Revista Colaborativa Rio Claro Online Contato WhatsApp: +55 19 9 9801.7240 | 3597.0881 contato@rioclaroonline.com.br


senac
30 de novembro de 2018

Jogos em 2D: uma plataforma em ascensão


Dentro dessa perspectiva, o Senac Rio Claro oferece a capacitação Games 2D – criando seu primeiro jogo para interessados no setor.

 

Em algumas situações – na fila do supermercado ou na espera pelo transporte ou num dia comprometido pela chuva -, muitas pessoas recorrem aos jogos no celular para passar o tempo enquanto esperam. Esse comportamento, além de evidenciar o uso constante dos smartphones, também mostra como os games móveis ganharam espaço no mercado. Os aplicativos desenvolvidos na plataforma 2D, em duas dimensões, são exemplos dessa expansão.

 

Durante as décadas de 80 e 90, a vez foi dos consoles como o Super Nintendo e o Mega Drive. Atualmente, as produções de entretenimento parecidas estão mais associadas à indústria independente e aos dispositivos móveis. O que ajudou a ganharem novos adeptos. Segundo Jonathan Perdiza de Campos Leite, docente da área de tecnologia da informação do Senac Rio Claro, a plataforma 2D requer menos recursos de processamento, os desenvolvedores encontram um amplo campo criativo, tornando-os mais atraentes e práticos.

 

“O mercado está em plena ascensão e tem se expandido com facilidade. E hoje, quando falamos em games de sucesso, associar sua popularidade somente à perspectiva dimensional é um equivoco. O 3D pode ser mais chamativo, mas não garante qualidade”, ressalta. Para o docente, a prova de que a plataforma 2D voltou com tudo são os jogos premiados anualmente pela cerimônia The Game Awards, equivalente à popularidade do Oscar, que, neste ano, tem entre os destaques o jogo Celeste, construído dentro dessa visão.

 

Para auxiliar quem pretende investir nesse mundo virtual, a unidade disponibiliza o curso Games 2D – criando seu primeiro jogo. Na capacitação, o aluno entende os conceitos de programação e construção que estão por trás dos jogos em duas dimensões, além de conhecer os caminhos que levam ao desenvolvimento de um game.

 

Para se inscrever, o estudante precisa ter conhecimentos básicos no sistema operacional Windows e ter concluído o curso Lógica de Programação ou possuir conhecimento equivalente. “A capacitação é indicada para quem está começando na área, porém, exige certo grau de entendimento dos desenvolvedores”, explica Jonathan. As aulas estão previstas para começar em fevereiro de 2019.

 

Para mais informações, acesse o Portal Senac: www.sp.senac.br/rioclaro. No endereço on-line, você confere ainda a programação completa da unidade.

 

Serviço:
Games 2D – criando seu primeiro jogo
Data: 8 de fevereiro a 7 de junho de 2019
Horário: sexta-feira, das 19 às 22 horas

 

Senac Rio Claro
Endereço: Avenida Dois, 720 – Centro – Rio Claro/SP
Informações e inscrições: www.sp.senac.br/rioclaro


1
12 de novembro de 2018

Enem aborda direitos humanos, racismo e manipulação na internet


No primeiro domingo do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), foram aplicadas as provas de linguagem, ciências humanas e redação.

 

Alguns temas abordados foram a Declaração Universal dos Direitos Humanos, racismo, ditadura militar e violência contra a mulher.

 

Logo na sexta questão, a prova citou a diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, Audrey Azoulay, em uma fala sobre a existência da discriminação e do ódio na sociedade. “A Declaração Universal dos Direitos Humanos está completando 70 anos em tempos de desafios crescentes, quando o ódio, a discriminação e a violência permanecem vivos”.

 

Racismo

 

O exame também incluiu o trecho de uma matéria de jornal que cita a “intolerância do internauta” brasileiro, traduzida em mensagens de racismo, posicionamento político e homofobia. O racismo também foi abordado em um poema que faz menção ao discurso racista internalizado na sociedade. O racismo apareceu ainda na prova de ciências humanas, através da ativista Rosa Parks.

 

Rosa Parks foi uma costureira negra norte-americana que entrou para a história da luta pela igualdade de direitos civis ao recusar-se a ceder seu lugar no ônibus a uma pessoa branca. Parks foi presa por um dia, mas seu gesto deu início a um boicote ao transporte público local e culminou, meses depois, com o fim da lei que determinava a separação de negros em assentos separados dos brancos nos Estados Unidos. O episódio envolvendo Rosa Parks foi incluído na prova.

 

Violência

 

A violência contra a mulher foi outro tema levantado nas provas. Na prova de linguagens, códigos e suas tecnologias, uma campanha publicitária contra o assédio a mulheres em trens de Porto Alegre foi tema de uma questão.

 

Uma peça publicitária da década de 1940 foi tema de outra questão na prova de ciências humanas e suas tecnologias. A peça reforça os estereótipos de mulher submissa e a prova questionou o estudante sobre essas distorções da visão, predominante à época, que se tinha da mulher.

 

Ditadura militar

 

A ditadura militar foi tema na prova de ciências humanas. O exame reproduziu a carta do cartunista Henfil ao presidente Ernesto Geisel escrita em 1979. Na carta, Henfil declara a devolução do seu passaporte, uma vez que os passaportes de outras oito pessoas, dentre elas Leonel Brizola e Miguel Arraes, tinham sido negados.

 

Redação

 

No domingo (4), os estudantes fizeram provas de linguagem, ciências humanas e redação. O tema da redação foi “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”. O exame segue no dia 11 de novembro, quando os estudantes farão provas de ciências da natureza e matemática.

 

Prova mais conteudista

 

Para o professor de redação, sócio e vice-presidente de educação do curso online Descomplica, Rafael Cunha, o Enem manteve o padrão das provas dos últimos anos. “Muita leitura, uma variedade bastante grande de textos, desde técnicos, passando por literários, gráficos, ilustrações, fotografias e obras de arte”.

 

Segundo Cunha, a prova foi essencialmente de leitura e interpretação. “Foi uma prova de diversos textos ligados a questões sociais bastante relevantes como imagem da mulher, preconceito em relação à mulher, racismo. Uma prova com preocupação social bastante forte”.

 

O professor de filosofia e sociologia do curso pré-vestibular online ProEnem, Leandro Vieira, concorda que o Enem 2018 seguiu tendência de anos anteriores e estava mais complexo. “A prova estava mais complexa, mais conteudista. Os participantes precisavam de mais conteúdo e menos intepretação para resolver questões”, diz e acrescenta: “a prova estava extremamente cansativa, muitos textos longos. Exigiu do aluno atenção e cuidado, exigiu que se mantivesse calmo.”

 

De acordo com o professor, as questões sociais foram mantidas e havia mais questões de história. Geografia perdeu um pouco o espaço, na avaliação de Vieira.

 

A tendência conteudista, para Vieira, pode excluir estudantes menos preparados. “Eu acho que o Enem, quando iniciou lá atrás, tinha a proposta de ser uma prova mais abrangente, que possibilitava abranger o Brasil em maior escala. Está perdendo um pouco esse viés. Distanciando alunos que não têm acesso a cursinho e à educação de maior qualidade”.

 

O gabarito oficial do Enem 2018 será divulgado pelo Inep até 14 de novembro. Já o resultado deverá ser divulgado no dia 18 de janeiro de 2019.

 

A nota do exame poderá ser usada para concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

 

 

Por Agência Brasil


unesp
10 de novembro de 2018

Vestibular Unesp 2019 aplica prova da primeira fase no dia 15


Prova só pode ser feita com caneta de tinta preta em tubo transparente.

 

Será realizada em 15 de novembro, quinta-feira, a prova da primeira fase do Vestibular Unesp 2019. Os 98.224 vestibulandos podem consultar local de exame no site www.vunesp.com.br.

 

Os portões serão fechados às duas horas da tarde.

 

Os candidatos devem comparecer ao prédio com uma hora de antecedência, portando original de um dos seguintes documentos: RG, Carteira de Habilitação, Certificado Militar, Carteira de Trabalho, Passaporte, Registro Nacional de Estrangeiros, Identidade expedida pelas Forças Armadas ou carteira de órgão ou conselho de classe.

 

Os materiais de prova a serem levados pelos candidatos são lápis preto (proibido uso de lapiseira), apontador, borracha, caneta esferográfica com tinta preta (fabricada em material transparente) e régua transparente. O exame terá duração de quatro horas e meia.

 

O exame será aplicado em 31 cidades paulistas (além das 23 onde estão sendo oferecidos cursos, os exames acontecerão em Americana, Campinas, Guarulhos, Jundiaí, Piracicaba, Ribeirão Preto, Santo André e Sorocaba) e ainda em Brasília (DF), Campo Grande (MS), Curitiba (PR) e Uberlândia (MG).

 

A segunda fase será aplicada nas mesmas cidades, nos dias 16 e 17 de dezembro, domingo e segunda-feira.

 

As cidades para as quais há oferta de carreiras neste vestibular são Araçatuba (170 vagas), Araraquara (855), Assis (405), Bauru (1.045), Botucatu (600), Dracena (80), Franca (410), Guaratinguetá (310), Ilha Solteira (310), Itapeva (80), Jaboticabal (280), Marília (475), Ourinhos (90), Presidente Prudente (640), Registro (40), Rio Claro (490), Rosana (80), São João da Boa Vista (40), São José do Rio Preto (460), São José dos Campos (120), São Paulo (185), São Vicente (80) e Tupã (120).

 

A Unesp destina 3.698 vagas, 50% do total, ao Sistema de Reserva de Vagas para Educação Básica Pública. A porcentagem de ingressantes oriundos de escolas públicas no Vestibular Unesp 2018 foi de 55,8%. Quando o programa foi iniciado, em 2014, era de 40,7%, ou seja, incentivou o aumento de 37,1% no intervalo de quatro anos.

 

 

Mais informações:
Informações sobre todos os cursos da Universidade no Guia de Profissões, em www.unesp.br/guiadeprofissoes
Disque Vunesp – (11) 3874-6300 (de segunda a sábado, das 8 às 20 horas)
Sites – unesp.br/vestibular e www.vunesp.com.br


2
6 de novembro de 2018

Site oferece acompanhamento individualizado gratuito para concurso de Defensor Público Estadual


O concurso para Defensor Público Estadual é um dos mais acirrados. Para chegar lá, é preciso se preparar bastante, mas não é todo candidato que tem condições de comprar os materiais de estudo, fazer um cursinho ou contratar um coach para encarar as provas.

 

Essas barreiras fazem do Defensor Público Estadual um cargo elitizado: restrito a quem pode investir cifras elevadas na sua preparação para o concurso. Diante dessa realidade, pessoas que já ingressaram na Defensoria Pública decidiram ajudar quem está na batalha.

 

“Percebi que o concurso para Defensor Público Estadual ainda é um concurso em que para passar exige-se um gasto financeiro elevado, e muitas pessoas não reúnem condições financeiras para contratar um curso ou coach, já que alguns cursos cobram valores mensais que superam um salário mínimo”, contou Victor Hugo Linhares, idealizador e coordenador do site Rumo à Defensoria, ao Razões para Acreditar.

 

Linhares aguarda sua nomeação para Defensor Público Estadual do Amapá e já passou em diversos concursos, como técnico judiciário, analista e oficial de justiça. Ele e colegas que foram aprovados para o cargo de Defensor dão dicas de provas objetivas, discursivas e orais, e alimentam um blog com publicações diárias.

 

Victor acha justo o valor que os cursos e coachs cobram de candidatos ao cargo de Defensor Público Estadual, mas faz uma observação pertinente. “É praticamente impossível que algo “de graça” seja mantido com qualidade pelo resto da vida. Mas não se pode deixar de lado que essas pessoa (alunos) muitas vezes estão passando por situações difíceis em suas vidas.”

 

Todo mês, o site vai selecionar 10 pessoas para receberem acompanhamento individualizado gratuito, durante 30 dias. No 1º dia de cada mês, o interessado deve enviar um e-mail contando sua história de vida e o motivo de querer ser Defensor Público.

 

“Recebemos bastante histórias, que vão desde pessoas com depressão grave, que não têm qualquer apoio familiar, a pessoas com históricos de acidentes graves. Cada história é um mundo. Confesso que é bem difícil de escolher.”

 

“Para a escolha, utilizamos como critérios a ausência de recursos financeiros aliada a outros elementos, como pessoas que sofrem de depressão ou que não têm incentivo dos próprios pais, que reprovaram em muitos concursos e desistiram de estudar, etc.”

 

Com o sucesso da iniciativa, o site montou um curso para aqueles que podem pagar. Segundo Victor, é o que irá manter os gastos e custos que o projeto tem com as pessoas que não podem pagar. “A Defensoria é o lugar de quem ajuda as pessoas. Estamos muito felizes em fazer tudo isso”, finaliza.

  

Fonte: Razões para acreditar


cartaz
5 de outubro de 2018

CONVITE PARA A PRIMEIRA SEMANA E PARADA LGBT DE RIO CLARO


O Movimento LGBT nasceu no intuito de difundir e disseminar mais conhecimento sobre os direitos, movimentações, lutas e festas da comunidade LGBT, para que as novas e futuras gerações que ainda estão por vir, independente do que escolherem para as suas vidas, não passem o descaso e preconceito que nós passamos. E a ideia da Primeira Semana LGBT é justamente interligar todas as pessoas interessadas nessa causa e unir a comunidade LGBT, oferecendo atenção, apoio e orientação.

 

Nossa Primeira Semana e Parada vêm com tudo! Conheça e se aproxime de muita gente do bem que está somando forças com a organização e Causa LGBT no município de Rio Claro/SP.

 

A semana contará com rodas de conversa, palestras, atividades socioculturais e socioeducativas, teatro, cine-debates, documentários, depoimentos e relatos da comunidade LGBT/ família/ amigos, com temas relevantes e pertinentes para a comunidade LGBT. Equipes de saúde estarão à disposição, assim como profissionais capacitados para orientações sociais e psicológicas, terá muita dança e música, Concurso Drag Queen, três apresentadores luxuosos e cheios de carisma, um time de Dj’s de arrepiar! Mais uma atração bombástica que promete abalar as estruturas da parada é a nossa querida artista transformista e madrinha OFICIAL: Angel.

 

Viver é lembrar, e como é bom juntarmos as boas lembranças de tudo que passamos neste ano, onde lutamos e resistimos até aqui com muita coragem e dedicação, cada um com a sua forma de presenciar essa experiência humana que é intrigante e maravilhosa ao mesmo tempo, estar vivo (a) para compartilhar todos esses momentos com todos (as) supera qualquer expectativa de ser, e isso só reforça o verdadeiro sentido do Movimento LGBT existir no país. Cada um de nós, por nenhum direito a menos!

VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO (A)!

 

Assista ao vídeo da 3ª Festa Oficial Pré Parada do Movimento LGBT da cidade de Rio Claro/SP – 17/04/2018:

 

https://www.facebook.com/movimentobrasileirolgbt/videos/733838026961378/

 

A cidade de Rio Claro/SP nunca realizou uma semana e parada LGBT, com ações, apoio e passeata nas ruas.

 

Contudo, Rio Claro/SP é a primeira cidade do país a começar a realizar festas pré parada para arrecadar fundos independentes para a Organização da Semana e Parada do Orgulho LGBT, seguida por São Carlos e depois Piracicaba.

 

ANOTE O CRONOGRAMA NA AGENDA:

 

PRIMEIRA SEMANA E PARADA LGBT – RIO CLARO/SP – ANO DE 2018

Realização Movimento LGBT.

 

15 de Outubro de 2018

ABERTURA DA SEMANA

 

13:30 hrs – Apresentação do Cronograma da Semana e Roda de Conversa – Convidada: Valdirene Santos – Coordenadora do CR LGBT DE Campinas/SP e

Presidente do Fórum Nacional LGBT

19:00 hrs – Over-X – Grupo de Dança

20:00 hrs – Angel – Performance

 

DIA 15

 

 

16 de Outubro de 2018

CONSCIÊNCIA E MANIFESTAÇÃO ARTÍSTICA LGBT

 

14:00 hrs – Roda de Conversa sobre Identidade de Gênero – com o Ativista LGBT e Educador João Paulo Ferraz

16:00 hrs – Roda de Conversa com Psicólogos e Assistentes Sociais Parceiros da Comunidade LGBT – com Leticia Wolf – Psicóloga e Paula Agus – Assistente Social

20:00 hrs – Cia Tempero D’Alma de Artes Cênicas apresenta:

Teatro “O Delicado” de Nelson Rodrigues e Dança  “Diferente Mas Normal” – com Lucas Oliveira e Marcos Jr.

Direção: Cláudio Lopes

 

DIA 16

 

 

17 de Outubro de 2018

A EDUCAÇÃO COMO BASE DA FAMÍLIA NA CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE SEM LGBTFOBIA

 

14:00 hrs – Roda de Conversa – SENAC – Tema:

A Educação como base da família na construção de uma sociedade sem LGBTFOBIA – com Andrea Bernardes – Psicóloga

17:30 hrs –  Roda de Conversa sobre Identidade de Gênero – com o Ativista LGBT e Educador João Paulo Ferraz

19:30 hrs – Intervenção Artística “Inevitável Sentir” com o bailarino e coreógrafo:

Rafael de Paula

 

DIA 17

 

 

18 de Outubro de 2018

SAÚDE E CULTURA LGBT

 

10:30 hrs – Roda de Conversa sobre Prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis – com Cristiane Midori Nakanishi Nakahara – Assistente Social e Rafaela Martinez – Psicóloga – Fundação Municipal de Saúde, Equipe SEPA – Prevenção e Saúde da Comunidade LGBT

14:00 hrs – Roda de Conversa sobre Preconceito Induzido, Intolerância Religiosa, Defesa Contra LGBTFOBIA, Documentários, Curtas e Cine-debate LGBT – Depoimentos e Relatos da Comunidade LGBT  – com a Ativista LGBT e Educadora Leila Pizzotti.

20:00 hrs – Cia Tempero D’Alma de Artes Cênicas apresenta:

Teatro “O Delicado” de Nelson Rodrigues e Dança  “Diferente Mas Normal” – com Lucas Oliveira e Marcos Jr.

Direção: Cláudio Lopes

 

DIA 18

 

 

19 de Outubro de 2018

GÊNERO, RAÇA E LGBT EM EVIDÊNCIA

 

14:00 hrs – Apresentação do fluxo de acolhimento da população LGBT e informações sobre a cirurgia de transgenitalização – com os psicólogos Jonas Fornitano Cholfe e Rafaela Martinez

16:30 hrs – Roda de Conversa sobre Consciência Negra e Militância  LGBT – com a Transativista e Educadora Gabriela Naomi de Souza

18:00 hrs – Relatos de Famílias e Amigos de LGBT

19:00 hrs – Apresentação de Dança – com Marjorie Baltieri

20:00 hrs – Intervenção Artística – Rafael de Paula

 

DIA 19

 

 

20 de Outubro de 2018

CONCURSO DRAG QUEEN DA PRIMEIRA PARADA LGBT+ RIO CLARO/SP

 

10:00 hrs – Reunião geral somente com as participantes

13:00 hrs – Concurso de DRAG QUEEN

Local: Casa do João – Rua 2, com avenidas 22 e 24 n° 2174 – Centro

Apresentadores: Brennah Satiez e Bruno Santoro

22:00 hrs – Resultado e Premiação do Concurso no Joaquina Lounge Bar

Local: Rua 14 Nº 2486 Jd. São Paulo

Todas as atividades serão realizadas na Casa do João.

Endereço: Rua 2, Avs. 22 e 24 N° 2174 – Centro.

As apresentações da Cia. Tempero D’Alma de Artes Cênicas nos dias 16 e 18 a partir das 20:00 hrs serão realizadas em sua sede.

Local: Avenida Saburo Akamine, entre as Ruas 16 e 17, N° 376 – Jardim São Paulo.
Para todos os dias a Entrada é 1 kg de alimento não perecível ou 1 caixinha de leite.

 

 CONCURSO DRAG QUEEN

DJLARI

angel

 

21 de Outubro de 2018

PRIMEIRA PARADA LGBT+ DE RIO CLARO/SP

Domingo a partir das 13:00 horas.

Concentração no Jardim Público

Praça Central de Rio Claro/SP

Avenida 1 com a Rua 3, N°945 – Centro – Rio Claro/SP

 

cartaz

 

 

MADRINHA OFICIAL DA PARADA

Angel

 

angel

 

 

APRESENTADORES

Bruno Santoro

Brennah Satiez

Marcia Moro

 

perfil

 

 

ATRAÇÃO PRINCIPAL

 

Sasha Zimmer

 

APRESENTAÇÃO DOS DJ’s

Lari Mori – Piracicaba/SP

Naomi X – Rio Claro/SP

Morana Evermore – Rio Claro/SP

Tigger – Limeira/SP

Storn – Limeira/SP

Vinicius Armando – Limeira/SP

Rodrigo Valentim – São Paulo/SP

Akemy Fernandes – Limeira/SP

Drama Graysky – Piracicaba/SP

Giorgia Morgan – Piracicaba/SP

JC Hernandes – São Paulo/SP

Lana Deville – Americana/SP

Wesla Bravo – Americana/SP

 

 

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

 

PRIMEIRA SEMANA E PARADA LGBT DE RIO CLARO/SP

VISIBILIDADE AOS DIREITOS,
MANIFESTAÇÕES ARTÍSTICAS E CULTURAIS LGBT

 

O objetivo do projeto é fomentar a “VISIBILIDADE AOS DIREITOS, MANIFESTAÇÕES ARTÍSTICAS E CULTURAIS LGBT” na cidade de Rio Claro/SP.

 

O objetivo da primeira semana e parada LGBT é promover e proporcionar para a população LGBT existente no município e para a comunidade rio-clarense uma semana socioeducativa e cultural, com atividades e ações inclusivas, mobilizando a população LGBT, com intuito participativo social.

 

O Projeto visa construir uma sociedade livre, justa e solidária, garantindo assim o desenvolvimento da comunidade LGBT, erradicando a violência e a marginalização das classes menos favorecidas, reduzindo as desigualdades sociais, promovendo o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade, orientação sexual e quaisquer outras formas de discriminação.

 

O objetivo do projeto é promover a descentralização dos recursos sociais destinados à atividades artísticas e culturais do município de Rio Claro/SP para a comunidade LGBT.

 

O Projeto em questão garante a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade da população LGBT na cidade de Rio Claro/SP.
O acesso à cultura e educação poderá tornar mais tolerante a sociedade em que vivemos, além de medidas sócio educacionais de criminalização de crimes causados por opressores.

 

A primeira semana e parada LGBT de Rio Claro/SP tem o importante papel de enfatizar que o ser humano não pode sofrer opressão e muito menos ser descriminalizado por sua orientação sexual, credo, etnia ou ideais.

 

A população LGBT e suas lutas por direitos existenciais ainda é um tabu da nossa sociedade, talvez seja de difícil enquadramento de debate na maioria das vezes, porém ao mesmo tempo é instigante e o propósito do projeto é justamente a troca de experiência entre todos os envolvidos nessa sociedade, um pré-debate sobre o tema da diversidade sexual, suas lutas e avanços / derrotas, começando a partir do tema da intolerância dos outros quando a vítima não é você.

 

O Projeto incentiva o exercício do combate à intolerância e violência para com a população LGBT, e vale explicar para a sociedade no todo que o preconceito que as pessoas carregam nas suas mentes, sem qualquer justificativa ou razão, não é normal assim como a atitude de ameaçar pessoas de condições sexuais divergentes, simplesmente fazerem o que gostam, seria uma atitude autoritária, arbitrária e de perseguição sem sentido. Até onde vai o limite do preconceito e da intolerância? Será apenas o início de um exercício de reflexão, dentre vários que manteremos no projeto como alicerces.

 

A Cultura e a Educação podem ajudar as pessoas a se conscientizarem que LGBT Não É Doença!

 

Foi em 1990 que a Organização Mundial da Saúde, em resposta a mobilização das pessoas LGBT, tirou a homossexualidade da sua lista de doenças. Não devem existir tratamentos de reversão sexual para nenhuma identidade de gênero, porque ser LGBT é uma condição saudável, e não doente!

 

A marginalização da população LGBT no Brasil não diminuiu – pelo contrário: é o país onde mais assassinam transexuais, gays e travestis; é aqui que a juventude LGBT não se insere no mercado formal de trabalho; a população de transexuais que vive marginalizada sem acesso a empregos; é a sociedade LGBT que sofre opressões constantes; são os jovens expulsos de suas casas, e que perdem as perspectivas de um futuro melhor… Isso é inaceitável! Além de catalogarem a bissexualidade e identidade de gênero como doenças.

 

A luta que forjou uma resolução mundial em 1990 que reconhecia que viver a sexualidade faz parte de quem o sujeito é, e que isso não é perversão, está em perigo constante com a falta de medidas preventivas e corretivas para a promoção da segurança e legalidade da população LGBT. Se existe sofrimento na vida das pessoas LGBT, ele surge da opressão social e da ignorância coletiva, que tira dos LGBT o direito de simplesmente existir dignamente.

 

Reivindicamos a força que vai nos fazer barrar todo tipo de ataque contra os nossos, nas ruas e nas redes de pessoas que assim como nós só desejam a liberdade de existir e de exercer seus direitos como cidadãos livres e do bem.

 

E o fato de conseguirmos quebrar nossos limites e barreiras impostas muitas vezes pela ignorância, pelos preconceitos e pré-conceitos já fixados ao longo da história, pela falta de cultura, e educação de eficácia duvidosa desenvolvida principalmente pelo ensino arcaico e outros fatores externos, nos faz acreditar que a cultura e a educação para a comunidade LGBT, assim como para a sociedade no todo, são de extrema importância. Necessitamos explicitar que a sociedade precisa de mais informação LGBT, mais conhecimento sobre LGBT, mais tolerância para com os LGBT, e que é apropriada a validar-se contemporaneamente a causa LGBT.

 

As motivações metodológicas do projeto apontam aos resultados esperados com mais suporte para as técnicas de inclusão sociais participativas e coletivas, contribuindo assim para mais ações educacionais e colaborativas para que esse projeto pioneiro seja o porta-voz para a cultura social/artística da população LGBT em Rio Claro, tornando-se também referência nacional neste segmento.

 

A Justificativa do projeto visa exatamente equiparar de forma adequada uma população inteira que ao longo da história foi vítima de discriminação social e cultural devido ao posicionamento do seu livre-arbítrio e da existência do seu eu interior muitas vezes não ser aceito pelo seu próximo, que consequentemente é diferente de você, mas que são iguais de outras formas como seres humanos.

 

A juventude requer ser orientada; só assim não haverão de malograr os esforços e a inteligência dos que amanhã, por sua vez, deverão preparar as gerações que lhes sucederão.

 

O fomento do estudo em todas as suas formas, das atividades sadias, do culto ao saber, à humanidade, à família, e, muito particularmente, do culto ao respeito que o indivíduo deve a si mesmo, ao que é seu, ao respeito que deve aos demais e à propriedade alheia, é o fundamental para que tal orientação cumpra seu grande objetivo, que é o de formar na juventude a consciência cabal de sua responsabilidade perante a vida, seus semelhantes, sua cultura e o seu mundo.

 

Visando uma mobilização dos resgates de valores culturais e buscando possíveis soluções, a Produção do Projeto desenvolverá atividades que despertem o interesse da sociedade pelos temas LGBT e Ações Comunitárias ambas interligadas, a fim de que os mesmos se sensibilizem na tentativa de mudanças de atitudes para que gerem conteúdos positivos em sua formação pessoal em vez de pré-conceitos, intolerância e discriminações.

 

A intolerância pode estar baseada no preconceito, podendo levar à discriminação. Intolerância é uma atitude mental caracterizada pela falta de habilidade ou vontade em reconhecer e respeitar diferentes crenças e opiniões. A intolerância deve ser combatida com Cultura e Educação! E a LGBTFOBIA criminalizada. Todos os recursos e esforços serão empregados na preservação e difusão das manifestações culturais com temática LGBT.

 

O cidadão do hoje tem que ser mais bem articulado e desenvolvido para ser o cidadão de amanhã, que possivelmente será mais tolerante em relação ao próximo, mesmo que este seja diferente dele. Quebrarmos nossos limites e barreiras impostos muitas vezes pela ignorância, pelos preconceitos e pela educação de eficácia duvidosa desenvolvida principalmente pelo ensino antigo/arcaico e outros fatores externos é uma luta e uma causa apropriada a validar-se contemporaneamente.

 

As motivações metodológicas do projeto apontam aos resultados esperados com mais apoios nas técnicas de inclusão sociais e coletivas, que o evento seja o porta voz para a cultura social/artística LGBT tornando-se referência nacional neste segmento.

 

Os objetivos específicos são metas quantificáveis e qualificais que permitam a avaliação do projeto ao seu final: ações a desenvolver, bens culturais a produzir, público a mobilizar, sendo elas: descentralização dos recursos, aquecimento do mercado interno da cidade, do comércio e turismo, incentivar a inclusão social das classes menos favorecidas, revelar e divulgar novos talentos e novas lideranças para a causa LGBT em âmbito nacional, mobilizar e interagir a comunidade da cidade, beneficiar a imagem da cidade de Rio Claro, expor que a Cidade nunca possibilitou um evento desse porte e intuito social, produção de filmagem do evento para geração de um documentário, exposição dos direitos LGBT e outras atividades artísticas desta natureza, dias culturais que promoverão a integração da sociedade e seu público-alvo, divulgando e interagindo através de campanhas, palestras e movimentos de ação social, realização de eventos posteriores voltados para o público LGBT, para promover e difundir os ideais do da luta contra a ignorância, violência e contra a LGBTfobia, divulgando assim as ações sociais/culturais na cidade.

 

Público-Alvo: Pessoas interessadas no Movimento LGBT, colaboradores/as da causa LGBT, LGBT em geral. A Estimativa é de aproximadamente 3.000 mil pessoas.

 

A Semana e Parada LGBT tem o importante papel para enfatizar que o ser humano não pode ser discriminado por sua orientação sexual, e o projeto visa exatamente equiparar de forma adequada uma comunidade inteira que ao longo da história foram vítimas de discriminação social, cultural e artística, devido ao posicionamento do seu livre-arbítrio e da existência do seu eu interior.

 

Contudo a cidade de Rio Claro/SP foi a 2° cidade brasileira e a 1° cidade paulista a receber energia elétrica e ainda não possibilitou a realização de um projeto determinante para tal ação e causa da comunidade LGBT.

 

A Primeira Parada LGBT da Cidade de Rio Claro/SP está comprometida a se reunir na Praça Central da Cidade, Av 1. Com a Rua 3, no dia 21 de Outubro de 2018 a partir das 13:00 horas, onde mantém um espaço amplo para a sua concentração e para começar a receber os primeiros discursos de pessoas e entidades apoiadoras relevantes empenhados na causa e luta do movimento social e popular  LGBT para assim dar início a passeata pacífica rumo ao Espaço Livre do Lago Azul que será a sua localização final da trajetória da passeata, local esse onde será concentrado o público LGBT e proporcionará o acesso as suas principais manifestações e apresentações culturais artísticas/musicais.

 

A chegada prevista para a Parada no seu trajeto e rota final está marcada para as 17:00 horas no Espaço Livre do Lago Azul, área  externa do Centro Cultural Roberto Palmari.

 

O término da Primeira Parada LGBT Rio Claro/SP está prevista para as 20:00 horas.

 

A estimativa de abordagem de público para a Semana e Parada LGBT Rio Claro/SP de 2018 é de aproximadamente 3.000 pessoas.

 

Durante a Realização do Projeto serão Promovidas Campanhas e Ações Socioeducativas.

 

O Projeto desenvolvido tem todas as suas atividades previstas com entrada franca, não sendo cobrado nenhum tipo de ingresso ou valor, apenas é sugerido a doação de um litro de leite ou 1 kg de alimento não perecível para a coleta e arrecadação através das ações e dias culturais que o projeto promoverá, as arrecadações serão doadas para entidades carentes do município.

 

As manifestações e expressões culturais da população LGBT visa resgatar os direitos fundamentais básicos e liberdade de expressão.

 

A partir da apresentação de iniciativas inéditas desenvolvidas em alguns coletivos e movimentos, os pontos abordados e medidas técnicas adotadas promoverão uma ampla conscientização e mobilização para todos os munícipes rio-clarenses, será possível uma troca de conhecimentos com a população em geral.

 

O Projeto tem por objetivo ofertar um conjunto de ações visando garantir o mais amplo acesso da população em geral ao produto cultural gerado na semana voltada para a população LGBT, objetivando também, a descentralização e/ou garantia da universalização do benefício ao cidadão, sempre em consideração ao interesse público e a democratização do acesso aos bens culturais resultantes, assim como o incentivo a promoção de novos agentes atuantes e destaques no processo educacional e consciente da sociedade.

 

A primeira Parada LGBT de todas as outras cidades foi de extrema importância para que pudesse possibilitar as paradas dos anos seguintes. A primeira e essas seguintes paradas são devidamente organizadas e articuladas para receberem a demanda de adeptos a causa LGBT e seus conceitos ideológicos e de inclusão e integração social assim como a sociedade por completa. As atividades e atrações artísticas e culturais dessa grande semana de celebração dos direitos LGBT confirmam-se no âmbito da necessidade urgente que a população LGBT precisa de atenção e ajuda para lidar com o pré-conceito e a intolerância exacerbada de grupos extremistas, conservadores e preconceituosos.

 

A Prefeitura de Rio Claro/SP, assim como o devido policiamento nas ruas e o apoio da população possibilitarão que a primeira semana e a Parada LGBT aconteça de forma tranquila e estável.

 

O encerramento da Parada LGBT será com um ato de agradecimento a todos os participantes, parceiros, organizações públicas e privadas, e com a organização do evento.

 

Este projeto visa à inclusão social, a inclusão das manifestações culturais da população LGBT, tornando acessível a todos, os produtos produzidos culturais gerados, independente de classe social, raça, orientação sexual ou credo, e de acordo com o Estado Laico.

 

As atividades oferecidas pelo projeto são gratuitas, mas dentre as de maior caráter cultural socioeducativo destacam-se as campanhas educativas e preventivas (Contra Violência e Contra LGBTfobia), e palestras de cunho social com palestrantes designados pela sociedade para abordagem dos temas LGBT. Apostando na preservação e difusão das manifestações culturais com temática LGBT que serão voltadas para toda a comunidade rioclarense e cidades próximas como Americana, Analândia, Araraquara, Araras, Campinas, Charqueada, Cordeirópolis, Corumbataí, Capivari, Indaiatuba, Ipeuna, Iracemápolis, Jundiaí, Leme, Limeira, Santa Gertrudes, Lins, Matão, Mogi das Cruzes, Mogi Mirim, Osasco, Rio das Pedras, Piracicaba, Pirassununga, Ribeirão Preto, Salto, Santa Bárbara D’Oeste, Sorocaba, Sumaré, São Paulo e entre outras.

 

A partir da apresentação de iniciativas inéditas desenvolvidas em alguns coletivos e pontos, será possível uma troca de conhecimentos da comunidade.

 

O WebSite Oficial do Movimento Brasileiro LGBT – Website próprio da Organização sem fins lucrativos, e de caráter filantrópico, conta com um Website do Movimento LGBT Brasileiro, devidamente atualizado e monitorado, servindo principalmente como canal de denúncias online atuante para proteção da população LGBT.

 

O Movimento LGBT é pioneiro em desenvolver um canal de comunicação de defesa da população LGBT no país, conteúdo dinâmico e informações são disponibilizados 24 horas por dia.

 

O Projeto é Promovido pelo Movimento LGBT e apoiado por diversas outras Cidades, Estados e Movimentos Sociais.

 

 

Acesse o Website:

www.movimentolgbt.com.br

 

Link da Primeira Semana LGBT+ de Rio Claro/SP:

https://www.facebook.com/events/380795379007949/

 

Link da Primeira Parada LGBT+ de Rio Claro/SP

https://www.facebook.com/events/1987158644887736/

 

Quer ser nosso parceiro?! Entre em contato através do email:

contato@nautiluspublicidade.com.br ou WhatsAPP: (19) 9 9801.7240

Participe!

 

CARTAZ DA PRIMEIRA SEMANA LGBT DE RIO CLARO SP - ANO DE 2018


unesp
26 de setembro de 2018

Unesp divulga relação de 6.585 isentos e 112 beneficiados com redução de 50% da taxa do Vestibular 2019


A Universidade Estadual Paulista (Unesp) divulgou nos sites vestibular.unesp.br e www.vunesp.com.br a lista com os resultados dos pedidos de isenção e redução da taxa do Vestibular 2019. No total, foram deferidas 6.585 isenções e 112 reduções de 50% da taxa, com valor integral de R$ 170,00. Os contemplados com isenção já estão inscritos no exame.

 

Os candidatos com pedidos de isenção indeferidos poderão optar por outras duas modalidades de inscrição, ambas com o aproveitamento de seu cadastro já realizado no site da Fundação Vunesp, organizadora da seleção (www.vunesp.com.br): pagamento da taxa integral ou com redução de 75%, benefício destinado aos cerca de 500 mil alunos matriculados no último ano do ensino médio da rede pública estadual paulista. A senha da redução de 75% pode ser obtida nas secretarias das escolas. O período para cadastramento destes candidatos é o mesmo da inscrição dos pagantes de taxa integral, com prazo até 8 de outubro, uma segunda-feira.

 

São oferecidas para o Vestibular 2019 da Unesp um total de 7.365 vagas em 23 cidades, sendo 50% (3.698 vagas) destinadas ao Sistema de Reserva de Vagas para Educação Básica Pública. A porcentagem de ingressantes oriundos de escolas públicas no Vestibular Unesp 2018  foi de 55,8%. Quando o programa foi iniciado, em 2014, era de 40,7%, ou seja, incentivou o aumento de 37,1% no intervalo de quatro anos.

 

As provas da primeira fase da seleção serão realizadas no dia 15 de novembro, em 31 cidades paulistas e ainda em Brasília (DF), Campo Grande (MS), Curitiba (PR) e Uberlândia (MG). No ano passado, o total foi de 107.753 inscritos no Vestibular Unesp.

 

Mais informações:

Informações sobre todos os cursos da Universidade no Guia de Profissões, em www.unesp.br/guiadeprofissoes

 

Disque Vunesp – (11) 3874-6300 (de segunda a sábado, das 8 às 20 horas)

Sites – unesp.br/vestibular  e www.vunesp.com.br


senac
26 de setembro de 2018

Capacitação em Libras proporciona inclusão de pessoas com deficiência auditiva


5,1% da população brasileira é deficiente auditiva; intérprete do Senac Rio Claro fala da importância da profissão para a inclusão social no Dia Nacional do Surdo

 

O Senac Rio Claro comemora o Dia Nacional do Surdo e a Luta pela Inclusão, em 26 de setembro, com uma boa notícia. No próximo ano, oferecerá os cursos livres Língua Brasileira de Sinais 1 e Língua Brasileira de Sinais 2, cada um contará com 45 horas de duração. As capacitações ensinam Libras, segunda língua oficial no Brasil desde 2012, proporcionando a comunicação profissional e interação social entre as pessoas com ou sem a deficiência. De acordo com uma estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2017*, cerca de 9,7 milhões de brasileiros possuem deficiência auditiva, o que representa 5,1% da população do país.

 

Para Jéssica Pereira, intérprete de Libras da unidade, a língua de sinais é fundamental na vida dessa parcela da população, que compreende o mundo e as informações por meio de experiências 100% visuais. “Nem todos os deficientes auditivos comunicam-se de forma oral ou conseguem fazer uso da leitura labial. Por isso, o intérprete de libras torna-se peça-chave nos espaços sociais. A pessoa com deficiência auditiva deve ter seus direitos e deveres garantidos.”

 

Atuação profissional

 

Para ampliar esse movimento, o Decreto de Lei 5.626/05, que insere a Libras como disciplina curricular obrigatória nos cursos de formação de educadores, tem impulsionado a abertura de novos postos de trabalho, com possibilidades de atuação do profissional como professor, instrutor e intérprete.

 

“Isso significa que todos os cursos de licenciatura, pedagogia e de educação especial, tanto das instituições públicas quanto privadas, devem formar mestres capazes de educar alunos com deficiência auditiva.”

 

Jéssica explica ainda que o profissional pode atuar em diferentes esferas: educacional (escolas e instituições de ensino); conferência (palestras, eventos, congressos e audiências públicas); comunitário (órgãos públicos, serviços públicos e área de saúde) e corporativo (empresas).

 

Para os interessados em atuar no setor ou que tenham interesse em comunicar-se com pessoas deficientes auditivas, em breve as inscrições serão abertas. Basta ficar de olho no Portal Senac: www.sp.senac.com.br/rioclaro para mais informações.

 

Senac  é uma das melhores empresas para trabalhadores com deficiência

 

O Senac São Paulo conquistou o 2º lugar na edição de 2018 do prêmio Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência, promovido pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, em parceria com o Centro de Tecnologia e Inclusão. Em 2016, recebeu, também, o Reconhecimento Global de Boas Práticas para Trabalhadores com Deficiência, na sede da ONU, em Nova York. Na ocasião, o Senac foi tido pela sua excelência em todas as práticas avaliadas: recrutamento e seleção, acessibilidade, cultura organizacional, e protagonismo e gestão

 

*https://censo2010.ibge.gov.br/noticias-censo.html?busca=1&id=1&idnoticia=2965&t=pns-2013-dois-anos-mais-metade-nascimentos-ocorreram-cesariana&view=noticia

 

**http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5626.htm

 

Serviço:

Senac Rio Claro

Endereço: Avenida Dois, 720 – Centro – Rio Claro/SP

Informações e inscrições: www.sp.senac.br/rioclaro

 


unesp
24 de agosto de 2018

Unesp cadastrará a partir de 3 de setembro os pedidos de isenção e redução da taxa do Vestibular 2019


A Universidade Estadual Paulista (Unesp) receberá a partir de 3 de setembro os requerimentos dos interessados nas isenções para o exame de 2019. Também estará aberto o período para solicitação de redução de 50% do valor da taxa de R$ 170.

 

Para pedir isenção, os candidatos deverão preencher até 9 de setembro o formulário de inscrição, disponível na página www.vunesp.com.br. Os pedidos de isenção podem ser feitos de duas formas. Podem pedir isenção vestibulandos cadastrados no CadÚNICO (gerido pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome para Programas Sociais), ou seja, os que têm renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo ou que possua renda familiar mensal de até três salários mínimos. Estes estudantes preencherão o Número de Identificação Social (NIS) no requerimento de isenção.

 

Também têm direito a pedir isenção os candidatos que concluíram ou concluirão este ano o ensino médio com todo o currículo cumprido em escola pública, na Educação de Jovens e Adultos (EJA) ou com bolsa de estudo integral, se o curso for de instituição particular. Estes vestibulandos precisam ainda ter renda familiar bruta mensal igual ou inferior a um salário mínimo e meio (R$ 1.431,00), além de residir no Estado de São Paulo ou estar vinculado a uma instituição de ensino localizada em território paulista.

 

O resultado da solicitação de isenção será divulgado em 25 de setembro, no endereço unesp.br/vestibular e no site da Vunesp . Os pedidos deferidos já significarão a efetivação da inscrição do solicitante.

 

O pedido de redução de 50% do valor da taxa destina-se a candidatos matriculados no ensino médio ou em curso pré-vestibular e que recebam remuneração mensal inferior a dois salários mínimos ou estejam desempregados. O prazo é semelhante ao do pedido de isenção. O resultado dos pedidos de redução também será divulgado em 25 de setembro.

 

A Unesp oferece ainda redução de 75% aos cerca de 500 mil alunos matriculados no último ano do ensino médio da rede pública estadual paulista. O período para cadastramento destes candidatos é o mesmo da inscrição dos pagantes de taxa integral, de 10 de setembro a 8 de outubro.

 

São oferecidas para o Vestibular 2018 da Unesp um total de 7.365 vagas em 175 opções de cursos de 23 cidades, sendo 50% (3.698 vagas) destinadas ao Sistema de Reserva de Vagas para Educação Básica Pública. A porcentagem de ingressantes oriundos de escolas públicas no Vestibular Unesp 2018  foi de 55,8%. Quando o programa foi iniciado, em 2014, era de 40,7%, ou seja, incentivou o aumento de 37,1% no intervalo de quatro anos.

 

As provas da primeira fase da seleção serão realizadas no dia 15 de novembro, em 31 cidades paulistas e ainda em Brasília (DF), Campo Grande (MS), Curitiba (PR) e Uberlândia (MG). No ano passado, o total foi de 107.753 inscritos no Vestibular Unesp.


senac
16 de agosto de 2018

Senac Rio Claro promove mais uma edição do Casa Aberta com atividades gratuitas para toda a comunidade


Com extensa programação, a unidade apresenta suas experiências educacionais por meio de workshops, oficinas e palestras no sábado, dia 18 de agosto

 

Que tal participar de uma partida do popular jogo eletrônico League of Legendes ou aprender a se maquiar para as diferentes ocasiões? Ou, ainda, conhecer mais sobre as principais características das cervejas e degustar diferentes tipos da bebida? Essa é apenas parte da extensa programação da terceira edição do Casa Aberta, que o Senac Rio Claro oferece, dia 18 de agosto (sábado), das 10 às 16 horas.

 

O evento acontece em todas as 57 unidades Senac na capital, Grande São Paulo, litoral e interior do Estado. O Casa Aberta é uma oportunidade para conhecer a infraestrutura da instituição ao mesmo tempo em que se vivencia, na prática, a experiência Senac por meio de atividades nos ambientes educacionais dedicados à formação e ao desenvolvimento profissional.

 

Como uma forma de apresentar as opções em educação profissional da instituição, docentes e especialistas convidados do mercado comandarão workshops, palestras e oficinas. A agenda também envolve prestação de serviços em saúde, educação, cultura e lazer. A programação é voltada para toda a família. Neste ano, estão previstas mais de 1.600 atrações em toda a rede. Em 2017, 16 mil pessoas prestigiaram o evento nas unidades do Senac São Paulo.

 

 

Programação Senac Rio Claro

 

 

Em Rio Claro, 30 atividades gratuitas estão programadas, entre os principais destaques está o popular jogo eletrônico League of Legendes mais conhecido como LOL. A batalha irá ocorrer em formato de campeonato com oito times e terá início às 10 horas. As inscrições são gratuitas e acontecem por ordem de chegada.

 

E que tal incorporar em seu repertório cultural e gastronômico conhecimentos sobre as principais características das cervejas? Os interessados por esse universo podem participar do workshop: Degustação de Cervejas, que será realizado das 11 às 12 horas. Para se inscrever na atividade, exclusiva para maiores de 18 anos, é preciso chegar com 30 minutos de antecedência. As vagas são limitadas.

 

Para os apaixonados por maquiagem, uma oficina especial irá apresentar as técnicas básicas de automaquiagem para uso em diversos locais e ocasiões sociais. A atividade será guiada pela maquiadora e youtuber Camila Miamo em dois horários, das 10h30 às 11h30 e das 13 às 14 horas. As inscrições devem ser feitas pelo Portal Senac: www.sp.senac.br/casaaberta.

 

A diversão para toda a família fica por conta do Circo Vox, que está entre os três principais picadeiros contemporâneos do Brasil. O espetáculo “A arte sobre humanos”, traça um paralelo entre as dificuldades dos números circenses e a vida de um trabalhador comum. A apresentação começa as 14h30 e recomenda-se chegar com 30 minutos de antecedência para a retirada do ingresso.

 

Durante o evento, os visitantes poderão participar ainda de atividades com foco em saúde e bem-estar, prevenção de acidentes domésticos, arte de combate Krava Maga, produção de terrários e computação gráfica etc.

 

“Todos estão convidados a conhecer a nossa unidade e participar das atividades que programamos. O Casa Aberta é um evento voltado para toda família, estudantes, parceiros e pessoas interessadas em se divertir, aprender e conhecer mais sobre as diversas áreas de atuação do Senac”, afirma Fabiana Martins Vilela, gerente em exercício do Senac Rio Claro.

 

Para conferir a programação completa e inscrever-se nas atividades, acesse o Portal Senac, em www.sp.senac.br/casaaberta e escolha a unidade de sua preferência.

 

 

Serviço

Casa Aberta
Data: 18 de agosto de 2018
Horário: das 10 às 16 horas

 

Partidas “League of Legends”

Horário: das 10 ás 16 horas

Workshop: Degustação de Cervejas

Horário: das 11 às 12 horas

 

Oficina: Dicas de Maquiagem com a Youtuber Camila Miano 

Horário: das 10h30 ás 11h30

Horário: das 13 às 14 horas

 

Apresentação: Circo Vox – espetáculo A Arte Sobre Humanos

Horário: das 14h30 às 15h30

 

 

Senac Rio Claro
Endereço:
Avenida Dois, 720 – Centro – Rio Claro/SP

Inscrições: www.sp.senac.br/rioclaro

Programação e inscrições: www.sp.senac.br/casaaberta

 


senac
1 de agosto de 2018

Senac Rio Claro promove roda de conversa sobre Gênero e Sexualidade


Evento é aberto ao público e acontece nesta sexta-feira, às 15 horas

 

O Senac Rio Claro promove, nesta sexta-feira, 3 de agosto, a Roda de Conversa: gênero e sexualidade, com Adelaide Maria de Estorvo Alencar da Silva, professora e cientista social. O debate tratará de temáticas relacionadas a identidades de gênero, problemáticas, afetos, políticas afirmativas, sexualidade e educação.

 

O evento é gratuito.

 

Adelaide explica que será uma ação crítico-afetiva dos processos de formação dos participantes, possibilitando um espaço de construção de conhecimento compartilhado para estratégias pedagógicas transversais. “Esse assunto é muito importante, pois integra uma ampla demanda por inclusão. Isso, hoje, se mostra um ponto de apoio fundamental, já que a sociedade ainda expõe situações de profunda desigualdade.”

 

A ação contemplará algumas unidades da rede com o compromisso de desenvolver pessoas por meio de ações educacionais que estimulam o exercício da cidadania. Para mais informações e inscrições, acesse o Portal Senac: www.sp.senac.br/rioclaro.

 

 

Serviço:

Roda de conversa: gênero e sexualidade

Data: sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Horário: das 15 às 17 horas

Senac Rio Claro
Endereço:
Avenida Dois, 720 – Centro – Rio Claro/SP

Inscrições: www.sp.senac.br/rioclaro

Participação gratuita