Revista Colaborativa Rio Claro Online Contato WhatsApp: +55 19 9 9801.7240 | 3597.0881 contato@rioclaroonline.com.br


rogerio-guedes
20 de agosto de 2018

Servidores Públicos da UPA da 29 estão com medo de serem exonerados após ameaças do Vereador Rogério Guedes


O vereador Rogério Guedes (PSB) esteve na UPA da 29 no último Sábado (18) com o seu sobrinho maior de idade solicitando atendimento imediato, segundo fontes.

 

Quando o rapaz foi chamado para entrar, o vereador estava exigindo entrar como acompanhante, mas o vigilante patrimonial não deixou devido as últimas agressões ocorridas nesta unidade (agora, só é permitida a entrada de acompanhantes na UPA da 29, quando o enfermo é menor de idade ou maior de 60 anos). Fontes afirmam que o vereador se desentendeu com os servidores públicos e em determinado momento puxou uma arma ameaçando o vigilante.

 

Servidores relataram que foram defender o vigilante:

 

“o vereador estava descontrolado e começou a ofender os funcionários públicos com palavras de baixo calão, tentando intimidar, falando que iria fazer relatório contra a enfermagem e que os envolvidos seriam responsabilizados pelo péssimo atendimento e exonerados, sendo assim, foi todo mundo parar na delegacia e foi registrado B.O.”

 

Agora, os servidores públicos da UPA da 29 estão com medo de serem exonerados após ameaças do Vereador Rogério Guedes.

 

Resposta do Vereador Rogério Guedes referente ao episódio ocorrido na UPA da 29 – 18/08/2018

 

O vereador negou que sacou uma arma durante o desentendimento na Unidade de Pronto Atendimento de Rio Claro.

 

Segundo Rogério, houve apenas um desentendimento com o vigilante.

 

O parlamentar é policial também e afirmou: “Eu estava acompanhando um cidadão que se acidentou de moto e pedi para acompanha-lo no momento do raio-x. Um segurança do local, que é conhecido por destratar os pacientes tentou me impedir. Eu mostrei apenas minha funcional de policial. Não tinha como sacar arma porque sequer estava armado naquele momento” – Rogério Guedes.

 

A situação se estabilizou quando um médico permitiu a entrada do vereador.

 

Nota da Revista Rio Claro Online

 

No domingo a tarde (19), a Revista Colaborativa recebeu diversas denúncias de cidadãos a respeito do caso, assim como recebeu de servidores públicos municipais, e publicou uma notificação a respeito do caso lamentável desse último sábado (18), a fim de reafirmar o compromisso e apoio às fontes envolvidas nas ameaças. O vereador se pronunciou por via das redes sociais afirmando que a Revista Rio Claro Online realiza FAKENEWS.

 

A Rio Claro Online vem por meio desta, informar que não trabalha com notícias falsas e muito menos sem apurar as informações relatadas e a veracidade das mesmas. A Revista desenvolve suas matérias com inúmeras fontes antes de realizar qualquer publicação ou comentário nas redes sociais, assim como reitera o seu compromisso com a cidade de Rio Claro/SP e com os seus cidadãos, enfrentando por inúmeras vezes o descaso de diversas administrações públicas que já se fizeram presentes no município, e salientamos a importância da Revista Colaborativa, sendo uma das únicas mídias a denunciar casos terríveis e sórdidos acontecimentos na cidade. Por muitas vezes a Revista Rio Claro Online foi e é a única a repassar denúncias da população em primeira mão, se resguardando no direito de publicar informações preliminares para que depois possa publicar a matéria na íntegra, conforme fontes apuradas QUE NÃO SE OMITEM, e que enfrentam TAMBÉM corajosamente, abusos de poder e de intimidações acerca de acontecimentos horripilantes na cidade de Rio Claro/SP.

 

A Rio Claro Online é uma mídia livre e independente de todos os órgãos públicos e livre de agentes que recebem salários que são pagos através dos nossos impostos.

 

 

Denuncie sempre:
Atendimento por Email: contato@rioclaroonline.com.br
Atendimento por WhatsAPP: (19) 9 9801.7240