que ainda está em curso no Palácio do Planalto. A partir do decreto, as forças de segurança passarão a efetuar as ações, como, por exemplo, dirigir um caminhão e tirá-lo da estrada.

 

ACOMPANHE a cobertura em tempo real da greve dos caminhoneiros

LEIA TAMBÉMTemer decide usar Forças Armadas para desobstruir rodovias

E MAIS: Mesmo após acordo, caminhoneiros se mobilizam pelo 5º dia em vários estados

Ministro da Justiça notifica associação de postos e de supermercados sobre preços abusivos

 

 

O Comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas determinou a imediata mobilização de todo o efetivo da força logo após o presidente Michel Temer ter feito pronunciamento anunciando formalmente a operação de desobstrução das vias ocupadas pelo movimento de caminhoneiros.

Os três comandantes – Exército, Marinha e Aeronáutica – das Forças Armadas estão reunidos neste momento no Ministério da Defesa para planejar o emprego das tropas na operação ordenada pelo presidente Michel Temer no começo da tarde desta sexta-feira.

 

LEIA MAIS: Acordo é bom para Petrobras e ruim para as contas públicas, avaliam analistas do mercado financeiro

PIS, Cofins, ICMS…Saiba a composição do preço do diesel

 

 

Os homens dos diferentes batalhões espalhados pelo país já foram mobilizados.

 

– O comandante determinou que as áreas fiquem em condições de ser empregadas – disse ao GLOBO um militar ligado ao comando.

 

Fonte: O Globo

Foto: Caminhoneiros parados na porta da REDUC dizem que a greve não acabou apesar do acordo com o governo ontem a noite – Fabiano Rocha – Agência O Globo