large

Olá Xuxus! Final de ano chegando, várias viagens e passeios com a família e amigos, e nesse meio todo, o sol, o mar e o cloro sempre estão presentes também!

E como sabemos que cuidar de cabelo dá trabalho e em um dia você pode perder toda aquela macies e brilho, vou dar dicas valiosas para arrasarmos na praia e na piscina!

  • Esqueça da chapinha e secador – Nesses dias nossos fios ficam mais danificados por conta de toda agressão que sofre, então, seja amiga de suas madeixas e fique naturalmente linda com seu cabelo original!

secador

  • Lave os cabelos com shampoo anti-resíduo – Esse produto tem a capacidade de remover excessos de cloro, sal, sujeira e oleosidade.
  • Cremes com proteção solar – Pode ser um leave-in ou reparadores de ponta, e siga corretamente as instruções no rótulo, pois alguns produtos indicam um nova aplicação após cada mergulho.
  • Usar chapéus e bonés – Isso ajuda o seu couro cabeludo a não ficar queimado por conta do sol intenso, além de dar um charme ao look. MAS CUIDADO, não use o dia inteiro para não abafar demais e ter outros problemas.

012

  • Hidratação – Faça antes de ir para aquela semana de praia, durante e depois quando chegar na sua casa, pois isso vai ajudar o seu cabelo a voltar ao normal.

Agora que você já está expert em cuidados com o cabelos, é só montar uma mala funcional (assunto para outro post) e curtir muito!

Um Beijo Xuxus, da Marcela Inocêncio, a Dilim.

______________________________________________________________

Corre nas minhas redes sociais me acompanhar:

  • Facebook: Marcela Inocêncio
  • Instagram: Mainocencio
  • Twitter: marcelainocen
  • Youtube: DilimTv
  • Blog: tenhamodosmenina.wordpress.com

Se você quiser que eu fale sobre um assunto específico, me escreva:

  • E-mail: marcelaa.i@hotmail.com

xadrez-vichy-2

Olá Xuxus! Hoje o assunto é essa super tendência fashionista do Xadez Vichy!

 

Sim, você deve estar pensando “Mas isso parece uma toalha de mesa”, pois é, a intenção dessa estampa é justamente brincar com os looks e deixar tudo mais divertido e ao mesmo tempo elegante!

 

E apesar de ser algo descontraído, o vichy pode ser muito chique se você souber combinar seus estilos e ocasiões:

 

  • TRABALHO

 

Use camisas sociais em vichy, e embaixo combine uma calça de corte reto com uma bolsa mais formal para não deixar tudo muito engraçado e informal!

 

Ou, use o vichy em uma saia longa e uma camisa mais fechada e prefira os tons mais sóbrios, como azul ou preto.

                                        vichy-look-tendencia          camisa-xadrez-vichy 3

Claro, isso tudo depende do seu ambiente de trabalho, pois caso seja exigido um look mais formal, essas dicas de proporções e equilíbrios são legais, caso contrário, seja um pouco mais ousada, mas vale salientar que local de trabalho é bom evitarmos decotes profundos ou transparências.

  • DIA A DIA

 

Esse é o momento para vocês se jogar no vicky rosa, amarelo, vermelho, verde em diferentes tamanhos de quadrados!

 

Também, essa estampa deu vida para outra tendência (assunto para um post futuro), que são os babados em saias/blusas e as mangas bufantes!

 

look-saia-vichy-vermelha-blusa-ombro-a-ombro-170731-101401              vestido-vichy-azulIMG_6870            Blusa-xadrez-vichy-azul-tendencia

 

E caso você ache que essa moda é demais pra você, não tem problema! Use aquilo que te faz bem, e lembre-se que você pode começar com peças mais básicas para acostumar e ver se realmente o vichy faz sua cabeça!

 

Bom, ficamos assim por hora e tenham todos um excelente final de semana!

Um Beijo Xuxus, da Marcela Inocêncio, a Dilim.

______________________________________________________________

Corre nas minhas redes sociais me acompanhar:

  • Facebook: Marcela Inocêncio
  • Instagram: Mainocencio
  • Twitter: marcelainocen
  • Youtube: DilimTv
  • Blog: tenhamodosmenina.wordpress.com

Se você quiser que eu fale sobre um assunto específico, me escreva:

  • E-mail: marcelaa.i@hotmail.com

 

 

 

 

 


18765894_1304751996247272_7717762310937929439_n

Olá Xuxus!

Quem me conhece sabe que AMO uma foto e é só ver um fundo bonitinho que lá estou eu pedindo “tira uma foto minha!”.

Hoje, eu trago para vocês algumas dicas para conseguir aquela foto perfeita tão sonhada por todos!

  • MUITOS CLICKS

Tire várias e várias fotos, pois pode ser que na primeira tentativa não fique do jeito que você deseja, então é melhor pecar pelo excesso do que perder a oportunidade.

  • LUZ

Já viram aquelas fotos escuras, cheias de “ruído”, pois é, isso é péssimo, então, ache um local bem iluminado para valorizar a pessoa/objeto/paisagem e atente-se para a sombra que o sol faz no rosto da pessoa, pois muita luz também pode prejudicar sua foto. Além disso, você pode utilizar recursos tecnológicos, como o softbox, para trazer mais luz para um cômodo escuro.

  • ESTUDAR SEU OBJETO

Saiba o que você quer que se destaque na foto, e qual o principal ponto a ser visto pelas pessoas quando visualizarem a foto. Fique esperto com os fundos, pois eles podem atrapalhar ou ajudar na composição da foto. E seja ousado nos ângulos, por isso, nessa hora vale tirar foto abaixado, em cima da mesa e até deitado no chão!

  • EDIÇÃO

Às vezes você irá precisar corrigir um tom amarelado, ou retirar um objeto indesejado da foto, por isso, faça uso de editores de foto para te auxiliar nesse processo!

_____________________________________________________________________________

Xuxus, essas simples e poucas dicas que eu trouxe servem tanto para câmeras fotográficas quando celulares, pois hoje, com essa modernidade toda, sei que sempre estamos com nossos celulares no bolso e não queremos perder NADA!

Por isso, minha principal dica é… Não perca o momento maravilhoso e único que você está vivendo com a cara enfiada no seu smartphone, mas sempre registre esses momentos para que você não os tenha apenas na memória e sim em uma bela foto!

Ah, quem é responsável pelos meus clicks, é o Matheus Fellipe da Silva, que conhece, estuda e aplica essas dicas e as milhares que ele sabe para tirar fotos de modelos, casamentos, aniversários, produtos e eventos corporativos. E convido vocês a conhecerem mais do trabalho dele no Facebook: Matheus Fellipe Photos! 

Olhem um pouquinho de mim, pelas lentes dele:
22728670_1436814546374349_8505855897210895280_n  19875443_1342425335813271_3667848318025195045_n

18664579_1298089996913472_8843374003327942513_n  19511270_1330134127042392_5713822641421926884_n

18893429_1308898565832615_1709911012073264189_n  20770295_1372251526163985_6305808047760670314_n

                                  18765894_1304751996247272_7717762310937929439_n

Ok, ficamos assim então?!

Um Beijo Xuxus, da Marcela Inocêncio, a Dilim.

______________________________________________________________

Corre nas minhas redes sociais me acompanhar:

  • Facebook: Marcela Inocêncio
  • Instagram: Mainocencio
  • Twitter: marcelainocen
  • Youtube: DilimTv
  • Blog: tenhamodosmenina.wordpress.com

Se você quiser que eu fale sobre um assunto específico, me escreva:

  • E-mail: marcelaa.i@hotmail.com


instagram_01

No Vale do Silício, tudo é decidido com os números nas mãos. As medições são sagradas. Considerando as do Instagram, o sucesso é indiscutível. O Instagram Stories tem hoje 700 milhões de usuários no mundo inteiro, 250 milhões dos quais o utilizam diariamente. O ranking de cidades é liderado por Jakarta, São Paulo e Nova York. E a cantora brasileira Anitta puxa o sucesso como a maior produtora de conteúdo da plataforma.

Se se pensar que o Instagram fez tudo isso sem ter inventado nada, a polêmica está instalada. O aplicativo de maior crescimento do mundo, parte do universo Facebook, comemora o primeiro ano de criação do Stories, uma opção que conseguiu gerar uma relação mais constante com os usuários e, de quebra, diminuir o interesse no concorrente que inventou essa fórmula de comunicação efêmera, o Snapchat.

Mark Zuckerberg quis comprar o Snapchat. Chegou a oferecer 9 bilhões de dólares (28 bilhões de reais). Seu fundador, Evan Spiegel, estudante que deixou Stanford para se dedicar a seu projeto, manteve-se firme e conseguiu levar adiante a ideia. Até conseguiram ser cotados na bolsa em abril, um marco que foi o começo do declínio.

Leia mais em:

https://brasil.elpais.com/brasil/2017/08/02/tecnologia/1501658806_683191.html

Fonte: El País


1

Ação realizada pela Ong GPAC com o apoio da Cobasi

 

Neste sábado, 04 de março, das 12h às 17h, o Shopping Center Limeira recebe o Carna Pet – evento realizado pela Ong GPAC com o apoio da Cobasi. Gatos e cachorros são atores principais deste espetáculo, que promete ser recheado de fofura e beleza.

 

Para participar basta comparecer com o animal no dia do evento e preencher a ficha de inscrição. Durante o período do evento, será permitida a entrada de animais, desde que estejam acompanhados de seus tutores, com guia e coleira, além do saquinho para higiene. Não será permitida a circulação de animais na praça de alimentação e cinema, conforme normas da vigilância sanitária e animais das raças Mastin Napolitano, Pit Bull, Rotweiller e American Stafforshire Terrier devem utilizar focinheira.

 

Os participantes serão fotografados no local e as imagens publicadas no dia 07 de março na fanpage do Grupo de Proteção aos Animais Carentes, onde haverá o concurso da foto mais curtida e melhor fantasia. As fotos serão julgadas entre os dias 07 e 12 de março.

 

Ao todo três pets serão premiados: os dois com maior número de curtidas e a melhor fantasia – esta definida por uma comissão de três membros.

 

Os vencedores serão agraciados e presenteados com kits especiais como brinquedos, shampoo, ecobag, entre outros itens e mimos. O resultado será divulgado no domingo, 12, às 20h.

 

Feira de Adoção

 

Além disso, os clientes e visitantes poderão participar da Feirinha de Adoção de Cães e Gatos – animais já vacinados, vermifugados e com castração garantida e conhecer os trabalhos da ong, que atua na luta e proteção aos animais carentes de Limeira.

 

SERVIÇO
Carna Pet

Data: 04 de março
Horário: das 12h às 17h
Local: Próximo à loja World Tennis

 

Entrada gratuita

 

1


1

Algumas espécies de lagarto rabo-de-chicote só têm fêmeas

 

Rituais de acasalamento são comuns em diversas espécies do reino animal. Incomum é ocorrer entre duas fêmeas. No entanto, entre uma espécie híbrida de lagartos rabo-de-chicote, em que só há fêmeas, o sexo lésbico existe e mais: as fêmeas se reproduzem sem contato com um macho.

 

Estes animais, que habitam a região compreendida entre o México e o sudoeste dos Estados Unidos, se procriam por partenogênese, uma forma de reprodução assexuada que é caracterizado pelo desenvolvimento e crescimento de um embrião sem a fertilização.

 

O que chama atenção no caso das lagartos rabo-de-chicote é que elas prescindem do sexo com fins reprodutivos, mas não dispensam o ritual de acasalamento, feito entre elas, em um “romance lésbico” animal.

 

Neste ritual, uma das lagartos fêmeas, tomada por uma “onda” de progesterona, simula o papel do macho, “montando” na parceira, que a morde. Este ato sexual, aparentemente sem nenhuma relação com a questão reprodutiva dos animais, no entanto, tem implicações sensíveis na procriação destas espécies.

 

Estudos científicos apontam que fêmeas que realizam esta simulação são mais férteis do que aquelas que não a fazem.

 

Como isso funciona

 

As espécies de lagartos em que existem apenas fêmeas se originam por hibridização: duas espécies diferentes de lagartos rabo-de-chicote, macho e fêmea, se cruzam e dão origem a uma terceira. Este animal híbrido, no entanto, não é estéril e se reproduz por partenogênese.

 

Normalmente, animais que nascem por este tipo de reprodução possuem organismos geneticamente idênticos aos progenitores, sendo, por isso, mais vulneráveis. Mas isso não ocorre com as lagartos rabo-de-chicote.

 

Na formação dos óvulos, elas podem recombinar cromossomos irmãos ao invés de cromossomos homólogos: este mecanismo incomum garante a manutenção da diversidade genética.

 

Às vezes, ocorre na natureza, também, o cruzamento entre esta espécie híbrida fêmea com um macho de outra espécie. Deste acasalamento pode surgir outra espécie híbrida partenogenética. Deste “híbrido do híbrido” combinações cromossômicas estranhas podem surgir: a soma cromossômica do espermatozoide com o óvulo, um mais dois, origina uma espécie com três conjuntos de cromossomos.

 

“Essa espécie híbrida já é considerada uma outra espécie, que pode vir a cruzar com uma terceira, ou ainda cruzar com uma daquelas que deram origem a ela. E aí você tem diferenças no número de cromossomos. Você pode ter envolvido na partenogênese bichos que são diploides e bichos que tem um conjunto de cromossomos a mais, que são triploides”, diz a professora de Genética e Evolução da Unifesp Katia Pellegrino.

 

Diversidade genética

 

Em geral, as células sexuais –ou gametas– têm a metade de cromossomos que o restante das células, mas essas fêmeas híbridas de lagartos rabo-de-chicote fogem à regra e possuem a mesma quantidade –daí estas combinações possíveis.

 

Graças à duplicação cromossômica, estas espécies podem recombinar cromossomos irmãos e ter como mínimo o mesmo jogo de cromossomos que seus progenitores. Com um rico repertório genético, podem, então, dar origem a uma nova linhagem.

 

E assim vão se sucedendo as gerações de lagartos de rabo-de-chicote. Sem machos, com “romances lésbicos”.

 

Por André Carvalho

Do UOL, em São Paulo


1

Há pouco mais de um ano, o brasileiro Brunno Velasco cansou de ‘deslogar’ sua conta do Instagram para que suas filhas postassem fotos de sua cadela de estimação. Ele criou o Instapet, app gratuito de fotos voltado apenas para perfis de bichos de estimação.

 

O UOL baixou a versão para Android e iOS para experimentar. Como atesta o nome, ele não esconde a inspiração no Instagram: você cria um perfil, segue outros perfis, publica fotos e vídeos e interage com as fotos dos outros, com comentários e curtidas. Com um detalhe: o botão de curtir é uma marca de pata de cachorro.

 

Ele traz 13 tipos de filtros, recorte, emojis, stickers, caneta e outros recursos de edição de imagens já consagrados no Snapchat e no Instagram. Há ainda uma área de troca de mensagens privadas.

 

No entanto, o teste revelou alguns pequenos problemas nas duas plataformas: os botões para seguir novos perfis estavam respondendo lentamente. Após seguir alguns, não foi possível clicar em “seguindo” para ver a lista completa de amigos. E ao tentar apagar o perfil, ele também apresentou um erro e não concluiu a operação.

Criado em agosto de 2015, o aplicativo já conta com mais de 10 mil usuários, segundo Velasco.

 

“As minhas filhas me pediram para criar um perfil no Instagram da Mel, a cachorrinha delas. Só que elas usavam o meu celular para publicar fotos dela. Para isso eu tinha que sair do meu perfil pessoal do Instagram e entrar no perfil da Mel quase toda hora. Foi aí que eu tive a ideia de desenvolver um app só para pets”, diz ele.

 

Na época, o Instagram não tinha a opção de criar mais de um perfil. Esse recurso surgiu no começo do ano.

 

E se alguém tentar criar um perfil “humano”, o que acontece? “Eu envio um e-mail explicando o objetivo do app”, diz Velasco.

 

Ele também não teme a comparação e a concorrência com o mais famoso app de fotos. “Quando eu colocava fotos da cachorrinha da minha filha no meu instagram meus amigos reclamavam. Na verdade a intenção é fazer a migração de todos que têm perfis de pets do Instagram para o Instapet”, vislumbra.

 

Foto: Instapet

Fonte: Uol


feira

Sábado, dia 21 de maio, será realizada a primeira feirinha de adoção dos animais do Canil Municipal aqui de Rio Claro.

O evento contará com algumas fofurinhas que moram no Canil e que merecem uma chance de encontrar uma família e um lar acolhedor.

Eles vão estar lá cheirosinhos e elegantes só esperando um tutor que se apaixone por eles.

Caso não possa dar essa chance para um deles, venha oferecer um carinho e ganhará muitos lambebeijos!

São cachorrinhos muito carentes e merecem todo respeito e amor do mundo!!

Para quem se interessar: será na Praça Central – das 9h ás 14h.
É só ir lá, se apaixonar, assinar o termo de compromisso e responsabilidade e ganhará o carinho e a gratidão mais pura!!

ELES ESPERARÃO POR VCS!

Para maiores informações:
99712-0600 (Fernanda)

 

Clique aqui e saiba mais do evento…

 

feira

 

 


1

Chegou a hora de unirmos força Galerinha.

Não adianta a gente só postar pedindo socorro.

Temos que nos unir e fazer valer.

A presença de todos é fundamental.

Terça feira (5) às 19h na Casa do Advogado.

Avenida 7, esquina da rua 5, Centro. – Rio Claro -SP

Participe, converse e discuta. Pelos direitos animais. Por mais dignidade aos carroceiros.

Por uma melhor condição de vida para todos!

 

1

 

 


1

A Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro, por intermédio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), inicia no próximo sábado (13) a campanha de vacinação contra a raiva na área urbana. Cães e gatos devem ser imunizados.

 

As equipes estarão em pontos estratégicos dos bairros nos finais de semana para garantir o máximo de cobertura. Os proprietários de animais devem acompanhar o calendário com dia e horário estabelecidos para a vacinação. De acordo com o gerente do CCZ, Josiel Hebling, a campanha de vacinação segue até o dia 9 de abril. Em caso de chuva o trabalho será remarcado.

 

Na zona rural cães e gatos já receberam a vacinação, que foi realizada em julho de 2015. Foram imunizados 2.767 cães e 897 gatos. Os animais de grande porte (equinos e bovinos) também precisam ser vacinados. Neste caso os proprietários devem adquirir as vacinas – disponíveis em agropecuárias – e providenciar a aplicação.

 

A imunização é a única forma de prevenção contra a raiva. A doença é transmitida por morcegos e, além de ser fatal para os animais, também provoca a morte do ser humano que for contaminado, através de mordeduras ou contato direto com secreções de animais infectados.

 

Sinais da doença

 

Os sinais da raiva variam conforme a espécie. Quando a doença acomete animais carnívoros, com maior frequência eles se tornam agressivos (raiva furiosa) e, quando ocorre em animais herbívoros, sua manifestação é a de uma paralisia (raiva paralítica).

 

No entanto, em todos os animais costumam ocorrer os seguintes sintomas: dificuldade para engolir, salivação abundante, mudança de comportamento, mudança de hábitos alimentares, mudança de hábitos e paralisia das patas traseiras. Nos cães, o latido torna-se diferente do normal, parecendo um “uivo rouco”; e os morcegos, com a mudança de hábito, podem ser encontrados durante o dia, em hora e locais não habituais.

 

Fonte: Guia Rio Claro

 


12524008_981749188563513_3948367902259357368_n

Sábado dia 30/01/2016 às 15:00 – 19:00

Local:Bar da Montanha

Av. Laranjeiras, 2601 · Pq. Egisto Ragazzo, 13486-110 Limeira

 

Toda a renda da entrada será 100% revertida ao GPAC – Grupo de Proteção aos Animais Carentes!
Muito agito com as bandas: Mestre Muamba e Rock in Samba!! ♥

 

Valor: R$ 15,00
Os ingressos estarão disponíveis a partir de 14/01 nos pontos de venda a serem divulgados ou com nossos voluntários.

 

Agradecimento ao Bar da Montanha, banda e patrocinadores pela oportunidade!!

 

 

12524008_981749188563513_3948367902259357368_n

 

 

 


12278992_918864051522848_8632448703109195309_n

Participe do Mega Bazar Beneficente – Amigo dos animais!

Roupas – Sapatos – Brinquedos

Peças a partir de R$ 2,00

Sábado, 19 de Dezembro

Local: Av. 7 , N° 425 – Centro

Toda verba arrecada será destinada a causa animal ;)

 

12278992_918864051522848_8632448703109195309_n

 


cao

cao

Jessica Vogelsang, diretora da Paws Into Grace

 

Para aqueles que estão morrendo, está claro por que todos os cães vão para o céu. Eles proporcionam conforto não apenas na morte, mas também em outros momentos difíceis, seja depressão, perda do emprego ou mudança de casa. Os cães sabem quando as pessoas estão morrendo ou em luto por meio de dicas da linguagem corporal, cheiros que apenas eles podem detectar e outras formas ainda desconhecidas, dizem os especialistas.

Jessica Vogelsang, uma veterinária, sabe o quanto “estar presente” pode significar para pessoas ou animais em dificuldades. Ela é diretora da Paws Into Grace no Sul da Califórnia, um grupo de veterinários que dá atendimento paliativo e eutanásia para animais de estimação em casa.

A veterinária de San Diego concluiu seu primeiro livro, “All Dogs Go to Kevin: Everything Three Dogs Taught Me (That I Didn’t Learn in Veterinary School)” (Todos os cães vão ao Kevin: Tudo o que três cães me ensinaram e que não aprendi na escola de veterinária, em tradução livre), pouco antes de saber que sua mãe, Patricia Marzec, tinha um tumor inoperável no cérebro. O título do livro de memórias publicado no mês passado se refere ao que o filho pequeno de Vogelsang ouviu quando lhe disseram que todos os cães vão para o céu.

Os pais se mudaram para a casa dela, para que sua mãe pudesse desfrutar seus últimos meses com a família, e o golden retriever de Vogelsang, Brody, percebeu as mudanças. Ele sempre pulava nos pais dela, mas parou quando chegaram em abril.

“Ele sabia que minha mãe estava doente. Ele ficava ao lado dela 24 horas, 7 dias por semana”, disse Vogelsang. “Ele tentava não ser óbvio demais, mas papai ficava de um lado e ele do outro.”

Brody deitava aos pés de Patricia ou descansava sua cabeça no colo dela quando sentia que ela estava triste. Ele se aconchegava ao lado dela quando enfermeiros vinham, ignorando sua mão trêmula enquanto ela afagava sua cabeça, disse Vogelsang.

“Ele ainda é meu cão, mas ele sabia quando chegaram que precisavam dele mais do que eu”, disse a veterinária.

Os cães sabem confortar as pessoas ao farejarem alguns cânceres, como na respiração de um paciente com câncer de pulmão, afirma a dra. Bonnie Beaver, professora da Faculdade de Medicina Veterinária da Texas A&M University e diretora executiva da Faculdade Americana de Behavioristas Veterinários.

Mas com maior frequência, trata-se da linguagem corporal. “Eles também reconhecem fragilidade, corpo curvado, falta de movimento”, disse Beaver. “Eles sabem como ler uns aos outros. São ótimos nisso, nós não.”

Algumas casas de repouso e asilos que possuem cães para confortar os pacientes até mesmo usam o comportamento dos cães –como com quem o animal escolhe dormir– como um sinal para dizer aos parentes para virem se despedir. “Muitos dos cães residentes conhecem essas pessoas e sabem quando algo está diferente, seja por mudanças de odor ou por estarem se movendo menos”, disse Beaver.

Os cães também podem ajudar aqueles que lidam com outras mudanças. No livro, Vogelsang apresenta os animais que a ajudaram durante algumas mudanças na vida. Quando era pequena, sua lhasa apso chamada Taffy a ajudou a se ajustar a uma mudança indesejada da Nova Inglaterra para a Califórnia.

Após o nascimento de seu primeiro filho, seu golden retriever Emmett não a deixava sozinha enquanto ela enfrentava a depressão pós-parto e uma nova carreira como veterinária. Ele lhe dava amor, assim como alguns olhares que a levaram a uma autoanálise para obter a ajuda que precisava, disse Vogelsang.

Posteriormente, uma cadela labrador chamada Kekoa a ensinou a abandonar expectativas não realistas enquanto equilibrava a carreira e a maternidade. Quando a cadela teve câncer, Vogelsang não a submeteu a procedimentos intermináveis e medicações, porque não era certo para Kekoa. Isso a levou ao campo dos cuidados paliativos.

Após a chegada da mãe de Vogelsang, a família passou dois meses assistindo filmes, comendo biscoitos e observando as borboletas voando no quintal. Pat Marzec até mesmo leu o livro de sua filha, dando sua aprovação. Ela faleceu em 3 de junho, aproximadamente um mês antes de ser lançado.

“Aqueles últimos dois meses que tivemos foi um período incrível”, disse Vogelsang. “A morte é apenas um momento. A vida é tudo mais que a antecede.”

Tradutor: George El Khouri Andolfato

Fonte: Sue Manning
Da Associated Press, em Los Angeles

 


1286218703685

1) ALIMENTAR O GATO COM COMIDA DE CACHORRO

 

Esse é um erro que pode causar muitas deficiências nutricionais graves.

As vezes, um gatinho que vive na companhia de um cachorro pode se interessar pela comida de seu amiguinho canino e se alimentar com sua ração, ignorando a própria comida. Isso faz com que o dono pense que o interesse na ração de cachorro é uma questão de preferência, assim, acaba por ceder e alimentá-lo com a mesma comida que o cãozinho come.

Esse é um grande equivoco. Gatos podem até demonstrar interesse na comida alheia, mas isso não quer dizer que ela seja adequada. Cães e gatos têm necessidades nutricionais diferentes: gatos, por exemplo, precisam mais proteína que os cachorros. Além disso, diferentemente de cãezinhos, os gatos não conseguem converter vários precursores alimentares em aminoácidos e vitaminas.

Se um gatinho for alimentado por longos períodos com ração canina, ele certamente vai desenvolver deficiências nutricionais, o que pode causar desde cegueira até a morte do animal.

 

2) DAR MUITOS PETISCOS AOS GATOS

 

Esses podem levar à obesidade.

Isso dificilmente ocorrerá se o gatinho se alimentar exclusivamente de comida; é mais provável que o excesso de peso aconteça se seu dono, com o intuito de agradá-lo, dê petiscos fora de hora e sem razão.

Petiscos devem ser dados como ou em algum momento especial. Devem ser a exceção, e não a regra. Muitas vezes, preocupado com o fato de que seu gato não está se alimentando o suficiente, o dono tenta compensar com petiscos, que, mesmo próprios para o animal, não são completos nutricionalmente.

Além dos petiscos fora de hora, é comum ver um dono dando pedacinhos do que está comendo ao seu gato, isso é ainda mais perigoso, pois, além da probabilidade de o gatinho ganhar peso demais, essa comida pode ser  nociva à saúde do pet. Esse é o nosso próximo tópico.

 

3) DAR COMIDA DE GENTE AO SEU GATO

 

Comida de humanos pode ser fatal para gatos.

Alimentar seu gatinho com comida para humanos é perigoso . Gatos são sensíveis e não toleram gorduras e temperos, o que pode causar diarreia e vômito.  Além disso, existem comidas que são absolutamente fatais para os felinos, mesmo que sejam bastante saudáveis para os humanos. Entre essas comidas estão:

-cebola

-alho (em todas as suas formas formas, seja pó, cru, cozida, refogada ou desidratada), podem destruir as células vermelhas do sangue do gatinho,  levando –o à anemia.

Isso é verdade mesmo para a cebola em pó, encontrada em alguns alimentos para bebês. Uma dose pequena provavelmente não vai oferecer risco imediato, mas comer uma grande quantidade, uma vez, ou comer pequenas quantidades regularmente pode causar intoxicação;

– uvas e passas, que têm sido frequentemente utilizadas como guloseimas para animais de estimação. Mas essa não é uma boa idéia. Uvas frescas e uvas passas podem causar lesão renal em gatos. E, mesmo uma pequena quantidade pode fazer um gato ficar bastante doente. Vômitos e hiperatividade são os primeiros sinais.

-cafeína. Alguns donos acham bonitinho quando seu gato quer acompanhá-los num cafezinho, até molham o dedo e deixam que seu gatinho lamba algumas gotinhas de café. Os sintomas de intoxicação da cafeína incluem agitação, respiração acelerada, palpitações, tremores musculares e convulsões.  É importante lembrar que a cafeína não está presente apenas no café, mas também em chás, chocolate, refrigerantes e bebidas estimulantes, e até em alguns petiscos caninos;

– chocolate pode ser letal para gatos.  O agente tóxico é a teobromina, e está presente em todos os tipos de chocolate, em diferentes quantidades. O chocolate com maior teor de teobromina é o amargo.

-Sobras de comida, muitas vezes, contêm gordura que foi cortada de carne e ossos. Essa gordura e os ossos podem ser perigosos para os gatos. Gordura, tanto cozida quanto crua, pode causar transtornos intestinais como vômitos e diarreia. Ossos cozidos também são perigosos, o gatinho pode se engasgar ou perfurar algum órgão do trato gastrointestinal;

-ovos crus. Existe um mito de que ovos crus fazem bem à saúde do gato e são bastante apreciados, no entanto há dois sérios problemas em dar ovos crus ao seu gato. O primeiro é a possibilidade de intoxicação alimentar a partir de bactérias. O segundo é que a proteína de ovo cru, chamada avidina, neutraliza a biotina (vitamina B7), podendo causar problemas à saúde do seu gatinho.

 

4) ACREDITAR EM MITOS RELACIONADOS À ALIMENTAÇÃO DO GATINHO

 

Diferentemente da crença popular, gatos não devem tomar leite.

É comum ver, na televisão, um gatinho insistente que é premiado com uma tigela de leite ou com apenas peixes. Há também os adeptos da alimentação crua, como carne vermelha e peixe que não foram cozidos, que garantem que seu animalzinho se deleita com o prato.

De fato, os gatos vão comer todos esses itens com alegria, no entanto, são um mito que eles sejam comidas ideais para um gatinho.

-Atum. Os gatos podem ser viciados em atum, e as latinhas em que vem o atum se assemelham muito às de algumas comidas de gato, então, o dono pensa: “Que mal pode haver em alimentá-lo com atum?”. De fato, de vez em quando, dar a ele um pouco de atum, especialmente se misturá-lo à ração seca, não tem problema nenhum, mas uma dieta exclusiva de atum pode levar à desnutrição, já que esse alimento não é completo nutricionalmente.

-Leite e derivados. O que pode haver de errado em oferecer um pouquinho de leite ao seu gato? Ou, quem sabe, um pedaço de queijo?  Embora gatinhos filhotes sejam bastante tolerantes ao leite,  os gatos mais adultos não o são. Seu trato digestivo não consegue processar bem alimentos com lactose depois que os felinos ficam adultos, e o resultado podem ser problemas digestivos acompanhados de diarreia e vômito.

-Carne crua e peixe cru. Uma enzima (tiaminase) contida no peixe cru, destrói a tiamina (vitamina B1), essencial para o gato. A falta de tiamina pode causar sérios problemas neurológicos.

-Fígado. Pequenas quantidades de fígado tudo bem, mas comer o fígado em excesso pode causar excesso de vitamina A. Essa é uma condição grave que pode afetar os ossos do seu gato. Os sinais incluem : ossos deformados, crescimentos ósseos nos cotovelos e na coluna, e osteoporose.

 

5) OPTAR EXCLUSIVAMENTE POR RAÇÕES SECAS

 

Rações secas são ricas em carboidratos e pobres em água.

As rações úmidas são mais palatáveis que as secas e, por isso, às vezes são as preferidas dos gatos. As rações secas contêm pouca água, o que é ruim, e contém alta quantidade de carboidratos, nutriente do qual os gatos não têm tanta necessidade.

Quem explica é Juliana Maria Neves, médica veterinária.

“O principal erro creio ser os gatinhos se alimentarem com dieta estritamente seca, pois essas dietas oferecem uma quantidade de carboidratos muito grande e pouquíssima água, e os felinos não necessitam desse carboidrato todo. Já a dieta úmida é importantíssima, pois oferece uma grande quantidade de água e ajuda a manter a saúde do trato urinário (….)”.

Além disso, a especialista em felinos explica como a comida deve ser oferecida aos animais:

“Nunca devemos misturar a ração úmida com a seca, sempre devemos oferecer em potinhos diferentes. E, para estimularmos os animais a comerem ração úmida, devemos oferecer essas dietas desde filhote para o animal se adapte às duas sensações, da ração seca e da úmida.”

Juliana prossegue: ‘”É interessante não deixar comida nem água muito próximos, já que, na natureza, muitas vezes eles se alimentam em um lugar e encontram a água em outro local.”  E complementa: “Diferente do que as pessoas pensam, o gato não precisa ter alimentos constantemente nos potinhos, pois alguns animais podem se tornar obesos e compulsivos por comida. O correto é dar a quantidade indicada pelo fabricante da ração para o peso do animal, dividindo essa quantidade em 3 a 4 porções ao dia. E a água, sim, sempre deve ser fresca e à vontade.”

 

OUTROS ERROS MUITO COMUNS

Erros referentes à alimentação são muito comuns, e o dono deve estar sempre muito atento ao que seu bichinho consome, afinal, o que e como ele come está diretamente ligado à qualidade de vida e à sua longevidade. Além desses erros, que são mais comuns, existem outros que podem dificultar a vida do dono e do animal, como por exemplo:

-deixar sua vasilha de comida e água perto da caixinha de areia. Gatos são super limpos. Você também não gostaria de fazer suas refeições no seu banheiro, não é mesmo?

-tentar transformar seu gatinho em um vegetariano. Gatos são carnívoros e precisam de proteína animal para sobreviver. Eles não podem se tornar vegetarianos.

Na dúvida sobre a dieta de seu gatinho, consulte sempre um médico veterinário, ele é a pessoa mais indicada para recomentar tipos de comida, rações e apontar os perigos de ingerir algo que não é próprio.

 

Fonte: Bolsa de Mulher

 


alimentos-toxicos-caes

1 – Chocolate

Essa deliciosa guloseima é uma tentação para as pessoas, mas nem pense em oferecer ao seu cão. Entre os seus problemas, está o fato do chocolate conter teobromina, que é estimulante e funciona de forma semelhante à cafeína, e que é venenosa para os cães.

Embora a quantidade dessa substância varie de acordo com o tipo de chocolate, sendo que quanto mais escuro mais ele possui a teobromina, mesmo doses pequenas podem afetar o coração, sistema nervoso central e rins do seu pet.

Caso ele tenha ingerido, saiba que o envenenamento ocorre entre quatro e 24 horas após o consumo. O grau de envenenamento depende da quantidade de chocolate que o pet comeu, sendo que ele pode ter vômitos, diarreia, agitação, tremores, hiperatividade e até mesmo crises convulsivas.

O melhor é levar o cão ao veterinário, sendo que a primeira medida é fazê-lo vomitar. O tratamento vai depender dos sintomas que ele apresentar, podendo precisar de fluidos intravenosos (gota a gota) e/ou medicamentos para controlar a frequência cardíaca, pressão arterial e as convulsões.

 

2 – Café, chá, bebidas estimulantes e outros produtos com cafeína

Da mesma forma que o chocolate, essas bebidas contém uma substância estimulante, a cafeína. Vale dizer que os cães são mais sensíveis aos efeitos da cafeína do que as pessoas.

Embora um pouco de café ou chá não vá causar danos sérios no cachorro, é melhor evitar que ele se aproxime desse tipo de bebida. Se ingerir borra de café ou sacos de chá pode sofrer com problemas mais graves. Os sinais de envenenamento por cafeína são semelhantes ao que acontece com o consumo de chocolate. O tratamento também é semelhante.

 

3 –Cebola, alho, cebolinha

Esses vegetais podem causar no pet irritação gastrointestinal (estômago e intestino), levando a danos nas células vermelhas do sangue. Embora os gatos sejam mais suscetíveis a esses alimentos, os cães também estão em risco se forem ingeridos sem grandes quantias.

As cebolas são particularmente tóxicas e os sinais de envenenamento podem aparecer apenas alguns dias depois do consumo. Além disso, todos os tipos de cebola são prejudiciais, mesmo que esteja desidratada, crua ou cozida. Por isso, na hora de comer pizzas, não deixe o pet prová-la.

 

4 – Álcool

Qualquer bebida contendo álcool é significativamente mais tóxica para os cães do que para as pessoas. Caso o cão as ingira pode causar vômitos, diarreia, diminuição da coordenação, depressão do sistema nervoso central, dificuldade respiratória, tremores, acidez anormal do sangue, coma e até mesmo a morte.

 

5 – Abacate

O principal problema dessa fruta para o cão é que ela possui uma substância chamada persin, que também está nas folhas e nas sementes do abacate, inclusive, na casca. Se o pet ingerir, pode provocar diarreia e vômitos.

 

6 – Uvas e passas

Esses alimentos não devem ser dados ao pet porque podem causar insuficiência renal. Os cães que já têm determinados problemas de saúde podem ter uma reação ainda mais grave.

 

7 – Caqui, pêssego e ameixas

As sementes dessas frutas podem causar inflamação ou obstrução do intestino delgado.

 

8 – Macadâmia

Depois de 12 horas que o cão come a macadâmia pode mostrar sinais de fraqueza, depressão, tremores, vômitos e hipertermia (aumento da temperatura corporal). Esses sintomas tendem a durar até 48 horas, sendo importante levá-lo ao veterinário.

 

9 – Massas

Quando são usadas leveduras como fermento no preparo de massas, esse alimento não é indicado para cães. Massas contendo levedura podem causar gases que se acumulam no sistema digestivo. Além dissoser doloroso, os gases podem fazer com que o estômago ou intestinos sejam obstruídos e mesmo distendidos.

 

10 – Ossos

Embora seja muito comum dar aos cães os ossos, é importante dizer que os animais domésticos podem se engasgar com eles, além de sofrer prejuízos com estilhaços que podem se alojar no trato digestivo. Caso você dê a ele um osso, é melhor estar por perto para observar se ele não se engasga.

Também é mais indicado oferecer ao seu pet ossos crus, pois depois de cozidos lascam mais facilmente, além de preferir os ossos menores. De qualquer forma, não faça disso um hábito, pois muitos ossos podem causar prisão de ventre.

 

11 – Espiga de milho

Diferente da maioria dos produtos hortícolas, esse não digere bem no estômago de um cão. Caso ele engula um pedaço grande, pode provocar obstrução intestinal, sendo que os sintomas são vômitos, perda de apetite, falta de fezes ou mesmo diarreia. Nesse caso, leve-o ao veterinário imediatamente.

 

12 – Açúcar

Alimentos com açúcar não devem ser dados ao cão, mais um motivo para afastar chocolates do seu melhor amigo. Além de causar obesidade, pode provocar problemas dentais e possivelmente diabetes.

Da mesma forma, oxilitol – uma espécie de adoçante – deve ser evitado, embora se trate de um adoçante natural usado atualmente em muitos produtos, como chicletes e alimentos diabéticos. Os sintomas de intoxicação incluem letargia, vômitos e perda de coordenação, podendo evoluir para decúbito e convulsões.

 

13 – Leite

Como os cães não têm quantidades significativas da lactase, enzima que quebra a lactose no leite, a bebida não é digerida pelo organismo do pet. Por isso, ele terá diarreia ou outros problemas digestivos. O mesmo serve para iogurte e outros alimentos com leite. Caso ele beba, leve-o ao veterinário.

 

14 – Ovos, carnes e peixes crus

Alimentos crus são perigosos e podem provocar intoxicação alimentar devido a bactérias como a Salmonella e E. coli. Uma enzima existente em ovos crus também interfere na absorção das vitaminas do complexo B, podendo resultar em problemas de pele e pelagem.

Tudo o que você precisa fazer é cortar esses grupos de alimentos da dieta do seu cão para que ele se desenvolva com muita saúde. Acompanhe aqui também nossas dicas de como fazer uma alimentação adequada e balanceada para ele!

 

15 – Ração Comercial

Já venho alertando isso há tempos. Não só eu, mas diversos e diversos veterinários e cientistas ao redor do mundo:

A maioria das rações comerciais para cachorro são uma verdadeira porcaria!

Você deveria  dar elas quando realmente não tem tempo para dar uma comida de qualidade para o seu peludo.

 


filhotes_rj01-1024x734

Uma das doenças mais comuns no Sudeste e Centro-Oeste do Brasil é a febre maculosa, resultado da picada do carrapato estrela infectado, o conhecimento “micuim”.

A época do parasita chegou e o Centro de Controle de Zoonoses da Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro faz o alerta sobre os perigos da presença dos “micuins”, que se fixam na pele de bovinos, equinos e até animais domésticos trazendo consequências para a saúde pública.

A febre maculosa é transmitida pelo carrapato infectado. Não existe transmissão da doença de uma pessoa para outra.

Sintomas
Os primeiros sintomas da doença aparecem de dois a quatorze dias depois da picada. Na imensa maioria dos casos, sete dias depois: febre alta, dor no corpo, dor de cabeça, inapetência, desânimo. Depois surgem pequenas manchas avermelhadas, as máculas, que crescem e tornam-se salientes, constituindo as maculopápulas.

Em caso de suspeita a pessoa deve procurar o médico imediatamente para o tratamento adequado, pois os sintomas podem se complicar levando o paciente à morte.

Recomendações
Evitar o contato com carrapatos. Se, por acaso, estiver numa área em que eles estejam presentes a pessoa deve tomar as seguintes precauções:

* Examinar o corpo cuidadosamente a cada três horas pelo menos, porque o carrapato estrela transmite a bactéria responsável pela febre maculosa só depois de pelo menos quatro horas grudado na pele;

* Usar roupas claras porque facilitam enxergar melhor os carrapatos;

* Colocar a barra das calças dentro das meias e calce botas de cano mais alto nas áreas que possam estar infestadas por carrapatos.

* Tomar cuidado ao retirar o carrapato que estiver grudado em sua pele;

* Não se esquecer de que os sintomas iniciais da febre maculosa são semelhantes aos de outras infecções e requerem assistência médica imediata. Manter-se atento ao aparecimento dos sintomas comuns a vários tipos de infecção e procurar um médico para diagnóstico diferencial.

*Evitar contato com animais domésticos e silvestres em regiões reconhecidamente de alta incidência da doença.

*Não esmagar o carrapato, já que a bactéria pode entrar em algum ferimento do homem.

*Usar carrapaticida em animais domésticos com a frequência recomendada.


Carrapatos podem transmitir Febre Maculosa (Foto: Marcelo Horn/GERJ)

Fonte: O Jornal Rio Claro

 


frida2

Artista pinta animais de estimação, especialmente gatos

anuletos

No período de 21 de maio a 21 de junho, a artista plástica Joana Diggle leva para o Shopping Rio Claro suas pinturas que retratam animais de estimação de forma divertida, colorida e vibrante. A exposição Cores Indeléveis por Joana Diggle ficará aberta ao público gratuitamente no Espaço Cultural. No total, serão cerca de 15 obras com tamanho de 20 x 20 cm e temas maiores a partir de 40 cm.

Joana se autodenomina artista exclusiva da linha pet, e seus quadros reúnem muitas cores, formas e referências de produtos pop. As obras da artista já foram expostas em diversos estados brasileiros, além de países como Portugal, Alemanha, Reino Unido, Austrália, Estados Unidos e México.

Joana recebe encomendas de pessoas que querem eternizar seus pets em quadros mais alegres e faz uma interpretação pessoal dos bichos, gerando criações irreverentes. Tudo de forma jovial e divertida.

“O trabalho de Joana destaca uma das nossas grandes paixões, os animais de estimação, e por isso essa exposição é um presente para todas as pessoas que amam os pets”, afirma Reinaldo Lopes Moreira, Gerente Geral do Shopping Rio Claro.

frame frida2

Serviço

Exposição Cores Indeléveis por Joana Diggle

Data: de 21 de maio a 21 de junho

Local: Espaço Cultural, próximo à C&A

Horário: o mesmo do Shopping Rio Claro

Gratuito

 


ajuda_aos_animais

11061186_655266414599771_6721689175814374874_n

Acontece neste sábado, dia 11 de abril em Santa Gertrudes, o Bazar Beneficiente da SPAMA (Sociedade Protetora dos Animais e Meio Ambiente-Santa Gertrudes/SP), com venda de roupas, sapatos e bolsas usadas. Junto com o bazar, haverá a Manhã de Pratos de doces e salgados, onde as voluntárias estão aceitando doações de pratos para a venda no dia.

Haverá também Limpeza de Sobrancelha e Pintura de Unha, onde o dinheiro arrecado será em prol dos nossos peludinhos carentes.

Participem!

Avenida Remolo Tonon, nº 638 – Centro – Santa Gertrudes/SP

 

********************************************

10604507_821114964637132_2964157404966859758_o

Acontece neste sábado também, dia 11 de abril, a venda de pizzas para o auxilio aos animais carentes em Rio Claro, nos sabores de Portuguesa, Calabresa, Mussarela ou Lombinho, por apenas R$ 25,00! Para adquirir a adesão, entre em contato pelo Facebook com Cris Wiechmann ou Juliana Leddomado.

********************************************

11041230_1042984839050968_3126249057509547002_n

No dia 26 de abril, é a vez de ter o Bingo Beneficente Bicho é Vida, que ocorrerá no Grêmio da Bela Vista às 14h. Cada cartela com 5 rodadas duplas será vendida a R$15,00. Na compra de 2 cartelas fechadas, você ganhará a terceira. As voluntárias estarão vendendo estas cartelas antecipadamente, como a Rita de Cassia Ribeiro  e Eliana Rita, ambas pelo Facebook. Contamos com sua presença e seu apoio em mais uma das nossas empreitadas em prol da bicharadinha. Muito obrigada.


11061186_655266414599771_6721689175814374874_n

SPAMA convida a todos para o Bazar Beneficente, teremos roupas, sapatos, acessórios, utensílios domésticos com preços a partir de R$0,50.

Junto ao bazar realizaremos nossa Manhã de Pratos salgados e doces saborosos para você comprar e se deliciar. (Estamos aceitando doações)

Contamos também para embelezar você, com Limpeza de Sobrancelha e Pintura de Unha, onde o dinheiro arrecado será em prol dos nossos peludinhos carentes.

Recolheremos pratos em Rio Claro também. :D

O Bazar SPAMA está demais!!!!!!

PARTICIPEM!!!!! ♥

 

11061186_655266414599771_6721689175814374874_n


tomba-latas

Fundado em 2012, o Projeto Tomba-latas é formado por estudantes da UNESP de Rio Claro, indignados com a situação de abandono e desprezo aos animais.

 960045_200966250052868_2053980237_n

Visamos dar apoio e suporte àqueles que estão ao nosso alcance e lutar pelo direito desses pequenos. Com trabalho voluntário, objetivamos angariar fundos para cuidar dos animais abandonados no Campus e, sempre que temos lares temporários disponíveis, recolhemos o animal para tratar, castrar e encaminhá-lo para adoção. Por isso sempre precisamos de voluntários para que possamos ajudar mais animais de forma efetiva. Além disso, desenvolvemos campanhas de conscientização quanto à guarda responsável e promovemos a divulgação nas redes sociais tanto dos animais disponíveis para adoção quanto dos que precisam de ajuda e não podemos atender, para que todo animal possa ter o cuidado necessário. Desde sua fundação, o Tomba-latas realizou duas festas (TOMBALADA – 2012 e 2013), dois almoços beneficentes, um bingo e participou de eventos como a festa junina de RC (Arraiá Azul), e o After Bio, visando angariar fundos. A partir destes eventos, conseguimos alimentar e castrar os animais que estavam na faculdade e realizar duas feiras de adoção, nas quais 40 animais, entre cães e gatos, ganharam um lar novo. Após a adoção, todos receberam uma visita dos integrantes do projeto, para conferir a aceitação tanto dos animais quanto dos donos. Quem estiver interessado em conhecer o projeto, as reuniões ocorrem todas as terças, às 18h, na Unesp.

Entre em contato conosco! Qualquer ajuda é bem-vinda! Curta nossa página no facebook: Projeto Tomba-Latas Acesse também nosso perfil: Tomba Latas


Revista Colaborativa

O seu maior objetivo é diminuir as distâncias geográficas e de estilos de vidas para um caminho mais rápido ao alcance do conhecimento, divulgar ideias, movimentos, e ações através de uma nova mídia colaborativa na cidade, com informações de causa social, uma revista eletrônica que tem como público alvo internautas com médio e alto potencial ideológico e de consumo para interagir e desenvolver a sua própria subsistência em diversas esferas da comunidade para o bem comum.