2

A Campanha da Fraternidade (CF) é uma iniciativa evangelizadora e pastoral da Igreja Católica Apostólica Romana, em nível nacional, desde 1964, com espírito fortemente evangélico, social e ecumênico.

 

A CF-2017 tem como tema “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”, e como lema “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2,15), cujo objetivo geral é “cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos, à luz do Evangelho”, em resposta a reflexão do Papa Francisco na Carta Encíclica Laudato Si’ sobre o cuidado da Casa Comum.

 

Como parte de seu gesto concreto, convidamos V. Sª. e comunidade a participar conosco deste momento de formação e esclarecimento sobre o Plano Diretor do Município de Rio Claro, bem como seus impactos no meio ambiente da região e na vida do cidadão como um todo.

 

Como cristãos leigos e leigas comprometidos com a Boa Nova do Reino de Deus, colocamo-nos à disposição para agir em defesa de uma cidade sempre mais justa e sustentável, e desta forma, preservando a vida e os biomas locais.

 

O encontro será realizado no dia 31 de agosto, às 19h30, no Santuário Nossa Senhora da Boa Morte e Assunção, localizado na Rua 10 s/nº, entre as avenidas 7 e 9, no Bairro Vila Boa Morte, em Rio Claro/SP, no qual contaremos com a participação de professores e especialistas no tema.

 

Quinta-feira, 31 de agosto às 19:00 – 23:00 – Local: Santuario Boa Morte

 

Compartilhe este convite com toda a sua comunidade.

Em Cristo,

Diác. Edgard de Oliveira Batista e Equipe Diocesana da CF-2017

REALIZAÇÃO:
Diocese de Piracicaba
Equipe Diocesana da Campanha da Fraternidade

APOIO:
SINDINAP – Sindicato Nacional dos Aposentados
MPSP – Ministário Público do Estado de São Paulo

 

1


21013230_1654001134673017_113298544_n

Nessa manhã diretores, professores, funcionários e alunos da Escola Municipal “Benjamim Ferreira” ficaram horrorizados e choraram juntos ao se depararem com os atos de vandalismo e selvageria na depredação de seu local de trabalho, de estudos e de seu segundo lar.

 

Materias escolares e de infra estrutura foram roubados e outros foram destruídos em acessos de selvageria, de muita raiva e ódio por elementos maus, doentios, insanos e perigosos que a Polícia de Rio Claro e todas as autoridades tem a aobrigação de identificar e de punir severeramente, e se menores, responsabilizar seus pais com todos os rigores que a Lei permitir.

 

Fatos como esse se repetem em nossa comunidade a todos prejudicando, e chegou a hora de a isso dar um basta!

 

As autoridades competentes de Rio Claro, devem atuar conjuntamente e de forma responsável, e devem honrar seus salários pagos com o dinheiro da população que merece ser protegida desses marginais a serem punidos exemplarmente para coibir atos dessa natureza.

 

Ser tratado com decência e ter todos os direitos humanos garantidos é para pessoas de bem, pessoas que não fazem o mal para seus semelhantes, bandidos e marginais devem ser identificados, detidos, julgados e condenados com todos os rigores que a Lei e a Justiça permitirem, e para que sirva de exemplo para que outras sementes podres não germinem e nem deem árvores podres. Essa é a realidade doa a quem doer.

 

Os cidadãos e cidadãs de Rio Claro não podem mais ficar a tudo assistindo apenas se lamentando nas redes sociais da internet. Devem usar seus direitos como cidadãos e cidadãs e exigir das autoridades dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário providências enérgicas em casos como esse e muitos outros mais.

 

As destruição nas fotos dessa matéria falam por si sobre a demência, a brutalidade, a insanidade, e a selvageria de seus autores, que devem agora serem identificados e punidos.

 

21013230_1654001134673017_113298544_n 21013466_1654001231339674_125302380_n 21013588_1654001261339671_1205071978_n 21013714_1654001248006339_1507242082_n 21035032_1654001124673018_733645926_o 21039589_1654001214673009_1812349475_n


1

Atentado provocou desespero no bairro turístico de Las Ramblas

 

BARCELONA — Uma van branca avançou sobre a calçada e atropelou vários pedestres nesta quinta-feira, em Barcelona, no bairro turístico de Las Ramblas, de acordo com fontes policiais, deixando dezenas de feridos. Serviços de emergência pedem que as pessoas não cheguem perto da Praça da Catalunha. A área foi fechada e os estabelecimentos comercias da região estão sendo esvaziados. A polícia já trata o ocorrido como ataque terrorista e a mídia local já fala em dois mortos.

 

Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra vários pedestres correndo em desespero pelas ruas da cidade. Outro vídeo mostra um homem no chão sendo socorrido por pessoas a sua volta.

 

 

Segundo a mídia local, o motorista teria fugido a pé. De acordo com a TV3, dois homens armados entraram no restaurante turco Luna de Istambul na parte alta de Las Ramblas após o acidente. Não está confirmado se eles fazem pessoas de refém. De acordo com o jornal “La Vanguardia”, os autores do ataque teriam alugado uma segunda van com o objetivo de fugir após o atropelamento massivo.

 

Os policiais estão evacuando os arredores da Praça Catalunya, e estabeleceram um perímetro de 200 metros, segundo correspondente da AFP.

 

— As pessoas começaram a correr, mas nós não sabíamos o que estava acontecendo. Havia muitas pessoas correndo. Então os policiais começaram a seguir pessoas. Estávamos perdidos, corríamos com três bebês e nos escondemos num restaurante próximo — afirmou a testemunha Daniela Goicoechea, que andava pelo local com três crianças de um, dois e três anos no momento do atentado.

 

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, afirmou no Twitter que está em contato com autoridades depois do incidente.

 

Las Ramblas é uma região turística onde está localizada a mais famosa avenida de Barcelona, La Rambla, que cruza a cidade, ligando a famosa Praça Catalunha ao mar. O atropelamento, ocorrido às 17h05m, num horário de grande movimento, provocou intensa correria.

 

Embora detalhes completos sobre o incidente ainda não estejam disponíveis, desde de julho de 2016 veículos têm sido usados para atropelar multidões em uma série de ataques militantes na Europa, deixando bem mais de 100 mortos em Nice, Berlim, Londres e Estocolmo.

 

Nas últimas semanas, pichações com ameaças contra turistas apareceram em Barcelona, que atrai ao menos 11 milhões de visitantes por ano.

 

Fonte: O Globo

Pessoas atingidas por van esperam por socorro na calçada de Las Ramblas

Reprodução: Twitter


1

Tribunal condenou o deputado em uma ação cível, e não em um processo criminal ou por improbidade administrativa, categorias incluídas na Lei da Ficha Limpa

 

A confirmação, pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), da condenação do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) ao pagamento de uma indenização de 10.000 reais à deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) em uma ação danos morais, divulgada ontem, criou uma oportunidade perfeita àqueles que criam notícias falsas a partir de notícias verdadeiras.

 

Depois que a decisão do STJ veio a público, o site Folha Brasil não demorou a inventar que Bolsonaro, autodeclarado candidato à presidência da República em 2018, não poderia concorrer ao Planalto porque a condenação o tornara inelegível com base na Lei da Ficha Limpa. A informação é falsa.

 

“Acabou! Maria do Rosário tirou Bolsonaro das eleições de 2018”, publicou o blog, que, já depois de o texto ser compartilhado nas redes sociais e replicado por outros sites, mudou o título para a condicional: “Maria do Rosário pode tirar Bolsonaro da disputa eleitoral”. No link da “reportagem”, contudo, o título original permaneceu igual (veja abaixo).

 

Fake news - Bolsonaro 2018

 

 

Veja abaixo a versão original do boato:

 

A nova condenação do deputado federal Jair Messias Bolsonaro no processo movido pela também deputada Maria do Rosário tirou Bolsonaro das eleições 2018 em função das restrições da Lei da Ficha Limpa.

 

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou, nesta terça-feira (15), recurso do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) contra condenação do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) por ofensa à deputada Maria do Rosário (PT-RS). Em 2014, o parlamentar disse que a colega não merecia ser estuprada por ser “feia e não fazer seu gênero”.  “Ela não merece porque ela é muito ruim, porque ela é muito feia. Não faz meu gênero. Jamais a estupraria”, disse Bolsonaro. A decisão foi por unanimidade entre os ministros da 3ª Turma da Corte.

 

Com a condenação em segunda instância, Bolsonaro é considerado formalmente inelegível, nos termos da Lei da Ficha Limpa. Presidenciável que ocupa o segundo lugar do eleitorado, atrás apenas do ex-presidente Lula, nas principais pesquisas de intenção de voto (Ibope, Datafolha etc), o deputado só pode reverter a condição de inelegibilidade caso o o Supremo Tribunal Federal (STF) acolha o recurso que ele deve ajuizar contra o resultado do julgamento.

[…]

 

Quem comemorou a decisão foi o ex-presidente Lula. Com o afastamento de Bolsonaro das eleições ele estatisticamente estaria eleito como o próximo presidente do Brasil. Nos bastidores do Instituto Lula ele teria dito: Agora não tem pra ninguém, o Brasil é nosso novamente.

 

Ao contrário do que diz a lorota, a condenação de Bolsonaro pelo STJ não o torna inelegível pela Lei da Ficha Limpa porque se deu em uma ação cível por danos morais, e não em um processo criminal ou por improbidade administrativa.

 

A lei, criada em 2010 para barrar candidatos com enroscos judiciais, prevê que não possam disputar eleições aqueles “que forem condenados, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado” em dez tipos de crime, incluindo corrupção e lavagem de dinheiro. Neste caso, portanto, a ação cível por danos morais vencida por Maria do Rosário não “tirou” e nem “pode tirar” Bolsonaro da disputa pela presidência.

 

Além desta ação em que foi condenado a pagar 10.000 reais à petista, a declaração de Jair Bolsonaro de que a colega não merecia ser estuprada porque “ela é muito feia” levou o Supremo Tribunal Federal (STF) a aceitar denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra ele pelo crime de incitação ao crime de estupro, cuja pena varia de três a seis meses de prisão, além do pagamento de multa.

 

Mesmo que seja condenado pelo STF, um órgão colegiado, neste processo criminal, contudo, Bolsonaro não ficará inelegível. Segundo o advogado criminalista Gustavo Badaró, o delito do qual o parlamentar é acusado pela PGR é enquadrado no Código Penal como “crime contra a paz pública”, categoria também não prevista de punição pela Lei da Ficha Limpa.

 

Fonte: Veja


1

Saiba o que querem os diferentes segmentos da direita radical americana

WASHINGTON – A cidade de Charlottesville, no estado da Virgínia nos Estados Unidos, foi o epicentro de um protesto da extrema direita americana organizado por grupos de ideologia supremacista branca no fim de semana. Homens carregando bandeiras dos Estados Confederados da América, que representa os estados sulistas nos EUA na época da Guerra Civil, caminharam lado a lado com simpatizantes neonazistas e da Ku Klux Klan contra a retirada de uma estátua do general Robert E. Lee, herói de movimentos escravocratas, de um parque da cidade.

 

O evento foi nomeado pelos participantes de “Unir a direita”, como uma tentativa de reunir conservadores radicais contra o avanço de ideais progressistas. As manifestações foram tomadas por violência, e o governador do estado, Terry McAuliffe, declarou estado de emergência. Mas quem são os nacionalistas brancos e o que querem?

 

O QUE É NACIONALISMO BRANCO?

 

O termo surgiu como um eufemismo para supremacia branca: a crença de que pessoas brancas são superior a outras etnias e, portanto, deveriam dominar a sociedade, segundo Oren Segal, diretor da Centro sobre Extremismo da Liga Antidifamação. Os apoiadores da ideia também atuam sob outros nomes, como “alt-right” (direita alternativa), identitarianos e realistas raciais — as nominações são apenas “um novo nome para esse velho ódio”, afirma.

 

Richard Spencer, presidente do Instituto de Política Nacional, é conhecido por conceber o termo “alt-right”.

 

— Não uso o termo nacionalista branco para me descrever — esclarece. — Gosto do termo “alt-right”. Há uma abertura a isso, e é imediatamente compreensível. Viemos de uma nova perspectiva.

 

Outros grupos supremacistas brancos incluem a Ku Klux Klan e neonazistas. Mas a maioria dos supremacistas não são afiliados a grupos organizados, indica Segal. Alguns evitam se distanciar de associações reconhecidas como grupos de ódio, como a KKK. Segundo o especialista, isso dificulta o rastreamento desses indivíduos e indica uma tendência a flexibilidade desses grupos extremistas.

 

Apesar das diferenças, o objetivo é o mesmo: construir um Estado branco onde haja separação étnica, já que, para eles, a diversidade é uma ameaça. Especialistas destacam a vitimização como elemento-chave dos movimentos supremacistas:

 

— Há uma sensação de que os brancos estão sob cerco e sendo deliberadamente despojados por elites hostis que esperam guiar uma nova ordem multicultural — indica George Hawley, cientista político da Universidade de Alabama.

 

QUE IDEAIS DEFENDEM?

 

Segundo Heidi Beirich, diretora do Projeto de Inteligência do Southern Poverty Law Center, que monitora grupos de ódio e extremistas, supremacistas brancos defendem genocídio e limpeza étnica sob um sistema de governo tirânico. Para ela, a visão de futuro desses indivíduos para os Estados Unidos se parece com o que o país era por volta de 1600, ou até antes.

 

— Todos os direitos civis para não-brancos seriam removidos — indica a especialista em entrevista à CNN. — Todo poder político estaria nas mãos de pessoas brancas, em particular homens brancos porque esse movimento é extremamente masculino e, muitos diriam que é um movimento toxicamente masculino. Eles têm visões bem retrógradas sobre o que as mulheres devem fazer.

 

Segundo especialistas, a possibilidade de uma sociedade assim realmente se desenvolver é extremamente remota:

 

— Uma liderança política real está tão longe da realidade que não se encontra muito na maneira como documentos de políticas da “alt-right” detalham instruções sobre diferentes agências governamentais — avalia Hawley.

 

QUE TIPO DE AMEAÇA REPRESENTAM?

 

Como muitos não se afiliam a grupos organizados, é difícil mensurar a dimensão da ameaça que os supremacistas representam. A direita alternativa, por exemplo, não tem organização formal, e muitos atuam de maneira anônima e virtual, segundo Hawley. Já Segal indica que o movimento parece crescer, com mais adesões ao engajamento na internet que resultam na promoção de eventos como a marcha em Charlottesville. De acordo com Beirich, há mais de 900 grupos de ódio nos Estados Unidos, ante 600 em 2000.

 

— Eles querem ganhar vantagem no atual clima político, que sentem que é sem precedentes para dar boas vindas a suas visões de mundo — indica Segal. — O resultado da marcha de Charlottesville e outros eventos este ano vão dar uma ideia clara do quão bem recebidas essas visões são, e vão, sem dúvida, ajudar a moldar os planos para os próximos meses.

 

E AINDA: Democratas e republicanos criticam Trump sobre protesto na Virgínia

 

Filha de Trump denuncia ‘supremacia branca e neonazistas’

 

Charlottesville: campanha levanta US$ 100 mil para família de vítima

 

Ele afirma que extremistas de todos os tipos são sempre uma ameça, “mas quando qualquer grupo extremista se sente encorajado, isso é um sério motivo para preocupação. Muitos dos participantes do “Unir a direita” se sentem representados pelos comentários controversos do presidente americano Donald Trump sobre imigrantes, muçulmanos e mexicanos. Os supremacistas se sentem validados e de que podem fazer parte do sistema político.

 

— A história das últimas décadas de supremacia branca no país é de que eles viam tanto republicanos como democratas como uma perda de tempo. Em outras palavras, a política era um fim morto para eles. Mas tudo mudou com Trump — afirma Beirich.

 

O presidente fez comentários sobre a violência em Virgínia que foram alvos de críticas, pois ele não condenou especificamente os ataques supremacistas:

 

“Nós condenamos nos termos mais fortes possíveis essa escandalosa demonstração de ódio, intolerância e violência de muitos lados, muitos lados” disse o presidente no sábado.

 

Fonte: O Globo

Foto: Mykal McEldowney


1

Último aumento ocorreu em dezembro de 2015. Combustível e manutenção estão entre justificativas da empresa.

 

A partir desta segunda-feira (14) a tarifa de ônibus urbano em Rio Claro (SP) sobe para R$ 3,80, sendo um reajuste de 8,57% após 19 meses.

 

O aumento da tarifa, que antes era de R$ 3,50, foi aprovado após uma reunião da empresa que presta o serviço de transporte coletivo, a Rápido São Paulo, com o Conselho Municipal de Mobilidade Urbana e Sistema Viário.

 

Motivos

 

De acordo com a empresa, entre os motivos que influenciaram o reajuste estão o aumento dos materiais e serviços que incidem sobre o cálculo da tarifa, como o óleo diesel, lubrificantes de pneus, manutenção de partes dos veículos.

 

O cálculo da inflação acumulada de dezembro de 2015, último aumento da tarifa, a junho de 2017 para definir o novo valor foi feito com base no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

 

Fonte: G1

Foto: Marcelo Santos


lgbt-rioclarosp

O Sujinhos bar nesse último sábado (05) em parceria com a K.O – A Estreia, os idealizadores

 

Lucas Caetano – Yuri Apolinario realizaram uma festa maravilhosa para todos os amores e gostos.

 

A festa foi linda de se ver! Rs ;)

 

Confiram um dos posts maravilhosos pouco antes da festeeeenhaw começar \0/ \0/ \0/ ;) Rss

 

É HOJE MENINXXXXXXXXXSSSSS!!!!!!!!!

Vocês prepararam a raba????????

Últimos avisos pra todo mundo curtir gostosinho:
1- Respeitam o/a coleguinha, ok gente? respeito é fundamental! e NÃO é NÃO!
2- Cheguem cedo pra aproveitar todos os momentos da festa! Preparamos todas as músicas com muito amor pra agradar todo mundo 
3- LEVEM GLITTER!

Espero todos e todas bem lindxs!!!!!!!!!!!!   

 

Lucas Caetano – Yuri Apolinario

3

lgbt-rioclarosp

A Festa de fato deu o que falar, até agora não é mesmo?! Rss :)

 

Os dois artistas e produtores Lucas Caetano – Yuri Apolinario, apresentaram um show e demonstraram muito talento e sucesso, foi a verdadeira amostra de como é possível fazer acontecer a mudança com o amor e praticar a tolerância em todas as suas formas, um espetáculo, e nós da Rio Claro Online não poderíamos deixar de divulgar esse evento perfect!

 

Rio Claro/SP mais uma vez agradece por eventos assim, e que possam colaborar cada vez mais, voltados para a comunidade e espaços acessíveis LGBTT’s.

8b55613f-16c4-4819-a6f3-dba4993d5dfe

1

6

 

Os eventos LGBTT’s na cidade são importantes e merecem respeito, aqui fica a nossa singela cobertura e agradecimentos á todos os envolvidos. #RIOCLAROSPLGBTT’S

 

Até a próxima #movimentobrasileitolgbt

Clique aqui e veja mais sobre a festa… ;)


equinocio2017

CAROS AMIGOS, A PRODUÇÃO DO EVENTO vem através dessa NOTA OFICIAL comunicar que o XVI ENCONTRO DE ROCK DO EQUINÓCIO MUDOU DE LOCAL devido a um acontecimento ocorrido há 1 mês atrás (Primeiro incêndio ocorrido na Estação Ferroviária, antes ainda do incêndio que atingiu a Associação Novos Tempos Dos Catadores de Reciclagens que estava localizada dentro da área da Estação, o ocorrido não foi divulgado pelas mídias) que desestabilizou a estrutura elétrica da Estação Ferroviária de Rio Claro, e o Palco foi invadido e atearam fogo, destruindo toda a sua infraestrutura.

 

Conforme os últimos acontecimentos na cidade de Rio Claro, a Secretária de Turismo se comprometeu em arrumar a Estação para que no ano de 2018, a produção do Evento Equinócio possa voltar a realizar e a ocupar o espaço público, social e histórico da Estação Ferroviária como de costume em todos os anos anteriores.

 

Devido a essa situação lamentável, e para melhor atender as bandas e todo o pessoal que comparece todos os anos

O EVENTO SERÁ REALIZADO NO ESPAÇO LIVRE DO LAGO AZUL

 

Lembramos a todos, que o Evento Equinócio não é uma Entidade subvencionada pela prefeitura, o Evento surgiu há 16 anos atrás como uma parceria da população com o poder público, e lembramos também que o evento é pioneiro em abrir espaço e incentivar produtores iniciantes, bandas, juventude e a Cultura na cidade de Rio Claro/SP

 

A cada ano que passa está mais difícil realizar Eventos desse porte na cidade de Rio Claro, a resistência e a luta continua. Vamos animar!

 

Agradecemos a colaboração de todos na divulgação e apoio ao evento que já se tornou parte da Agenda Cultural de Rio Claro.

 

Agradecemos a Secretaria de Turismo e ao Sr. Ronald Penteado (secretário de turismo de Rio Claro) que tem contribuído para a realização plena do evento.

 

Vamos arrecadar caixinhas de leite para a comunidade rioclarense, contamos com vocês!

 

Dia 16 de Setembro a partir da 13:00hrs aguardamos você e a sua turma no

Lago Azul – Rio Claro/SP

 

Obrigado.

 

Força galera!

 

Assessoria de Imprensa

WhatsApp (19) 9 9801.7240

contato@rioclaroonline.com.br

 

NOVO EQUINOCIO 2017


1

Você até não podia saber, mas segundo a psiquiatria, já existe uma espécie de tabela que pode medir o nível de maldade de alguém.

 

Segundo esse índice, é possível avaliar se um indivíduo seria capaz ou não de tirar a vida de outra pessoa, por exemplo.

 

Esse tipo de metragem, foi desenvolvido pelo psiquiatra norte-americano Michael Stone, que pertence a Universidade de Columbia.

 

E segundo ele, é possível detectar até 22 níveis diferentes de maldade em um indivíduo. Confira agora cada um deles, e descubra qual é o seu!

 

01

Nível 1- Legítima Defesa

 

O primeiro nível desta tabela, é o denominado como legítima defesa. Neste caso estamos falando de um indivíduo que não possui nenhuma desordem psiquiátrica, mas que seria capaz de eliminar qualquer um de seu caminho, caso se sentisse realmente ameaçado.

 

Nível 2- Passional

 

Talvez a maior parte da população realmente esteja nesse nível. O nível 2, comporta pessoas que geralmente são capazes de se tornais frias e agir com maldade quando sentem ciúmes por exemplo. Pessoas com esse nível de maldade, são egocêntricas, possessivas ou apenas imaturas. Quando o “sangue ferve” podem tomar atitudes ruins, as quais podem se arrepender tempos depois. Esse individuo por outro lado não possui nenhum quadro de psicopatia.

 

Nível 3- Cúmplices voluntários

 

As pessoas que possuem o 3° nível de maldade, são indivíduos que possuem traços antissociais, não se dão bem com qualquer pessoa, e sempre preferirão fazer uma atividade sozinhos do que em grupo.

 

Essas pessoas tendem a se tornar cúmplices voluntários de pessoas que realmente gostam de fazer maldades, por isso essas pessoas acabam colaborando facilmente com atitudes cruéis, apesar de nunca tomar a iniciativa para isso.

 

Nível 4- Defesa após provocação

 

Apesar do título deste nível aparentar-se de certo modo inocente, o que realmente acontece, é que as pessoas que possuem o 4° nível de maldade, são aquelas que realmente gostam de provocar, com o objetivo de agir logo após qualquer reação de sua vítima.

 

Por esse motivo, até pode parecer que se trata de uma legítima defesa, mas na realidade tudo foi arquitetado para ocorrer dessa forma.

 

02

Nível 5- Desespero e trauma

 

Esse nível pertence a aqueles que sofreram grandes traumas em suas vidas, ou se quer passaram por situações aflitivas e desesperadoras. Como consequência esse indivíduo passa agir com maldade, apresentado remorso após as suas ações.

 

Nível 6- Explosão de raiva

 

Literalmente o que acontece com as pessoas desse nível é uma explosão de raiva repentina, e durante esse momento, coisas cruéis podem acontecer por impulso.

 

Nível 7- Narcisistas

 

Assim como as pessoas que agem por legítima defesa, esses indivíduos também são capazes de passar sobre qualquer um, porém por outros motivos.

 

Neste caso não precisa ser a sua vida que se encontra ameaçada, mas sim qualquer coisa ou objeto que seja considerado seu. Uma pessoa que é capaz de matar um assaltante por exemplo, mesmo após a sua vida não estar em risco, pelo mero fato dele ter te levado alguns trocados, já se encaixaria nesse nível de maldade por exemplo.

 

05

Nível 8- Mágoas

 

Neste nível encontramos as pessoas que guardam mágoas profundas, e que podem durante uma explosão de nervos, simplesmente agir em prol de sua vingança e mágoa.

 

Nível 9- Amantes ciumentos

 

Bem, nós já falamos aqui que o ciúme pode levar alguém a cometer atos cruéis. Porém nesse caso, estamos falando de pessoas que possuem um certo grau e sinais de psicopatia.

 

Isso quer dizer, que esse indivíduo é capaz de cometer atos terríveis motivado por seu ciúmes. Geralmente relacionamentos abusivos, são compostos por pessoas que tem esse nível de maldade.

 

Nível 10- Egocêntricos

 

Esse indivíduo pode cometer maldades por uma série de fatores, mas a grande característica que o diferencia dos demais, é o fato de ser capaz de prejudicar quem está em sua volta, caso seja preciso para se defender.

 

Isso inclui dizer, que essa pessoa prejudica testemunhas de sua maldade, tornando a crueldade um ciclo sem fim.

 

03

Nível 11- Sem escolher

 

Aqui já entramos no grupo dos psicopatas, e nesse nível o indivíduo é capaz de fazer mal a qualquer um que tem potencial de atrapalhar os seus planos.  E ela a passa aos poucos, a revelar a sua real personalidade.

 

Nível 12- Sede de poder

 

Pessoas extremamente ambiciosas, e que são capazes de eliminar qualquer um em seu caminho que possa lhe impedir de chegar ao topo.

 

Nível 13- Bizarros

 

Pessoas psicopatas, violentas e bizarras estão neste nível. Aqui o indivíduo transborda a sua crueldade quando tem explosões de fúria, podendo agir normalmente em outras situações.

 

01

Nível 14- Cruéis

 

Psicopatas minimalistas, calculistas e que planejam nos mínimos detalhes as suas maldades se encontram no nível 14.

 

Nível 15- Estragos em série

 

O objetivo da pessoa que se encontra nesse nível, não é atingir ou causar mal a uma única pessoa em especifico. Na realidade o que ele mais deseja, é causar o maior estrago possível, a quanto mais gente puder.

 

Nível 16- Múltiplos

 

O psicopata gosta de ter vários atos de violência em série. Aqui no nível 16, além da quantidade de pessoas que se atinge, uma outra prioridade deste indivíduo é conseguir fazer uma maldade diferente com cada uma delas.

 

03

Nível 17- Sexualmente perverso

 

O motivo neste nível é especificado. Pessoas que agem em prol de seus desejos sexuais doentios se encontram nesse nível. Geralmente estamos falando de estupradores em série, que são capazes de assassinar as suas vítimas apenas para não serem descobertos.

 

Nível 18- Assassino torturador

 

A única motivação de sua vida é matar. Mas não antes de causar extrema dor e angústia. E é por isso, que as pessoas do nível 18 de maldade, não apenas matam suas vítimas, como também sentem prazer em tortura-las anteriormente.

 

Nível 19- Torturador estuprador

 

Esse tipo de psicopata não necessariamente precisa matar as suas vítimas. O seu prazer está intimamente relacionado ao momento que passa torturando-as e também abusando delas sexualmente.

 

02

Nível 20- Torturador psicótico

 

O torturador psicótico sente prazer exatamente em torturar, essa pessoa gosta de ouvir gritos de dor e sofre com surtos psicóticos.

 

Nível 21- Torturadores Sádicos

 

O torturador sádico tortura a sua vítima até não poder mais. Ele não comete assassinato, mas só porque gosta da sensação de poder fazer tudo de novo.

 

Nível 22- Assassinos torturadores

 

Agem prioritariamente por perversão sexual, mas realmente sentem prazer não apenas em abusar, e sim em torturar e matar as suas vítimas.

 

E então queridos leitores, de todos os 22 níveis, qual deles é o seu? Conta pra gente aqui em baixo pelos comentários.

 

Fonte: Fatos Desconhecidos


1

G1 detalha caminho que policiais percorrem pelos cantos mais sombrios da internet atrás de criminosos. Em 7 meses de 2017, PF fez mais prisões em flagrante do que 2016 inteiro.

 

Em sete meses de 2017, a Polícia Federal prendeu em flagrante mais suspeitos de compartilhar pornografia infantil na internet do que em todo ano de 2016. Os rastros deixados são virtuais e eles são a base da investigação dos policiais.

 

O G1 conversou com integrantes da PF. Eles descreveram como a entidade vasculha a Dark Web, a internet profunda, em busca dos computadores dos acusados para tirar da internet potenciais abusadores.

 

Na última semana de julho, a Operação Glasnost prendeu 27 pessoas em flagrante, o que levou o número de detidos no ano para 81. Em 2016, foram 75.

 

“Disseminação de material pornográfico na internet é um crime cibernético, mas não puramente cibernético. O meio é cibernético, mas o crime é outro”, diz o delegado Otávio Margonari, do Grupo de Repressão ao Crime Cibernético (GRCC) de São Paulo.

 

“Quando se investiga a divulgação, vem a produção, o estupro de vulnerável e a posse.”

 

O que é feito antes da prisão dos criminosos?

 

A prisão de suspeitos em flagrante é o ápice da operação e não ocorre sem que a PF identifique que o acusado possui em seus dispositivos algum registro de fotos ou vídeos – vale até imagens apagadas – de crianças ou adolescentes nus ou em situações íntimas.

 

E isso depende da tecnologia. Mas até chegar lá, os policiais têm de navegar pelos cantos mais sombrios da internet.

 

“As pessoas que se envolvem nesse tipo de crime procuram garantir o sigilo na maior parte do tempo. Mas tem gente que não se importa com isso, acha que, se está em casa ou no escritório, ninguém vai se importar. Geralmente os distribuidores são mais cuidadosos”, conta Evandro Lorens, diretor da Associação dos Peritos Criminais Federais (APCF).

 

Membro do Serviço de Perícias em Informática (Sepin) do Instituto Nacional de Criminalística, Lorens contou ao G1 como a investigação é feita, da identificação dos alvos até a análise em laboratório dos equipamentos apreendidos.

 

2

 

Como é feita uma ronda virtual?

 

Primeiro, a PF monitora redes de compartilhamento na internet “peer-to-peer” (P2P), em que um arquivo é enviado de usuário a usuário, em vez de partir de um servidor central, como ocorre em serviços de streaming ou de download de empresas de conteúdo.

 

Durante essa ronda virtual, a polícia encontra de tudo. “Tem o cara que é curioso, que só quer ver foto e não tem contato com criança. Em geral, não é gente com muito conhecimento em informática, tem gente que troca imagem por e-mail, que é muito fácil de rastrear. E tem os caras mais agressivos e com mais conhecimento técnico”.

 

Lorens conta que o monitoramento passa a abranger outras plataformas conforme se tornam populares. Isso inclui os serviços na Dark Web, cujo acesso necessita de programas especiais pois os endereços são ocultos para mecanismos de busca.

 

“Lá, como eles se sentem mais confortáveis, porque sabem que a sua autoria está escondida, acontecem coisas mais graves”, diz o delegado. “Muitos são abusadores de crianças, produzem filmes, colocam lá para os outros, esperando o outro para fazer a mesma coisa.”

 

Ele conta que a troca de material ocorre por meio de fóruns, em que os participantes são ranqueados conforme o volume de fotos e vídeos enviados. “Quem publica mais tem mais moral perante os outros. Aí para mostrar que ele é bom mesmo e que ele se dedica àquele fórum faz as crianças segurarem plaquinhas com os nomes do fórum.”

 

As imagens trocadas pelos monitorados compõem um banco de dados. “Não é um Big Brother gigante, que pega tudo que está acontecendo”, comenta o perito, mas “é o coração do sistema” e o que estiver lá será usado para pegar suspeitos em flagrante.

 

“É muito agressivo ficar olhando para aquelas fotos, aqueles vídeos”, diz Margonari. “Você olha meio de lado, sabe que é pornografia infantil, tem bebê, umas coisas absurdas, mas isso é a materialidade, o que estou buscando é saber a autoria, quem está publicando aquilo.”

 

“Além de monitorar tráfego P2P, monitora troca de informação via chat e consegue identificar situações críticas de risco”, diz Lorens. Ele lembra que, durante os preparativos para a Operação Darknet, de 2015, agentes captaram uma conversa de um suspeito que dizia estar esperando a mulher grávida de oito meses dar à luz para abusar da criança.

 

Tem hora que não dá para esperar

 

“Nesses casos, quando a conversa é crível, a gente tem que antecipar a situação”, diz. “Antes de operações há micro operações para evitar ações em curso. Se o estuprador está abusando da criança, a gente não vai esperar.”

 

O monitoramento deixa de ser puramente virtual quando os policiais percebem que o crime pode ter repercussão internacional, com efeitos em outros países. Vira uma investigação quando obtêm informações como número de IP ou endereço físico dos suspeitos.

 

Segundo o delegado Margonari, a PF já tem ferramentas para identificar, em uma casa com vários internautas, quem foi o responsável por um download suspeito.

 

“As técnicas de investigação estão evoluindo. No passado, era raro conseguir um negócio desses. A gente sabia, na melhor das hipóteses, se aquela conexão tinha publicado material pornográfico infantil. Mas quem era? Putz, podia até ser que tivesse um Wi-Fi e o vizinho estivesse usando.”

 

Mas ele não abre como a mágica ocorre: “Se souberem como eu consegui chegar à identidade deles, vão mudar a técnica. Preciso aproveitar o que eu desenvolvi. Como? Não vou te contar”.

 

A hora da operação

 

A partir daí, a PF identifica alvos de uma futura operação e monitora o tráfego de internet deles. Durante as operações, os agentes encontram as mais diversas recepções.

 

“Quando escutou que era a polícia entrando, o cara engoliu um pen-drive. Foi o primeiro engolido cibernético da história. E ele foi preso, porque tinha mandato para ele. Ficou todo mundo esperando ele cagar pra mandar aquele pen-drive para a perícia”, diz Margonari. “Um cara jogou o computador pela janela, quebrou toda a tela, o perito foi lá, pegou o HD, espetou na máquina e tinha muita coisa.”

 

O objetivo é deter suspeitos contra quem pesam fortes evidências e apreender equipamentos que, depois de passar por análise, podem fornecer provas. Mas a PF criou um equipamento para conseguir fazer prisões em flagrante. É um software que procura no disco rígido do suspeito por imagens suspeitas. Primeiro, ele vê se a máquina possui alguma dos 2 milhões de arquivos do banco de dados. Depois, indica se há imagens que possam caracterizar pornografia infantil –um de seus trunfos é conseguir identificar se há fotos ou vídeos com alta exposição de pele de pessoas com pequena complexão física.

 

Até imagens apagadas são listadas. Se um arquivo for sobreposto a imagens deletadas, no entanto, a ação fica mais complicada, conta Lorens.

 

Tecnologia caseira

 

O nome oficial do mecanismo é Localizador de Evidências Digitais. Ele foi criado pelo perito Wladimir Leite em 2010. A criação de tecnologia dentro de caso para combater o crime é outra característica da PF.

 

“Na Operação Hashtag, não usamos nenhuma ferramenta comprada no mercado. Era tudo caseiro”, conta o delegado Margonari. Na prática, todos os grupos regionais da PF podem criar ferramentas. Mas é o Setor de Perícia de Informática, de Brasília, o responsável por centralizar a padronização de ferramentas vindas de todo o Brasil.

 

Um dos exemplos é o Iped, um sistema criado para extrair e indexar grandes massas de dados, criado para suprir uma demanda da Lava Jato. Já há serviços privados que separam conteúdo e classificam informações de um HD, mas eles não conseguiriam trabalhar na velocidade necessária para abastecer a investigação. “O peritos fizeram as contas e concluíram que passariam anos rodando a ferramenta initerruptamente”, diz Lorens. “O Iped é 20 mais rápido.”

 

E completa: “Quando não há ferramenta de mercado, fazem a concepção do zero”.

 

Fonte: G1


1

“A denúncia contra mim não passa de uma fraude.” Dita em abril no ano passado por Dilma Rousseff, a frase ecoa hoje no Palácio do Planalto, onde Michel Temer tem reeditado o discurso de sua antecessora com a ameaça de ser afastado do cargo.

 

Como ela, diz considerar a situação uma injustiça e afirma que não renunciará. Sob pressão, também tem escorregado em gafes, como ter chamado os russos de “soviéticos”.

 

Veja algumas dessas repetições e gafes, levantadas pela Folha de S. Paulo.

 

DIGA AO POVO QUE FICO

 

MICHEL TEMER
“Não renunciarei, repito, não renunciarei. Sei o que fiz e sei da correção dos meus atos.”
18.mai.17, em declaração à imprensa

 

DILMA ROUSSEFF
“Jamais passou a renúncia pela minha cabeça. A renúncia passa pela cabeça deles, não pela minha”
10.mai.16, na cerimônia de abertura da 4ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres

 

RETROCEDER NUNCA, RENDER-SE JAMAIS

 

MICHEL TEMER
“É claro que há um problema sério no país, vocês sabem disso. Há questões as mais variadas, que muitas vezes visam a desprestigiar a classe política. E todos precisamos resistir. Eu tenho resistido o quanto posso”
18.abr.17, em café da Manhã no Palácio do Alvorada

 

DILMA ROUSSEFF
“O que nós iremos fazer é resistir, resistir e resistir”.
5.mai.16, em entrevista para a “BBC”

 

JUSTIÇA SEJA FEITA

 

MICHEL TEMER
“Mas eu quero agradecer a eles [deputados governistas], porque eles, nas orações que fizeram, revelaram a indignação com a injustiça. Não só injustiça com o fato em si, mas injustiça com que se faz com o Brasil”
11.jul.17, em discurso durante lançamento do Programa Nacional de Regularização Fundiária

 

DILMA ROUSSEFF
“Eu sou a prova da injustiça. Eles estão condenando, nesse impeachment, uma pessoa inocente”
6.mai.2016, em discurso em visita a Estação de Bombeamento em Cabrobó

 

COMIGO, NÃO

 

MICHEL TEMER
“Os senhores sabem que eu fui denunciado por corrupção passiva. Notem, vou repetir a expressão, corrupção passiva a essa altura da vida, sem jamais ter recebido valores. Nunca vi o dinheiro e não participei de acertos para cometer ilícitos”
27.jun.17, em declaração à imprensa

 

DILMA ROUSSEFF
“Não cometi crime de responsabilidade. Não há razão para um processo de impeachment. Não tenho contas no exterior. Nunca recebi propinas, jamais compactuei com a corrupção”
12.mai.16, em pronunciamento à imprensa

 

FICÇÃO E REALIDADE

 

MICHEL TEMER
“Eu digo, meus amigos, minhas amigas, sem medo de errar, que a denúncia é uma ficção”
27.jun.17, em declaração à imprensa

 

DILMA ROUSSEFF
“A denúncia contra mim em análise no Congresso Nacional não passa de uma fraude, a maior jurídica e política da história de nosso país”
16.abr.16, em discurso nas redes sociais

 

VITAMINADO

 

MICHEL TEMER
“A minha disposição não diminuirá com ataques irresponsáveis à instituição Presidência da República, não quero ataques a ela, e muito menos ao homem Michel Temer”
27.jun.17, em declaração à Imprensa

 

DILMA ROUSSEFF
“Eu tenho a disposição de resistir. Resistirei até o último dia”
10.mai.16, na cerimônia de abertura da 4ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres

 

FORÇAS OCULTAS

 

MICHEL TEMER
“Querem parar o país, parar o Congresso Nacional num ato político com denúncias frágeis e precárias”.
27.jun.17, em declaração à imprensa

 

DILMA ROUSSEFF
“Querem revogar direitos e cortar programas sociais como o Bolsa Família e o Minha Casa Minha Vida. Ameaçam até a educação pública”
16.abr.16, em discurso nas redes sociais

 

GAFES

 

MICHEL TEMER

UMA VEZ COMUNISTA, SEMPRE COMUNISTA
“O deputado federal Darcísio Perondi (PMDB-RS) esteve lá e verificou o interesse de empresários soviéticos [a União Soviética acabou em 1991] e noruegueses pelo que está acontecendo no país”
26.jun.17 em discurso na Sanção da Lei que Regulamenta a Diferenciação de Preço

 

TROCANDO AS BOLAS
“Hoje, uma reunião com vossa excelência e mais adiante com o parlamento brasileiro e um pouco mais adiante com sua majestade, o rei da Suécia”
23.jun.17, em discurso em visita oficial à Noruega

 

DILMA ROUSSEFF

 

IVONE OU IVETE
“Nós estamos aqui construindo as condições para que o Rio de Janeiro seja essa cidade fantástica para se viver, porque tem uma alegria que está na representação da dona Ivete Lara… Ivone Lara, desculpa dona Ivone
1º.mar.15, em discurso na Entrega das Medalhas 1º de Março

 

RORA… O QUÊ?
“De fato, Roraima é a capital mais distante de Brasília, mas eu garanto para vocês que essa distância, para nós, só existe no mapa. E aí eu me considero hoje uma roraimada, no que prova que eu estou bem perto de vocês”
7.ago.2015, em discurso na entrega de moradias do Minha Casa, Minha Vida em Boa Vista

 

Fonte: Fabio Campana

Foto: Blog do Márcio Rangel


1

Após praticamente finalizar o prédio da Unidade de Saúde da Família do Jardim Santa Elisa, a prefeitura de Rio Claro retomou nesta semana uma segunda obra que também estava paralisada. “É o nosso comprometimento com a população, que via nestas obras paradas um verdadeiro desrespeito e a má utilização do dinheiro público”, comentou o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria na tarde de sexta-feira (28) durante visita à construção da Unidade de Saúde da Família do São Miguel, que estava paralisada há mais de ano.

 

“Além de sabermos que teremos o privilégio de contar com um posto de saúde em frente de casa, ficamos felizes em ter de volta a sensação de segurança, pois isto aqui era invadido para consumo de drogas e tudo o mais”, relata o morador João Ricardo.

 

Além dessas unidades do Santa Elisa e do São Miguel, existem outras quatro unidades de saúde à espera de conclusão, cujas obras foram abandonadas pelo governo municipal anterior, embora tenha recebido R$ 3,2 milhões da União para realizar o serviço. O Ministério da Saúde cobrou do município a devolução dos recursos ou o término das obras. “Temos que terminar as obras ou devolver os R$ 3,2 milhões investidos pelo Ministério da Saúde”, informa o secretário municipal de Saúde Djair Francisco.

 

As unidades em construção estão localizadas nos bairros Jardim Santa Elisa, São Miguel, Bela Vista, Jardim Progresso, Jardim Brasília 1 e Vila Verde/Mãe Preta.

 

Desde o início deste ano a Saúde passou a ser prioridade para a prefeitura. Outras iniciativas estão em andamento com o programa Mais Saúde, como as carretas da saúde, que serão instaladas no Espaço Livre da Avenida Visconde do Rio Claro, e algumas já implantadas, como a Farmácia Todo Dia, que atende também nos feriados, sábado e domingo.


1

No final da manhã desse último domingo (23), um espaço, voltado ao armazenamento de materiais recicláveis dentro da Área da Estação Ferroviária, denominado Associação Novos Tempos Dos Catadores de Reciclagens foi alvo de um incêndio.

 

O Corpo de Bombeiros e Defesa Civil se fizeram presentes no local e trabalharam no combate às chamas.

 

2

3

4

5

6

8

9

 

A Rio Claro Online entrou em contato com a Defesa Civil e foi informado que o fogo teve início nas proximidades da Estação Ferroviária e que infelizmente acabou se alastrando muito rápido até o depósito com materiais recicláveis.

 

A causa do incêndio ainda está sendo apurada. Não houve feridos.

 

A Estação Ferroviária compreende uma área grande, cerca de aproximadamente 7 ha

 estacao02estacao04

estacao05

 

 

A Rio Claro Online colheu comentários e perguntas pertinentes de algumas pessoas a respeito do Incêndio:

 

“Hoje fui na Futura Associação Novos Tempos dos catadorees de Reciclagem que agora precisam do povo de Rio Claro com material reciclavel ao lado do ECO PONTO DO INOCOOP..
Receberam a cesta verde através da Secretaria Assistência Social as 24 famílias… agora precisam de uma solução rápida e definitiva e atuante das Secretarias para poderem trabalhar e aumentar a renda …

Colaborem junto com a Presidente Jozilma e Luci Bonatti

“Hoje fui verificar a situação do local em que a Associação Novos Tempos de Catadores de Reciclagem estão ao lado do ECO PONTO DO BAIRRO INOCOOP, precisam de toda ajuda de Rio Claro apos este incendio que ocorreu na Av 8 A … precisam de agua… telhas… blocos.

Cimento… areia… Agua …

Precisam agora de material para poderem vender e conquistarem o salario das 24 familias que pagam aluguel… agua e outras despesas… Tenho que agradecer o apoio do Secretario de Segurança Bellagamba ..

Secretaria de Assistencia Social … Sepladema Penteado … mas o que realmente agora neste momento é decisão de ajudar e fazer o Barracao para estas mulheres e homens poderem conquistarem mais espaços …mas sem mais demora do poder publico..

Agora é decisão para a conclusão… Porque todos tem o sonho de crescer…. e Estarei com todos.. Presidente Jozilma e Luci Bonatti ..

Compartilhem todos precisam conhecer

Maria Do Carmo Guilherme

a11

 

 

“Esse incêndio está na cara que foi algo criminoso (…)”

Sandra Regina

 

“A Base da PM está instalada já faz um mês praticamente na Av.1 Rua 1, e o que aconteceu? Ninguém viu nada antes do fogo se alastrar? Onde estão as câmeras de segurança nessa região? Só deram conta do fogo a hora que a fumaça já estava negra no céu de Rio Claro, se via  há distância!”

José Abilio

 

“O desespero foi total, estava tomando o ônibus com a minha mulher e menina de 3 anos e a fumaça preta vindo forte em  direção a toda a Estação, não sabíamos o que seria, só´pensei em sair dali o mais rápido possível.”

Paulo César

 

INDIGNADA!!!!! INCÊNDIO CRIMINOSO NA ASSOCIAÇÃO DOS CATADORES DE RECICLÁVEIS DE RIO CLARO, NOVO TEMPO!!!!!

TANTAS FAMÍLIAS SAÍRAM DOS ATERROS POR ESSA ASSOCIAÇÃO E ASSIM QUE RIO CLARO AGRADECE…. SINTO NOJO E VERGONHA!

Luci Bonatti CONTA COMIGO VAMOS ARRECADAR ALIMENTOS E ROUPAS, PQ NÃO TEMOS A OPÇÃO DE DESISTIR…. VOCÊ E A PRESIDENTE JOSILMA SÃO REFERÊNCIA DE FORÇA E DEDICAÇÃO. SINTO MUITO!

Thais Lopes

 

“Meu e muito estranho de uma hora pra outra tudo tá pegando fogo pra mim tem coisa aí em”

Reinaldo Roots

 

“É permitido esse tipo de depósito no centro da cidade? O sepladema permite esse tipo de depósito em área central???????”

Virlaine Cyrino Pedagoga

 

“Mas o que se transformou ali,tem muito lixo.”

Bia Fabio Pereira

 

“Parabéns a todos os bombeiros”

Sergio Ricardo

 

 “Nossa nem sabia que tinha associação de recicláveis alí…que perigo, trens param com tanques de combustível aí perto…”

Leide Helena

 

“Vai vira estacionamento também”

Rodrigo Gomes


1a

Analistas ouvidos na semana passada pelo Banco Central elevaram estimativa para inflação de 3,29% para 3,33%. Mercado manteve previsões para alta do PIB e para os juros.

 

Após o governo anunciar o aumento da alíquota de PIS e Cofins sobre os combustíveis, economistas do mercado financeiro elevaram a previsão para a inflação neste ano, informou nesta segunda-feira (24) o Banco Central no relatório conhecido como Focus.

 

De acordo com os analistas, ouvidos pelo BC na semana passada, a inflação agora deve ficar em 3,33%, na média. No relatório anterior, feito com base nas previsões coletadas pelo Banco Central na semana retrasada, os economistas estimavam que a inflação ficaria em 3,29%, na média.

 

A nova estimativa interrompe uma sequência de sete quedas seguidas no indicador. Mais de cem instituições financeiras foram ouvidas pelo BC.

 

Apesar da alta, a nova previsão mantém a inflação abaixo da meta central para o ano, que é de 4,5%.

 

A meta de inflação é fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e deve ser perseguida pelo Banco Central, que, para alcançá-la, eleva ou reduz a taxa básica de juros da economia (Selic).

 

A meta central de inflação não é atingida no Brasil desde 2009. À época, o país ainda sentia os efeitos da crise financeira internacional de forma mais intensa.

 

Pelo sistema vigente no Brasil, a meta de inflação é considerada formalmente cumprida quando o IPCA fica dentro do intervalo de tolerância também fixado pelo CMN.

 

Para 2017, esse intervalo é de 1,5 ponto percentual para baixo ou para cima do centro da meta. Assim, o BC terá cumprido a meta se o IPCA terminar este ano entre 3% e 6%.

 

Para 2018, a previsão do mercado financeiro para a inflação ficou estável em 4,20% na última semana. O índice segue abaixo da meta central (que também é de 4,5%) e do teto de 6% fixado para o período.

 

PIB e Juros

 

 

Para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2017, o mercado financeiro manteve sua estimativa de crescimento em 0,34%. Para 2018, os economistas das instituições financeiras mantiveram sua estimativa de expansão da economia em 2%.

 

O mercado financeiro também manteve sua previsão para a taxa básica de juros da economia, a Selic, de 8% ao ano para o fechamento de 2017.

 

Ou seja, os analistas continuaram a estimar uma redução dos juros neste ano. Atualmente, a Selic está em 10,25% ao ano.

 

Para o fechamento de 2018, a estimativa dos economistas dos bancos para a taxa Selic permaneceu 8% ao ano. Com isso, estimaram que os juros ficarão estáveis no ano que vem.

 

Câmbio, balança e investimentos

 

 

Na edição desta semana do relatório Focus, a projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio do dólar no fim de 2017 ficou estável em R$ 3,30. Para o fechamento de 2018, a previsão dos economistas para a moeda norte-americana recuou de R$ 3,45 para R$ 3,43.

 

A projeção do boletim Focus para o resultado da balança comercial (resultado do total de exportações menos as importações) em 2017 permaneceu em US$ 60 bilhões de resultado positivo. Para o próximo ano, a estimativa dos especialistas do mercado para o superávit caiu de US$ 47,8 bilhões para US$ 45,5 bilhões.

 

A previsão do relatório para a entrada de investimentos estrangeiros diretos no Brasil, em 2017, permaneceu em US$ 75 bilhões. Para 2018, a estimativa dos analistas ficou estável também em US$ 75 bilhões

 
 
Fonte: G1


1

Com reforma no setor, Eletrobras pode privatizar até 14 usinas hidrelétricas

 

BRASÍLIA – A Eletrobras pode privatizar até 14 usinas hidrelétrica antigas pertencentes às subsidiárias Chesf, Furnas e Eletronorte, se a reforma nas leis do setor elétrico avançar da forma como o Ministério de Minas e Energia propôs no início deste mês. Esse movimento deve afetar as contas de luz de todos os brasileiros, mas tem potencial de reforçar o caixa da estatal e as contas do governo. Para diluir os aumentos e preparar o sistema elétrico para uma nova forma de comercializar a energia produzida pelas usinas, o governo avalia colocar todo esse volume à venda de maneira escalonada.

 

Juntas, essas usinas têm hoje capacidade instalada de 13.907,51 megawatts de energia e geram eletricidade suficiente para atender a de 20 milhões a 25 milhões de residências. As 14 usinas da Eletrobras que podem ser vendidas operam cobrando apenas os custos de operação e manutenção, com preços predefinidos, pelo chamado regime de “cotas”. No total, a estatal conta com 47 hidrelétricas.

 

Entre as principais hidrelétricas que podem entrar na lista para concessão ao setor privado estão o Complexo de Paulo Afonso (na Bahia) e Xingó (entre Alagoas e Sergipe), operadas pela Chesf; e usinas de Furnas, como Marimbondo e a Hidrelétrica de Furnas (ambas em Minas Gerais).

 

Caso prossigam as mudanças de regulação das elétricas, com a privatização, a estatal poderá trocar o modelo adotado nessas usinas, de preço fixo em cotas pelo preço de mercado, definido de acordo com a demanda.

 

MODELO PARA ATRAIR INVESTIDOR

 

Atualmente, a tarifa das cotas é de cerca de R$ 60 por megawatt-hora (MWh). Nos contratos do mercado regulado, firmados em leilões, por sua vez, a Eletrobras apurou a tarifa média de R$ 200/MWh em 2016. É daí que vem o aumento na conta de luz. Caso todas as usinas sejam privatizadas de uma só vez, o impacto previsto pelo próprio governo nas contas de luz de todos os brasileiros é de uma alta de até 7%.

 

Por isso, as hidrelétricas devem ser ofertadas ao mercado de maneira escalonada, tanto para reduzir os impactos nas tarifas, quanto para preparar as distribuidoras para a nova realidade do sistema.

 

À venda

Hidrelétricas ficam nas regiões Norte, Nordeste, Centro Oeste e Sudeste

 

A mudança na forma como a energia dessas hidrelétricas é comercializada tem o objetivo de deixá-las mais atraentes para investidores. Dessa forma, a interpretação é que elas poderiam ser vendidas por preços maiores. O modelo representa o abandono das regras estabelecidas pela medida provisória (MP) 579, publicada no governo Dilma Rousseff, que criou o regime de cotas. Com essa MP, que mudou regras com a promessa de reduzir a conta de luz, a Eletrobras passou a receber apenas uma receita para operação e manutenção desses ativos, que representam cerca de um terço da sua capacidade instalada total.

 

O governo atual alega que a mudança é inevitável e que a Eletrobras vai ganhar com as privatizações. O baixo preço da energia vendida pelas 14 usinas é apontado como uma das causas do fraco desempenho financeiro da estatal nos últimos anos. Só no ano passado a empresa voltou a gerar lucros, após quatro anos seguidos de prejuízos (2012 a 2015), período em que acumulou perdas de R$ 30 bilhões.

 

A venda das usinas da Eletrobras não é unanimidade entre especialistas do setor elétrico, apesar de a notícia ter sido bem recebida pelo mercado. Roberto D’Araujo, diretor do Instituto de Desenvolvimento Estratégico do Setor Elétrico (Ilumina), avalia que as usinas da Eletrobras exercem funções sociais que vão além da geração de energia. Ele diz, também, que o impacto nas contas de luz ainda não está claro.

 

— A Eletrobras não é uma empresa de governo, é uma empresa do Estado brasileiro. Há um aumento de tarifa que não está sendo explicitado corretamente. Os R$ 60 são o que nós pagamos. Ali já tem imposto, tarifas de conexão de energia. O preço que realmente é vendido para as distribuidoras é muito mais baixo. Se ocorrer a venda, o aumento será monstruoso — disse o analista.

 

No Nordeste, a Chesf, por exemplo, é responsável por sistemas de irrigação que atendem a dezenas de produtores locais. Para Fernando Umbria, consultor da LPS Consultoria Energética, no entanto, a energia gerada por essas usinas precisa voltar a ser competitiva.

 

— O modelo sempre foi aquele que olha para geração de energia como um segmento competitivo, e não como um segmento regulado. A ideia é recuperar o modelo do setor e levantar recursos. Os últimos anos foram ruins para a Eletrobras. Ao abrir mão de usinas, ela vai se tornar uma empresa menor, mais enxuta, com quadro mais adaptado, para se tornar uma empresa viável — disse Umbria.

 

TESOURO PODE FICAR COM MAIS RECURSOS

 

Para aumentar o valor das usinas, o governo também deve recalcular a chamada garantia física das hidrelétricas antigas da Eletrobras antes de colocá-las à venda. A garantia física é o total de energia que as usinas podem negociar com o mercado de energia elétrica. Em alguns casos, a garantia assumida é calculada sem levar em conta o quanto a usina pode oferecer. Se a operação estiver superestimada, a hidrelétrica recebe mais dinheiro do que o necessário para operar. Caso contrário, a usina gera mais energia e recebe menos pelo que é produzido. Em todos os casos, os custos são repassados ao consumidor. A intenção, agora, é recalcular o quanto essas usinas podem vender ao mercado e deixá-las mais atraentes para investidores.

 

O governo, porém, ainda não tem estimativa de quanto poderia ser levantado com as outorgas, que poderiam superar R$ 30 bilhões. Esse valor já despertou atenção da equipe econômica. Por isso, o Ministério de Minas e Energia admite rever a proposta de dividir igualmente entre Tesouro, Eletrobras e a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE, um fundo setorial) os recursos que seriam gerados com a venda dessas usinas.

 

Por pressão dos ministérios da Fazenda e do Planejamento, a maior parte dos recursos pode ir para o Tesouro. Com necessidade de aumentar a arrecadação diante da queda nas receitas, a equipe econômica defende que a maior parte dos recursos arrecadados com a venda das usinas fosse destinada às contas públicas. Mesmo assim, as propostas foram colocadas em consulta pública com a divisão em partes iguais, o que pode ser revisto. Para a Eletrobras não sair perdendo, posteriormente a estatal receberia recursos por meio de aumento de capital por parte da União.

 

A consulta pública ficará aberta até agosto. A intenção é levar as mudanças ao Congresso Nacional, por medida provisória ou projeto de lei, em setembro. E, pelos planos dos técnicos do governo, tudo estará em vigor em janeiro de 2018.

 

Fonte: O Globo

Amanhecer chuvoso em frente ao prédio da Eletrobras, no Centro do Rio (RJ)

Pedro Teixeira


1

Procurador-geral da República participou de palestra em Washington. Mandato de Janot à frente da PGR termina em setembro.

 

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse nesta segunda (17) em Washington que o Ministério Público não tem pressa para apresentar uma nova denúncia contra o presidente Michel Temer. O mandato de Janot à frente da PGR termina em setembro.

 

No fim de junho, Janot apresentou uma denúncia contra Temer por corrupção passiva, com base nas delações premiadas de executivos da J&F. Mas há a expectativa no meio político de que o procurador esteja preparando novas acusações.

 

Durante a palestra, Janot foi questionado por um jornalista sobre querer apresentar uma nova denúncia antes do final do mandato. Ele respondeu que não busca celeridade nas investigações. O procurador afirmou que as apurações devem levar o tempo necessário para levantar provas sobre a existência ou não de crime.

 

“O MP não tem pressa e nem retarda denúncia. Existem investigações em curso e essas investigações, uma está mais adiantada que outra, e se até o dia 15 de setembro, último dia útil do meu mandato, eu obtiver esse quadro definido, eu não posso deixar de fazer isso [apresentar a denúncia], sob pena de prevaricar, de não praticar meu ato de ofício”, afirmou o procurador-geral.

 

Além disso, Janot ressaltou que o Ministério Público não trabalha com a necessidade de “oferecer denúncia”, e sim a de “apurar” os fatos.

 

“Nós não temos a necessidade de oferecer uma denúncia, eu tenho a necessidade de apurar. Eu tenho necessidade de apurar e, convencido de que o fato é típico, e convencido da materialidade do crime e definida a autoria, aí sim partiremos para a fase do processo penal”, completou Janot.

 

Indagado sobre como vai se sentir caso a Câmara dos Deputados rejeite a denúncia já apresentada, Janot afirmou que vai aceitar com a “maior naturalidade possível”, pois cada poder tem sua função.

 

“Cada um faz o seu trabalho. Eu não vou insistir nessa denúncia porque tecnicamente não tem como insistir. Não autorizou, ela vai ficar suspensa.”

 

Segundo o procurador, se isso acontecer, o que resta é esperar acabar o mandato de Temer para dar continuidade ao processo.

 

“Se a Câmara autoriza, o processo penal segue o seu curso normal. Se a Câmara não autoriza, essa denúncia fica suspensa aguardando o fim do exercício da presidência da República para dar sequência”, completou.

 

Imunidade

 

 

Janot disse também que para os padrões norte-americanos o conteúdo da delação dos irmãos Batista, donos da JBS, seria o suficiente para conceder imunidade aos delatores. No processo, Joesley entregou à procuradoria a gravação de uma conversa com Temer.

 

Após o acordo de delação, Joesley e Wesley Batista obtiveram o direito de não responder criminalmente pelo esquema de propinas que revelaram a procuradores e terão dez anos para pagar uma multa de R$ 225 milhões.

 

Os termos foram considerados no Brasil como muito benéficos em comparação aos que foram acordados com outros delatores da Operação Lava Jato.

 

“A pessoa que entrega no curso do cometimento do crime um presidente da República, eu duvido que para o padrão norte-americano isso não seria suficiente para entender pela imunidade”, argumentou Janot no evento em Washington.

 

O procurador-geral disse, ainda, que não poderia “engolir seco” e deixar que as pessoas continuassem praticando crime porque não queria conceder imunidade. Ele ressaltou que “ninguém se sente feliz concedendo imunidade a criminoso”.

 

Janot defendeu o processo usado na procuradoria para determinar os termos dos acordos de delação.

 

“Jamais um colega vai sozinho ouvir um delator. Não há nenhuma decisão tomada na hora. Nós deliberamos em conjunto o que pode ser feito e não pode ser feito”, explicou.

 

Fonte: G1

Rodrigo Janot participa de palestra organizada pelo Wilson Center, em Washington (Foto: Reprodução / Wilson Center)


1

Convênio entre Caixa Econômica Federal e governo do Rio abriu as portas para esquema

 

RIO – A partir de 2007, após a assinatura de um convênio da Caixa Econômica Federal com o governo do Rio, o esquema se sofisticou — e o patrimônio da previdência complementar da Cedae, a Prece, passou a ser dilapidado de forma acelerada, com operações de compra e venda de papéis podres, superfaturamento na aquisição de materiais e investimentos incompatíveis com a realidade do fundo.

 

Segundo as investigações, a “parceria” permitiu que Cunha ampliasse o loteamento de cargos na diretoria e no Conselho Deliberativo da Cedae e da Prece, nomeando operadores responsáveis por investimentos do fundo de pensão no mercado financeiro.

 

Logo após o convênio entrar em vigor, a Caixa cedeu à Prece o funcionário Milton Luis de Araújo Leobons, próximo ao ex-deputado, para ocupar o cargo de diretor de investimento do fundo de pensão. Quatro anos depois, Cunha conseguiu emplacar Fabio Cleto, um ex-parceiro de Funaro nas mesas de operações de São Paulo, na vice-presidência da Caixa. Daí em diante, as operações cresceram em ritmo acelerado.

 

Com objetivo de captar melhores opções de aplicações no mercado financeiro que servissem ao esquema, Leobons contratou e patrocinou cursos de especialização formando o que nos corredores da Prece foi chamada de “escola do crime”, um time de jovens investidores que atuariam sob sua coordenação.

 

O GLOBO identificou ao menos cinco desses operadores que foram escolhidos para atuar no mercado financeiro e receberam treinamento e cursos de mestrado em institutos como IBMEC e FGV. O “investimento” custou aos cofres da Prece cerca de R$ 370 mil.

 

A saga de operações controversas capitaneadas por Leobons começou a fazer água em 2010, com uma transação de R$ 15 milhões na compra de papéis junto ao Banco Cruzeiro do Sul, uma aplicação que deu errado e não tinha praticamente nenhuma garantia. Denunciado à Previc, que fiscaliza os fundos de pensão, ele foi punido com multa em 2014 e se tornou alvo de um processo de inabilitação para operar aplicações do fundo. Leobons, porém, seguiu à frente da Prece até março deste ano. Hoje, ele está inabilitado por tempo indeterminado de atuar em qualquer tipo de operação financeira.

 

Houve outros gastos contestados em sua gestão. Como o convênio firmado entre a Caixa e o governo do Rio previa um ressarcimento pela cessão do funcionário, a Prece pagou R$ 8,76 milhões em salários e outros benefícios durante os dez anos em que ele ficou à frente da diretoria. Quem assumiu o cargo com a saída de Leobons foi Antonio Carneiro Alves, ex-gerente de investimentos contratado pelo próprio Leobons.

 

O GLOBO tentou ouvir Leobons por meio da assessoria da Prece, mas não obteve autorização. A defesa de Cleto não foi localizada pela reportagem.

 

Fonte: O Globo

 

BRASIL – BRASÍLIA -BSB – 03/09/2015 – Câmara dos Deputados. O deputado EDuardo Cunha, presidente da Câmara , durante as votações desta quinta feira no plenário da Câmara. FOTO ANDRE COELHO / Agencia O Globo – André Coelho


unesp

Odontologia solicitou suspensão de entradas no curso noturno diante da falta de verbas; reitoria não atendeu aos apelos

 

Com recursos escassos, faculdades da Universidade Estadual Paulista (Unesp) têm apelado à reitoria para reduzir o número de vagas oferecidas no próximo vestibular. A administração reconhece os pedidos, mas recusou as solicitações. A instituição enfrenta grave crise financeira desde 2014.

 

A Faculdade de Odontologia, em Araçatuba, pediu a suspensão da oferta de 30 vagas da graduação à noite. O curso teve concorrência de 18,5 candidatos por vaga no último vestibular – mais do que o diurno da mesma unidade (11,1 por vaga).

 

Em documento enviado à reitoria, a Faculdade de Odontologia atribui o interesse em congelar vagas às restrições orçamentárias dos últimos anos, “além do grande número de aposentadorias sem reposição e da previsão de aposentadoria de mais de 10 servidores em 2017”.

 

A Unesp recebe cota de 2,34% da arrecadação paulista de ICMS. Com a crise econômica, o recolhimento do imposto no Estado caiu 1,6%, em valores corrigidos, entre janeiro e maio, ante o mesmo período de 2016, o que impactou as contas da instituição.

 

Alunos relatam que eles próprios têm de comprar alguns materiais usados em aulas práticas, que custam caro. Neste semestre, os universitários têm feito protestos contra a falta de estrutura. “A situação está tão complicada que a sensação é de que a faculdade está se autodestruindo”, afirma Lucas Lourenço, recém-formado dentista pela faculdade e ex-integrante do movimento estudantil.

 

O Instituto de Artes, na capital, pediu suspensão de 30 vagas no curso noturno de licenciatura em Arte – Teatro. A proposta enviada era de alternar a oferta desse curso com o bacharelado em Artes Cênicas – Interpretação Teatral como saída para não fechar nenhum dos cursos.

 

A Unesp de Rio Claro também pediu redução de vagas – nas graduações de Geologia e Matemática. Mas não apresentou justificativas, o que motivou a recusa da reitoria.

 

Segundo dados internos, a Unesp – que tem cerca de 3,8 mil docentes – tinha 850 vagas de professores não preenchidas em maio. Com a crise, as contratações estão restritas. No primeiro semestre, foram contratados 571 professores emergenciais. Para o próximo, a liberação de vagas ainda está em processo.

 

Reitoria

 

A Unesp diz que, para Odontologia, há obrigação legal de manter a proporção de um terço das vagas à noite e dar oportunidade a quem não pode estudar durante o dia. Já a proposta do Instituto de Artes poderia prejudicar alunos que precisassem repetir disciplinas, por exemplo. Informa ainda que a política é manter o número de vagas, “mesmo em momentos de crise”, por seu compromisso em formar “profissionais bem qualificados.”

 

 

Fonte: Estadão


1

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu hoje, 10, lote do medicamento genérico Omeprazol 40 mg, pó liofilizado para solução injetável, como informa página da agência.

 

O medicamento, usado para o tratamento de úlceras gástricas, foi fabricado pela Eurofarma Laboratórios S.A e era válido até 12/2017.

 

Segundo comunicado de recolhimento voluntário apresentado pela empresa, o lote 486773A do Omeprazol apresentou desvios de qualidade relacionados à rotulagem.

 

A resolução RE 1.847/17 que suspende a distribuição, comercialização e uso do lote 486773A do Omeprazol, determina, também, que a empresa faça o recolhimento do produto descrito acima.

 

Como agir caso tenha medicamento desse lote em casa?

 

Se você utiliza este medicamento, confira na embalagem se o produto está no lote suspenso pela Agência. Caso seja, entre em contato com o SAC do fabricante para ser orientado sobre a troca.

 

Os outros lotes do produto, que não estão na lista, podem ser comercializados e utilizados normalmente.

 

Conheça os sintomas e causas de úlceras no estômago e no duodeno

 

Qual a diferença de úlcera ou azia? No estômago ou no duodeno? Para ajudar a gente a entender um pouco mais, o site Minha Vida conversou com especialistas e traz alguns esclarecimentos importantes:

 

Vistas como doenças comuns, as úlceras no estômago e no duodeno podem, na verdade, trazer sérios riscos para a saúde, podendo até mesmo levar à morte por sangramentos excessivos e perfurações desses órgãos. A gastroenterologista e hepatologista da Federação Brasileira de Gastroenterologia Marta Deguti explica que às vezes os sintomas não aparecem por um longo tempo e, subitamente, ocorre uma crise. “Indivíduos com dor abdominal de fortíssima intensidade, vômito com sangue e fezes negras e fétidas devem procurar o serviço de emergência”, alerta.

 

Sintomas

 

Um dos principais sintomas que se manifestam é a dor abdominal, geralmente na parte superior central, logo abaixo do osso esterno. “Costuma ser uma dor que vai e vem, e que melhora quando o indivíduo usa antiácidos. Pode piorar após a refeição, e esse incômodo pode chegar a despertá-lo do sono pela forte intensidade”, descreve a especialista. O portador de úlcera gástrica ou duodenal também pode ter mal-estar, sensação de desconforto digestivo, impressão de ficar muito cheio após as refeições, gases, náuseas e salivação excessiva.

 

“Os sintomas são variáveis e não há como diferenciar úlceras de indigestões inocentes apenas pelo padrão deles. Portanto, um médico deve ser sempre consultado”, aconselha Marta. A necessidade de ir a um gastroenterologista é ainda maior se a pessoa tiver mais de 40 anos, souber de antecedentes de casos de infecção pela bactéria Helicobacter Pyori, úlcera ou câncer de estômago na família ou estiver usando remédios que afetem o sistema digestivo e a coagulação.

 

Causa

 

O que causa as feridas é um desequilíbrio na ação do ácido gástrico, que normalmente auxilia na digestão dos alimentos e combate bactérias. Os fatores mais comuns que levam a isso são infecção pela Helicobacter Pylori, que responde por cerca de 85% dos casos, e uso de anti-inflamatórios não-esteroidais. “São remédios como diclofenaco, aspirina e ibuprofeno, muito conhecidos e às vezes utilizados de maneira banal em entorses e resfriados. É bom ressaltar que essas medicações são perigosas e podem provocar úlceras”, diz. Estresse, álcool e cigarro também podem ser responsáveis.

 

Fonte: Catraca Livre

Foto: Créditos: iStock/_marvinh


1

Prefeitura firmou acordo com a Fundação Nacional Ulysses Guimarães que assumirá o custeio da autarquia municipal num novo modelo de gestão sem ônus para o município.

 

O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, assinou nesta segunda-feira (10) o protocolo de intenções para viabilizar o convênio que permitirá à Fundação Ulysses Guimarães de Rio Claro receber recursos da Fundação Nacional Ulysses Guimarães, com sede em Brasília, para custeio da autarquia municipal sem ônus para o município.

 

“Encontramos um denominador comum que vai permitir manter a Fundação Ulysses com outro modelo, sem custos para a prefeitura”, disse Juninho que reiterou a intenção de instalar uma creche para 200 crianças no antigo prédio da fundação no Núcleo Administrativo Municipal (NAM). Nos moldes anteriores a fundação teria gastos de aproximadamente R$ 3 milhões em quatro anos.

 

Chico Donato, secretário de Gestão da Fundação Nacional Ulysses Guimarães, comentou que o ato realizado em Rio Claro é “uma atitude republicana”. “Essa etapa foi vencida, agora temos que empreender esforços para incluir Rio Claro no circuito turístico nacional com o nome de Ulysses Guimarães”, assinalou ao comparar Rio Claro com a cidade mineira de Tiradentes.

 

Evandro Mesquita representou o Conselho Nacional da Fundação Ulysses na solenidade e salientou o pioneirismo da parceria. “Esse convênio é diferente, é o primeiro assinado entre a fundação nacional e um município, o que mostra a importância e o diferencial da Fundação Ulysses de Rio Claro”, afirmou. Para ele, quando Rio Claro valoriza a fundação, valoriza a memória de Ulysses Guimarães e reverencia a história brasileira.

 

O presidente da Câmara Municipal, André Godoy, destacou a importância da união de partidos e pessoas para manter a Fundação Ulysses que, segundo ele, é um patrimônio da cidade. “Acredito que esse convênio irá contribuir para o desenvolvimento de projetos em benefício da cidade”, declarou. A vereadora Maria do Carmo Guilherme definiu como “histórico” o entendimento entre PMDB e Democratas para viabilização do convênio. “Isso nunca aconteceu em Rio Claro, por isso hoje estamos fazendo história”, destacou.

 

O vereador Val Demarchi comentou que a viabilização do convênio foi uma empreitada do DEM e do PMDB, mas nada teria sido possível sem o apoio do prefeito que se sensibilizou com a causa pensando no melhor para o município. “O intuito da fundação é trabalhar pelo desenvolvimento de Rio Claro. O Dr. Ulysses é um baluarte dessa cidade e quem não cuida de sua história dificilmente terá um futuro próspero”, pontuou.

 

O presidente do diretório municipal do PMDB, João Vieira, enalteceu a sensibilidade das pessoas que trabalharam pela manutenção da Fundação Ulysses que, de acordo com ele, tem a intenção de trabalhar para e por Rio Claro. “A fundação é importante para a captação de recursos”, disse. Uma das primeiras medidas de gestão da FUG é alugar um prédio para abrigar o acervo da Fundação Ulysses e isso está sendo providenciado.

 

A fundação municipal terá diretoria e conselho cujos nomes estão sendo definidos.


Revista Colaborativa

O seu maior objetivo é diminuir as distâncias geográficas e de estilos de vidas para um caminho mais rápido ao alcance do conhecimento, divulgar ideias, movimentos, e ações através de uma nova mídia colaborativa na cidade, com informações de causa social, uma revista eletrônica que tem como público alvo internautas com médio e alto potencial ideológico e de consumo para interagir e desenvolver a sua própria subsistência em diversas esferas da comunidade para o bem comum.