Prefeitura decreta emergência, reduz expediente e suspende aulas

prefeitura-rc
25 de maio de 2018

O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, assinou na sexta-feira (25) decreto de situação de emergência preventiva no município de Rio Claro, em razão da falta de combustível nos postos que abastecem a cidade. Em reunião de urgência com secretários municipais e o presidente da Câmara de Vereadores, André Godoy, o prefeito de Rio Claro tomou algumas medidas administrativas para o enfrentamento da crise. “São medidas emergenciais que, esperamos, possam ser suspensas o mais rápido possível”, afirma Juninho.

 

As aulas na rede municipal estão suspensas na próxima semana e os serviços públicos municipais terão expediente reduzido, atendendo das 7h30 às 13h30, com exceção dos serviços de urgência e emergência da saúde, segurança, abastecimento de água e Defesa Civil.

 

O prefeito determinou a paralisação e o recolhimento de todos os veículos da frota municipal, permanecendo em funcionamento apenas os veículos de urgência e emergência da saúde, do setor de segurança e do Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae).

 

As aulas nas escolas e creches públicas municipais de Rio Claro foram suspensas em razão das dificuldades causadas com a falta de combustível, que prejudica a locomoção de professores e alunos, e também o fornecimento de merenda escolar.

 

A falta de combustíveis também atinge o transporte coletivo urbano. Os ônibus, a partir desse sábado (26), funcionarão com horários especiais, com redução do número de viagens.

 

A coleta de lixo, por enquanto, ainda não sofreu alteração, tendo garantia de realização até a segunda-feira (28).

 

O presidente André Godoy disse que acompanhará as decisões do prefeito na Câmara de Vereadores. “Inclusive, já determinamos o recolhimento de todos os carros oficiais e a suspensão de viagens”.

 
IMPRENSA DA PREFEITURA DE RIO CLARO – SP