Revista Colaborativa Rio Claro Online Contato WhatsApp: +55 19 9 9801.7240 | 3597.0881 contato@rioclaroonline.com.br


centro-rioclaro-sp
20 de setembro de 2018

Depredações de espaços públicos são registradas em Rio Claro


Somente nesta semana, dois espaços públicos de Rio Claro foram alvos de vândalos.

 

O primeiro registro foi no Terminal Rodoviário Intermunicipal, onde uma parede divisória no banheiro foi destruída. “É lamentável, porque, além do prejuízo financeiro, o prazo de entrega acaba prejudicado também”, destacou o Secretário de Segurança Pública de Rio Claro, Marco Antonio Bellagamba.

 

A segunda ocorrência de depredação foi no Lago Azul durante a terça-feira (19), com danos e furto de objetos. Mas, dessa vez, a partir de denúncia, a Guarda Civil Municipal foi acionada e flagrou o acusado com parte dos materiais. O indivíduo havia retirado portas de metal usadas para proteção de hidrômetro e tubulação.

 

“Temos atuado nesses locais por meio da Central Integrada de Segurança com os Guardas Municipais”. No Jardim Público, recentemente, o registro foi de furto de fios de energia, o que comprometeu os serviços até mesmo de uma banca de jornais. Na época, em apenas uma semana, foram pelo menos três furtos. O proprietário teve que arcar com 300 reais entre material e técnico para religar a energia e poder trabalhar.

 

Em contato com o proprietário José Luis Graciolli, da banca de jornais XV de Novembro, que existe no local desde 1992, relatou que teve que tomar providências por conta própria e fazer a instalação por tubulação subterrânea para evitar novos furtos. “Se bem que, o que mais vão levar? Já furtaram tudo que podiam”, diz.

 

“Estamos resgatando uma Lei Municipal de 2011, que pune comércio ilegal de fios, cobres e outros materiais semelhantes. Vamos analisar, fazer levantamento, verificar quem deve fazer a fiscalização, campanhas para combater, atuar em cima e punir”, declarou o secretário de segurança.

 

Ainda no Jardim Público, a pergunta que surge também é sobre a estátua Diana. “Foi colocada outra, depois depredaram a cabeça e, desde o começo do ano, a estátua foi retirada. Gostaria de saber a situação”, questionou Graciolli.

 

Escolas Municipais também já foram alvo de bandidos. Em uma das ações, a Polícia Militar prendeu um indivíduo que invadiu a Escola Municipal Ephraim Ribeiro dos Santos, localizada na Avenida Felício Castelano, Jardim América. Ele havia arrombado três portas e já estava pronto para deixar o local com vários produtos da unidade.

 

Neste ano, a Escola Municipal Monteiro Lobato, no bairro Mãe Preta, foi invadida.

 

Os bandidos quebraram vidros da unidade e conseguiram fugir levando diversos materiais, entre eles torneiras e até produtos de higiene pessoal das crianças.

 

Depois do ocorrido, a prefeitura comunicou que iria reforçar a segurança na Escola Monteiro Lobato com a instalação de concertina sobre o muro em todo o entorno da unidade, ação que segue em andamento. A prefeitura informou que algumas unidades contam com sistema de monitoramento e que os vigias são utilizados onde não há tal recurso.

 

Sobre o Jardim Público, a prefeitura informou, na tarde dessa quarta-feira (19), que está providenciando a compra de materiais para fazer as melhorias necessárias na iluminação do Jardim Público.

 

Quanto à estátua, afirmou que a restauração e recolocação da Deusa Diana no Jardim Público estão na relação de serviços da prefeitura e serão realizadas assim que possível.

 

Sobre as escolas, informou que está instalando e reforçando o sistema de alarmes em todas as escolas da rede municipal de ensino para ampliar a segurança. Além disso, outras medidas de proteção estão sendo implementadas, como instalação de grades, construção de muros, instalação de concertinas, etc. No caso da Escola Municipal Monteiro Lobato, a prefeitura está concluindo o processo de compra de concertinas, que deverão ser instaladas em breve no entorno da unidade de ensino.

 

 

Fonte: Diário do Rio Claro